Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

Bolo de Limão

No estilo de vida paleo os bolos, mesmo com farinhas ou adoçantes "permitidos", devem ser guardados para ocasiões especiais. O problema é que quando há ocasiões especiais gostamos de fazer uma receita que já foi testada e que sabemos que resulta, especialmente quando as visitas não são paleo... Então como podemos fazer receitas que sabemos que resultam se não as experimentarmos antes? Pois! 
Tendo optado por este estilo de vida há pouco mais de ano e meio, a coisa complica-se e a insegurança instala-se. Não que não hajam ideias e inspirações e teorias e algumas luzes de como adaptar receitas convencionais a receitas paleo com apenas alguns ajustes. Mas porque se na pastelaria convencional tudo tem uma métrica, a alteração deste equilíbrio pode resultar em bolos sem sabor ou em bolos com texturas esquisitas.
Pois bem, porque todos os meses existe a malvada TPM, arranjei a bendita desculpa que precisava para testar algumas receitas que tinha em mente. Peguei na receita tradicion…
Mensagens recentes

Panquecas dois um um

Tomar o pequeno almoço todas as manhãs em casa e sentir que não é sempre a mesma coisa, e ainda aliar isso a pequenos almoços saudáveis e agradáveis a qualquer criança, começa a ser uma tarefa difícil... Juntar saudável e criança nem sempre é fácil, mas é de certeza desafiante para qualquer pai e mãe.
No nosso caso com uma menina adorável, mas esquisita com qualquer sabor que tenha aparência, sabor, textura, cor, cheiro ou ideia de que é diferente de leite com chocolate e cereais... torna-se um desafio do género de batalha de titãs.
Desta vez fizemos umas panquecas saudáveis mas da cor, cheiro e textura muito similares a outra qualquer panqueca... e... não notou a diferença é comeu algo que achamos ser muito mais saudável.
Esta versão já sofreu muitas mudanças e cada dia que passa terá sempre uma pequena alteração de acordo com a época do ano, ou com os ingredientes disponíveis no momento, mas... mas a base nunca mudará... dois ovos... uma colher de sopa de farinha de côco... uma colher …

Manteiga de avelãs e cacau

Ingredientes:2 canecas de avelãs torradas e sem pele 3 colheres de sopa de cacau puro em pó 5 tâmaras medjol grandes
Preparação 
Torre as avelãs no forno pré-aquecido a 180° com ventilação durante 10 minutos. Retire as avelãs e deixe arrefecer. Enquanto arrefecem deve retirar o máximo das peles. Uma vez as avelãs arrefecidas coloque-as num processador de alimentos, nós usamos a Bimby. Triture-as até obter uma manteiga, durante 10 minutos a velocidade 8. Juntar as tâmaras sem caroço e o cacau em pó e volte a triturar mais 5 minutos a velocidade 8. Agora acrescente gradualmente meia caneca de água (125ml) de forma gradual a velocidade 5 para garantir que a mistura fica bem misturada.
Para finalizar esterilize o frasco onde vai colocar a manteiga de avelã e cacau e coloque no frigorífico.




Torta de laranja com doce de frutos vermelhos

O que mais me desgosta neste estilo de vida, isento de açúcares é comer fora... cada vez mais sinto que comer fora é um desafio.
A parte da socialização num restaurante com amigos, com a família ou sozinho obedece a regras, primeiro entradas, depois prato principal, depois sobremesa e café... que, para quem nos serve são obrigatórias... e ai de quem as quebre... surge logo aquela expressão de que estão perante um extraterrestre (nós somos os extraterrestres), alguém que não sabe se comportar...
E se não comemos açúcares? Surge então aquela pergunta inquisitória... “Não quer sobremesa?!?!? Não come açúcar!?!?!”... isto irrita-me porque se há refeições para qualquer tipo de dieta e se o açúcar é reconhecido como sendo mau para a saúde, porque é que não existe uma... apenas uma sobremesa sem estes produtos? Custa assim tanto?
Hoje fomos comer fora e saímos de lá com uma vontade louca de comer uma sobremesa. Apetecia-nos torta de laranja.
Espero que gostem...



É claro que o doce de frutos verme…

Bolo invisível de maçã

Cá por casa são cada vez menos as vezes que nos apetece bolo. E só se fazem mesmo em ocasiões especiais. Mas uma fruteira cheia de maçãs golden e um fim de semana fora levaram-me a procurar uma solução. 
Para além de fazer polpa de maçã que utilizo para adoçar (AQUI), resolvi fazer este bolo invisível de maçã. O aspeto é muito bonito e de sabor não fica nada atrás. 
Existem inúmeras receitas idênticas, com leite, com farinhas refinadas que utilizei como guião para fazer esta versão paleo. Espero que gostem! Fica uma delícia!





Bolo invisível de maçã
Ingredientes: - 3 ovos - 80 gr de mel - 180 gr de leite de coco - 2 colheres de sopa de óleo de coco - 150 gr de farinha de amêndoa - 1 colher de chá de canela (opcional) - 600 gr de maçã golden
Preparação: Descasque as maçãs e retire o centro. Deve ficar com cerca de 500 gr de maçãs.  Com o auxílio de uma mandolina, corte as maçãs em rodelas fininhas. Reserve cobertas com algumas gostas de limão para não escurecerem. Pré-aqueça o forno a 180º e forre uma …

Salada de couve flor

Já vamos a meio de abril e o tempo bom teima em não aparecer. Esta semana o sol deu o ar da sua graça, mas parece que é sol de pouca dura. Já não se aguenta tanta chuva.
Enquanto a chuva e frio não voltam, publico esta sugestão de salada. Já começo a ter saudades de comida mais ligeira e fresca. E quem sabe não é o mote para o bom tempo vir para ficar.
Nesta salada usei, uma vez mais, a tão versátil couve flor. Desde que experimentei utilizá-la como base nas saladas, que não perco uma possibilidade de arranjar novas combinações.
Esta salada foi o nosso almoço num destes dias da semana. Simples, rápida e saborosa. É uma boa solucao para quando faltam ideias ou nos esquecemos de descongelar comida ou não temos conservas de atum ou cavala. É raro acontecer, mas acontece...



Salada de couve flor com chévre [serve 2 pessoas]
Ingredientes: - 1 couve flor pequena - 1 batata doce média - rúcula qb - passas qb - 1/4 pepino - 10 tomates cherry - 1 maçã vermelha - 1/4 cebola roxa - 2 rodelas generosas de queijo…

6 anos...

O blog umapedradesal faz hoje 6 anos. A sua criação foi ideia do marido. Inicialmente não achei nada boa ideia. A minha filha tinha acabado de fazer 2 anos, tinha um emprego a tempo inteiro no banco e um a tempo parcial, à noite e nas horas de almoço, como professora de dança. A última coisa que me apetecia era ter mais sarna para me coçar. Mas ele tinha razão numa coisa... Nunca apontava as receitas que fazia, as ideias que resultavam bem e um blog obrigava-me a organizar. Funcionaria como um livro de receitas on-line. E foi criado... 
E de repente percebi que havia pessoas do outro lado. Que foram chegando por convite dele. Outras encontraram o blog por acaso. Mas que o número de seguidores foi engrossando. De repente tenho colegas a dizerem-me que experimentaram a receita x e y e adoraram. Tenho reciprocidade! De repente percebo que não é apenas um livro de receitas meu, mas um livro de receitas que partilho com todos os que vêm por bem em busca de inspiração... 
E o tempo foi passan…