Avançar para o conteúdo principal

Batalha de Blogues - Prato Principal

Hoje é dia de Batalha de Blogues, patrocinada pela Parmalat! Há uma semana atrás publiquei a entrada e hoje é a vez do prato principal deste menu de verão que aos poucos e poucos está a ser construído.

Cá por casa verão é época de saladas, comida boa no carvão e refeições feitas e comidas em família. De preferência sem horários, sem pressas, sem grandes complicações.

Este foi o nosso jantar de ontem, depois de uma tarde de praia... Entre o banho da criança e a arrumação habitual... Mas poderia bem ser o almoço de qualquer outro dia. É a comida cá de casa, simples, despretensiosa. Mas nem por isso menos deliciosa. Espero que gostem e experimentem.

Aproveito para sugerir que visitem os outros blogs a concurso. Estou mais que certa que serão sugestões surpreendentes e cheias de qualidade!

_______________________

Lulas grelhadas com batatas recheadas e manteiga de pimentos

[serve 3 pessoas]


Ingredientes:


Para as lulas:

- 6 lulas grandinhas (1,2 kg)

- sal qb


Para as batatas recheadas:

- 3 batatas grandes (800 gr)

- 1/2 pacote de Nata com Ervas Aromatizadas Parmalat

- 1 colher de café de mostarda

- 2 colheres de chá de sumo de limão

- salsa e coentros qb

- 2 mãos cheias de queijo mozzarela ralado

- 1/2 pacote de Molho Béchamel Parmalat

- sal qb


Para a manteiga de pimentos:

- 2 pacotes de Natas Para Bater Parmalat

- 1/4 de pimento vermelho assado

- flor de sal


Preparação:

Comece pela manteiga de pimentos, que é relativamente simples mas carece de algum tempo de antecedência de preparação para que resulte.

No dia anterior coloque as natas no frigorifico para que fiquem bem frias. De manhã bata as natas até que a gordura se separa do soro e consiga obter manteiga. Pode fazê-lo utilizando a batedeira ou utilizando um robot de cozinha. Eu utilizei a Bimby e programei 3 minutos, velocidade 9.

O truque na manteiga é que as natas tenham pelo menos 30% de matéria gorda (as da Parmalat são perfeitas) e devem estar bem frias para montar.

Escorra o soro e com um fio de água a correr lave bem a manteiga para que não rance, até que a água saia límpida. Seque bem em papel absorvente e adicione flor de sal (ou sal fino) a gosto. Enrole em película aderente fazendo um rolinho bem apertado e coloque no frigorifico.

Na hora em que for acender o carvão/grelhador, comece a fazer as batatas. Lave bem, não tirando a casca e espete-as com uma faca. Coloque no micro-ondas e cozinhe, na potência máxima até que estejam tenras (no meu caso demorou cerca de 25 minutos). Pode optar por cozer com um pouco de água, mas demora bastante mais tempo.

Faça um corte no topo da batata e com uma colher retire a polpa, tentando não romper a pele (obtive 200 gr de polpa). Misture um pouco de sal, as natas com ervas aromatizadas Parmalat, o sumo de limão, salsa e coentros picados a gosto e um pouco de sal. Esmague grosseiramente com um garfo e una bem. Prove e retifique temperos. Volte a rechear as batatas com esta polpa aromatizada.

Pré-aqueça o forno a 200º.

Coloque as batatas num pirex de forno. Espalhe por cima o Béchamel Parmalat e queijo mozzarela a gosto. Leve ao forno a gratinar por 15 minutos. Findo o tempo, aumente a temperatura para 250º e programe mais 10 minutos ou até estar dourado por cima.

Grelhe as lulas (que devem estar limpas, mas não retire a pele nem separe a cabeça do resto do corpo) e o pimento vermelho. Tempere com sal as lulas e no momento de servir corte em argolas, sem que as separe por completo.

Finalize a manteiga. Misture 1/4 do pimento assado (ao qual já retirou a pele) cortado em cubos pequeninos e volte a formar um rolinho para que mais facilmente possa cortar doses individuais.

Sirva as lulas com uma boa salada de tomate e pepino, temperada de sal, oregãos, um fio de azeite e vinagre, a batata gratinada e a manteiga de pimentos.

________________________

 

Comentários

  1. Adorei a tua sugestão! Essas batatas aiiiii :D

    ResponderEliminar
  2. Que maravilha! Ficou tudo muito bem. Boa Sorte.

    ResponderEliminar
  3. Ola,
    Gostei imenso! Adorei os sabores e a cor! :)
    Tenho de experimentar...
    bjinho e boa sorte! :)

    Katia
    http://entretachosebimby.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Que bom ia ser ter esse teu pratinho ao meu almoço e que dizer dessas batatinhas recheadas hum...adorei

    beijinhos!

    ResponderEliminar
  5. Essas batatas estão o máximo, que maravilha!

    ResponderEliminar
  6. As batatas... que sugestão deliciosa! e a manteiga de pimentos parece suprema!
    http://amarmitalisboeta.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  7. Bela sugestão!
    Beijinhos
    http://sudelicia.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  8. Que refeição mais deliciosa, adorei tudo, desde das lulas, às batatas e à manteiga, fiquei super curiosa para experimentar esta deliciosa junção de sabores :)

    Beijinhos
    Joana

    ResponderEliminar
  9. Tão bom esse pratinho, está tudo com um aspecto delicioso!
    Beijinho :)

    ResponderEliminar
  10. Mas que prato tão belo e bem levezinho, adorei.
    Kiss, Susana
    Nota: Ver o passatempo a decorrer no meu blog:
    http://tertuliadasusy.blogspot.pt/2013/07/4-edicao-do-projeto-escolha-do.html

    ResponderEliminar
  11. Ai que saudadinhas eu tinha de passar por aqui!!!
    Eu fui vendo o que ias fazendo, mas acabaram-se as férias!
    E um post destes é impossivel deixar em branco!! Que maravilha de sugestão!
    Adoro pimentos e essa manteiga tem que ser maravilhosaaaa!
    Já para nao falar nas batatas recheadas!!!
    Arranjaram uma batalha muito saborosa!!!
    :)
    Uma beijoca!

    ResponderEliminar
  12. Mas que sugestão maravilhosa... essas batatas dão cabo de mim.. :)
    beijocas

    ResponderEliminar
  13. Ai estas batatas!!! Devem ser uma delícia!!! Parabéns, gostei muito desta sugestão!
    Bj da Carla

    ResponderEliminar
  14. Querida,

    Fico a torcer ! :)
    Essas lulas fariam as minhas delicias !
    Uma apresentação fantástica para um prato cheiro de pormenores deliciosos e contrastes surpreendentes !
    Adorei a tua receita, amiga ! :)

    Um grande beijinho para ti ! **

    ResponderEliminar
  15. Obrigado por passarem pelo meu cantinho e me deixarem tantas coisas boas que ler. Obrigado de coração!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Aguardentes & Licores

O ano passado lancei-me na 'arte' de fazer licores para oferecer nos cabazes de Natal. Comprei uma aguardente de boa qualidade e segui duas receitas publicadas na revista da Bimby "Momentos de Partilha". O resultado final foi muito apreciado pelos convivas a quem ofereci, já que por casa ninguém é apreciador de álcool, nem nas maçãs assadas (felizmente só se estraga uma casa) e por isso nem provamos o resultado final.Este ano tentei perceber um pouco mais sobre este universo das aguardentes (a base dos licores). Em jeito de 'Resumo' tenha em atenção o seguinte:O primeiro factor a ter em consideração, quando se faz um licor, tem a ver com o teor alcoólico da aguardente porque a quantidade de água e açúcar que se vai utilizar depende disso. Isto é, se tiver um teor de álcool de 40º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar cerca de 500 gr de açúcar e 650 ml de água. Se tiver um teor de álcool de 70º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar a mesma prop…

Pão

Pão... Fazer pão sempre foi para mim uma arte, uma técnica basilar e por essa razão sempre gostei de fazer o meu próprio pão, de experimentar receitas novas, de usar ingredientes novos, novas combinações. Embora não seja nascido no Alentejo, a minha familia é toda alentejana, os sabores sempre foram alentejanos e é a gastronomia com que mais me identifico, de onde o pão é quase a sua base culinária. 
Termos aderido a um novo conceito de alimentação, onde o trigo não entra, fez-me repensar o pão. Apesar de não precisar de pão na minha dieta, somos bombardeados de todo o lado pelo pão... nas reportagens televisivas sobre a Páscoa, nos restaurantes, nas feiras, etc., por isso resolvi pegar nas farinhas aprovadas na alimentação paleo e fazer o meu próprio pão. 
Peguei nos vários conceitos que li sobre o pão, nas várias experiências falhadas nestes meses e produzi o meu Pão, sem glutén, sem trigo e saboroso... nham. Ficou um bocadinho achatado, mas acreditem que ótimo de sabor. 
E é com est…

Cheesecake aldrabado

Se o mote da nossa vida fosse sempre simplificar, tudo seria mais simples... E delicioso.
Num destes finais de dia fiz Granola. Estava a arrefecer em cima da banca quando começamos a jantar. O cheirinho aromático fez-me ter vontade de improvisar algo para a sobremesa. 
Demorou pouco mais de 30 segundos. Sabia o que tinha no frigorífico. Requeijão de cabra, doce de morango e framboesa... Claro que só podia sair um cheesecake aldrabado. Não tivesse logo eu pensado nele quando comprei o requeijão e as framboesas... Embora estivesse longe de imaginar que a falta de tempo me impossibilitasse de fazer a versão tradicional mas fizesse chegar até mim uma alternativa à altura. O risco é só mesmo ser demasiado rápido de fazer e bom demais. Tão bom que enquanto eu tirava fotos do meu, o marido já estava a comer a segunda taça! Brutal!





Cheesecake aldrabado
Ingredientes: - Granola a gosto (ESTA) - requeijão de cabra a gosto - doce de morango e framboesa a gosto (ESTE) - framboesas para decorar
Preparação: E…