Avançar para o conteúdo principal

Dia um... Na cozinha! - Fritatta

O tema deste mês, do 'Dia um... Na cozinha!' É..... [rufam os tambores] Fritattas! Bom, descomplicando, são tortilhas com sotaque, isto é, tortilhas italianas! Em traços gerais, é isto!

Claro está que neste momento tenho o povo italiano a rogar-me uma valente praga e a chamar-me inculta, mas na verdade é mesmo uma especialidade italiana muito idêntica à nossa tortilha. No entanto, a nossa é feita, normalmente no fogão, enquanto a fritatta é feita no forno.

O principio é o mesmo - juntar uma mistura de ovos a peixe, carne, vegetais, enfim o que o frigorifico/despensa permitir e a imaginação deixar!

Para mim, é na verdade, uma forma excepcional de reciclar sobras ou fazer uma refeição em três tempos. Mudam os ingredientes conforme as vontades, mas o resultado, esse, chega à mesa num ápice, sem ser necessário utilizar todo o trem de cozinha.

Sim, porque uma fritatta pode ser iniciada numa frigideira ao fogão e terminada, no mesmo recipiente, dentro do forno. Claro está, que como a minha ia desfilar na sessão fotográfica, coloquei-a numa tarteira, mas pode fazê-la na frigideira, como manda a tradição! Atenção à pega quando tirar do forno!

Já agora fica uma ultima sugestão... Pode experimentar esta receita, mas se não tiver algum dos ingredientes, improvise! Adapte aos sabores aí de casa!

E venha o desfile de fritattas! Promete!

____________________

Fritatta mediterrânica com quinoa

[serve 4 pessoas]


Ingredientes:

- 7 ovos M

- 1 courgete pequena

- 1 pimento vermelho pequeno

- 100 gr de quinoa vermelha cozida

- 1 cebola pequena

-1/2 alho francês

- alecrim qb

- sal e pimenta qb

- azeite qb


Preparação:

Corte a cebola e o alho francês em rodelas bem fininhas. Salteie num pouco de azeite com alecrim picadinho e reserve.

Pré-aqueça o forno a 200º. Forre uma tarteira (utilizei quadrada) com papel vegetal. Distribua a quinoa cozida no fundo. Distribua a courgete cortada bem fina e tempere com um pouco de sal e pimenta.

Corte o pimento vermelho (usei um pimento italiano pequenino, pode utilizar do comum) em rodelas e elimine as sementes. Distribua por cima da courgete e adicione o salteado de cebola e alho francês.

Bata os ovos com um pouco de sal e regue os legumes.

Leve ao forno por 25-30 minutos, até ficar bem douradinha.


Nota: se não tiver quinoa cozida, leve ao lume 50 gr de quinoa (usei vermelha, mas pode utilizar branca) com cerca de 250 gr de água e um pouco de sal. Deverá demorar cerca de 20 minutos, o tempo necessário para que toda a agua evapore. Saberá que está cozida quando se separar um género de anel esbranquiçado do grão.

______________________

 

Comentários

  1. Que aspecto óptimo, esta frittata fica uma refeição completa!
    Espreita o desafio no meu blog ;)
    http://amarmitalisboeta.blogspot.pt/2013/10/desafio-de-outono-cozinha-rapida.html

    ResponderEliminar
  2. Bom dia!
    Ai que maravilha de frittata! Excelente participação. Adorei!

    Beijinhos doces. :*

    Aurea Neves

    ResponderEliminar
  3. Que deliciosa! Adorei a sugestão!

    Beijinhos,
    http://madamexicaras.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Adorei as texturas desta fritatta tão original!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Muito original. Adoraria poder provar!
    Beijinhos

    http://bocadinhosdeacucar.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. Que linda frittata! Adoro quinoa, mas como sou a única faço poucas vezes. Uma beijoca grande :)

    ResponderEliminar
  7. Uma frittata diferente e muito saborosa! Ótima apresentação e participação!

    ResponderEliminar
  8. Ficou divina e tão perfeita, adorei uma excelente sugestão.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. A cada frittata que vejo fico de boca aberta, com a sugestão de ingredientes, gostei e já agora o que é quinoa?
    http://asreceitasdoselminho.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A quinoa é um super produto, um cereal magnifico cheio de propriedades fantásticas e em minha opinião muito saboroso. Aqui no blog ha muitas receitas ja :-). Veja um pouco mais sobre o assunto aqui e volte sempre :-) http://umapedradesal.blogspot.pt/2013/05/cereais-e-afins.html

      Eliminar
  10. Fantástica!!
    Diferente, linda e de certeza deliciosa!

    ResponderEliminar
  11. Sónia ... está fabulástica !!!! MESMO ! Adorei a disposição dos ingredientes e adorei os ingredientes!!!
    Que maravilha!
    Beijinhos bem doces amiga !

    ResponderEliminar
  12. E dizes tu que estás em letargia!!!!! Pois como dizem os espanhois, porque italiano nao sei, "espabila niña"!!!!
    Olha e antes de falar da frittata, a tortilha é espanhola!! Nós é que já as adoptamos, porque antes nao passavam de omeletes!!
    Mas isso nao interessa e menos a lingua que fale, porque esta fala a mesma que eu e diz: COME-ME!!! Está linda minha querida!! Bom ter-te aqui com as tuas coisas boas!
    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem duvida que a tortilla é espanhola. Mas cá por casa a omelete sempre foi enrolada e a tortilha espalmada :-). Para mim é mais do mesmo, mas as origens a quem de direito, hehehe :-). Beijo do tamanho do mundo e arredores!

      Eliminar
  13. Que maravilha! Bela conjugação de ingredientes :)
    Beijinhos
    http://sudelicia.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  14. Olá querida Sónia :)
    Sempre a fazer coisinhas boas e lindas e esta fritatta não é excepção!
    Beijinhos
    Lúcia

    ResponderEliminar
  15. Olá Sónia! Esta frittata com quinoa deve ter ficado uma verdadeira delicia. Adorei a tua sugestão e acho que foi uma excelente participação do desfile do dia 1. ;)
    Beijinho.

    Célio

    ResponderEliminar
  16. Olá minha querida!!

    Fiquei muito contente quando te vi a desfilar na passerelle! O dia 1 sem ti não seria o mesmo :)
    A tua fritatta ficou com o aspecto que eu gostava de ter visto na minha , mas pronto, sou principiante nestas lides e não saiu lá muito bem como eu queria. Venha o próximo dia 1!!

    beijinhos

    ResponderEliminar
  17. Olá Sónia, ficou muito bem na tarteira. Beijos!

    ResponderEliminar
  18. Uma ótima sessão fotográfica.
    Parabéns
    Bjs

    ResponderEliminar
  19. Olá Sónia!
    Que fritatta maravilhosa! Deve ter ficado muito muito deliciosa! Eu adorei! E as fotos também são ótimas!!!
    Beijinho e bom fim de semana* ;)

    ResponderEliminar
  20. Pois é, mais uma vez fiquei de água na boca... já vai sendo hábito por aqui :)
    Kiss, Susana
    Nota: Ver o passatempo a decorrer no meu blog:
    http://tertuliadasusy.blogspot.pt/2013/10/dia-um-na-cozinha-e-escolha-do.html

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Aguardentes & Licores

O ano passado lancei-me na 'arte' de fazer licores para oferecer nos cabazes de Natal. Comprei uma aguardente de boa qualidade e segui duas receitas publicadas na revista da Bimby "Momentos de Partilha". O resultado final foi muito apreciado pelos convivas a quem ofereci, já que por casa ninguém é apreciador de álcool, nem nas maçãs assadas (felizmente só se estraga uma casa) e por isso nem provamos o resultado final.Este ano tentei perceber um pouco mais sobre este universo das aguardentes (a base dos licores). Em jeito de 'Resumo' tenha em atenção o seguinte:O primeiro factor a ter em consideração, quando se faz um licor, tem a ver com o teor alcoólico da aguardente porque a quantidade de água e açúcar que se vai utilizar depende disso. Isto é, se tiver um teor de álcool de 40º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar cerca de 500 gr de açúcar e 650 ml de água. Se tiver um teor de álcool de 70º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar a mesma prop…

Pão

Pão... Fazer pão sempre foi para mim uma arte, uma técnica basilar e por essa razão sempre gostei de fazer o meu próprio pão, de experimentar receitas novas, de usar ingredientes novos, novas combinações. Embora não seja nascido no Alentejo, a minha familia é toda alentejana, os sabores sempre foram alentejanos e é a gastronomia com que mais me identifico, de onde o pão é quase a sua base culinária. 
Termos aderido a um novo conceito de alimentação, onde o trigo não entra, fez-me repensar o pão. Apesar de não precisar de pão na minha dieta, somos bombardeados de todo o lado pelo pão... nas reportagens televisivas sobre a Páscoa, nos restaurantes, nas feiras, etc., por isso resolvi pegar nas farinhas aprovadas na alimentação paleo e fazer o meu próprio pão. 
Peguei nos vários conceitos que li sobre o pão, nas várias experiências falhadas nestes meses e produzi o meu Pão, sem glutén, sem trigo e saboroso... nham. Ficou um bocadinho achatado, mas acreditem que ótimo de sabor. 
E é com est…

Cheesecake aldrabado

Se o mote da nossa vida fosse sempre simplificar, tudo seria mais simples... E delicioso.
Num destes finais de dia fiz Granola. Estava a arrefecer em cima da banca quando começamos a jantar. O cheirinho aromático fez-me ter vontade de improvisar algo para a sobremesa. 
Demorou pouco mais de 30 segundos. Sabia o que tinha no frigorífico. Requeijão de cabra, doce de morango e framboesa... Claro que só podia sair um cheesecake aldrabado. Não tivesse logo eu pensado nele quando comprei o requeijão e as framboesas... Embora estivesse longe de imaginar que a falta de tempo me impossibilitasse de fazer a versão tradicional mas fizesse chegar até mim uma alternativa à altura. O risco é só mesmo ser demasiado rápido de fazer e bom demais. Tão bom que enquanto eu tirava fotos do meu, o marido já estava a comer a segunda taça! Brutal!





Cheesecake aldrabado
Ingredientes: - Granola a gosto (ESTA) - requeijão de cabra a gosto - doce de morango e framboesa a gosto (ESTE) - framboesas para decorar
Preparação: E…