Avançar para o conteúdo principal

Petiscos e mais petiscos

Adoro petiscar, como já sabem, porque já o anunciei diversas vezes aos quatro ventos! Não necessariamente doces, aliás, até acho que sou muito mais gulosa por salgados… Mas a verdade é que petiscar nem sempre é compatível com alimentar uma criança de três anos. E por mais que goste de receber a família e os amigos em casa, as semanas têm sido tão exaustivas que passo o fim de semana a ressacar.

Mas num destes dias à noite, apeteceu-me e quando me apetece não há nada a fazer e lá pus mãos à obra! Pois só vos tenho a dizer que ficou delicioso… E será para repetir inúmeras vezes. Adorei os sabores e fiquei convencida que são uma ótima solução quando se tem visitas de última hora, é só utilizar o recheio que as vossas despensas e frigoríficos tiverem à disposição!

__________________

Brushettas e Quesadillas


Ingredientes para a Brushetta de cogumelos:

- pão cacete qb

- cogumelos qb

- azeite qb

- tomate maduro qb

- sal e orégãos qb

- mozarela ralada qb


Ingredientes para a Brushetta de queijo azul e pimento:

- pão cacete qb

- queijo gorgonzola qb

- azeite qb

- tomate maduro qb

- pimento vermelho qb

- sal e orégãos qb

- mozarela ralada qb


Ingredientes para as Quesadillas:

- tortilhas de trigo (pode usar de milho)

- rúcula qb

- queijo cheddar qb

- cogumelos qb

- sal e orégãos qb


Preparação:

A quantidade a utilizar de cada ingredientes depende da quantidade que precisa de fazer. Eu fiz duas brushettas de cogumelos, duas de queijo azul e pimentos e duas quesadillas. Na verdade, não comi como entrada, mas como prato principal. Se fizer como entrada, calcule uma brushetta por pessoa e uma quesadilla para quatro, mais ou menos.

Prepare as brushettas primeiro. Corte o pão cacete na diagonal e abra ao meio. No fundo, cada metade vai funcionar como um barquinho. Coloque um grelhador de fogão a aquecer e torre ligeiramente cada metade, apenas o suficiente para dar cor (opcionalmente, utilize uma torradeira). Disponha num tabuleiro de forno e regue com um fio de azeite.

Descasque o tomate e elimine maior parte das sementes. Corte miudinho, como se fosse para refogado e tempere com um pouco de sal e orégãos. Vai utilizar esta base de tomate em ambas as brushettas, como se fosse a base de tomate de uma pizza.

Corte os cogumelos em fatias, o queijo azul em cubos pequenos e o pimento em tiras fininhas.

Comece a montar as brushettas.

Para as brushettas de cogumelos, coloque por cima do pão torrado um pouco de tomate temperado. Por cima disponha os cogumelos e termine com um pouco de queijo mozarela ralado.

Para as brushettas de queijo azul e pimentos, coloque por cima do pão torrado um pouco de tomate temperado. Disponha uns três cubinhos de queijo azul e remate com umas tiras de pimento vermelho. Finalize com mozarela ralada.

Pré-aqueça o forno a 220º. Leve o tabuleiro com as brushettas a forno quente por 10 minutos.

Para as quesadillas, pegue numa das tortilhas e coloque por cima cogumelos cortados às lâminas (usei uns 2 ou 3 por quesadilla, mas depende muito do tamanho). Por cima, espalhe rúcula a gosto e finalize com o queijo cheddar (usei 3 fatias por quesadilla). Coloque a outra tortilha por cima e pressione.

Numa frigideira anti-aderente coloque a quesadilla em lume brando fazendo pressão com algo pesado por cima (outra frigideira, por exemplo). Deixe cerca de 2 minutos e vire, voltando a pressionar (não deixe que o queijo derreta para fora da quesadilla). Retire e corte em quatro triângulos e sirva de imediato.

_____________________

 

 

Comentários

  1. Que belo petisco! Também gosto muito :)

    ResponderEliminar
  2. Adoro estes petiscos...Geralmente, ao domingo, é dia de uma refeição deste género!
    Beijinhos e bom fim de semana
    Paula

    ResponderEliminar
  3. Belos petiscos, ficaram todos com optimo aspecto

    ResponderEliminar
  4. Eu também gosto de petiscar!! As bruschetas são um petisco bem bom e que podemos variar consoante a nossa imaginação e produtos disponiveis!!
    Bjoka
    Rita

    ResponderEliminar
  5. Uma óptima solução para um jantar mais rápido...
    Beijinhos
    http://sudelicia.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  6. Brushettas e Quesadillas deliciosas. O que posso pedir mais para o meu almoço???

    ResponderEliminar
  7. Ficaram deliciosas.
    também gosto de fazer estas coisas ao fim de semana, são simples, rápidas e saciam-nos em pleno
    Bjns
    Isabel

    ResponderEliminar
  8. Por acaso eu sou mais de doces, mas nunca digo que não a um bom petisco! :D

    Beijinhos e tem um bom fim-de-semana! :D

    ResponderEliminar
  9. Como eu adoro petiscos..e para mim os teus estão perfeitos :)
    Beijinhos e um bom fim de semana

    ResponderEliminar
  10. Olá....
    Que aspecto magnifico ;).... Eu adoro petiscos :)... Aonde está o meu prato :D???? Adorei a tua sugestão, Sónia :).... Beijocas...

    http://nacozinhadaleonor.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  11. Eu também sou super fã de petiscos e estes 2 que nos apresentas são magníficos e adoro ambos!!
    Beijinhos e bom fim de semana,
    Lia.

    ResponderEliminar
  12. Também adoro petiscar!! Adorei as tuas sugestões :)

    beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Petiscos?! Chamaram?! :-D Estou sempre pronta! Excelentes sugestões!
      Um beijinho,
      A Cozinheira
      http://danossacozinha.blogspot.pt

      Eliminar
  13. Aparte de petiscos e a mim servem-me de refeição e são tão bons!!!
    Depois de ter experimentado a primeira, ja nao quero outra coisa!! :)
    As tuas bruschettas estao espetaculares!! E as quesadillas?? Que eu nunca experimentei? La terei que experimentar, e durante uns tempos, nao como outra coisas!!
    Beijinhos e bom fim de semana!!!
    Mena

    ResponderEliminar
  14. Que petiscos deliciosos, adoro.
    Boa semana, kiss

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Aguardentes & Licores

O ano passado lancei-me na 'arte' de fazer licores para oferecer nos cabazes de Natal. Comprei uma aguardente de boa qualidade e segui duas receitas publicadas na revista da Bimby "Momentos de Partilha". O resultado final foi muito apreciado pelos convivas a quem ofereci, já que por casa ninguém é apreciador de álcool, nem nas maçãs assadas (felizmente só se estraga uma casa) e por isso nem provamos o resultado final.Este ano tentei perceber um pouco mais sobre este universo das aguardentes (a base dos licores). Em jeito de 'Resumo' tenha em atenção o seguinte:O primeiro factor a ter em consideração, quando se faz um licor, tem a ver com o teor alcoólico da aguardente porque a quantidade de água e açúcar que se vai utilizar depende disso. Isto é, se tiver um teor de álcool de 40º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar cerca de 500 gr de açúcar e 650 ml de água. Se tiver um teor de álcool de 70º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar a mesma prop…

Molho cervejeira

Quem estuda economia ou gestão costuma falar sobre a curva de crescimento das empresas. Na verdade, todas as empresas têm o seu momento de crescimento, expansão e algures no tempo, a estagnação e a morte. Mais cedo, ou mais tarde, é o que acontece. Claro que há empresas que levam mais tempo do que outras a chegar ao declínio… Veja-se a Coca-cola, veja-se a MacDonalds… Independentemente da concorrência, são empresas com história que se mantêm até hoje como lideres, que ultrapassaram todos os momentos de expansão e contração da economia.Em minha opinião isto acontece por variadas razões, seja pela gestão, pelas ações de marketing, pela publicidade, mas acima de tudo, pelo segredo que os seus produtos encerram. Pela inovação que trouxeram quando chegaram ao mercado.Tentando passar isto para o panorama nacional, veja-se a Portugália e o seu molho que se mantém inalterado desde sempre (dizem). Passou de uma cervejaria de Lisboa, a uma cadeia de restaurantes espalhada por todo o país. Ainda…

Tarte de maçã

Quando percebemos que este é o tipo de alimentação em que nos revemos uma das preocupações surgiu com as visitas para jantar. O que servir? 
Na verdade os amigos já mostram curiosidade assim que percebem que mudamos a forma de comer, embora achem que é uma moda passageira. Ainda assim, quando nos convidaram a primeira vez para almoçar ficaram apreensivos e ligaram a perguntar o que nos podiam servir ao almoço. Estavam verdadeiramente preocupados...
Claro que lhes explicamos que podiam fazer uma carne ou um peixe porque a única coisa que mudava era o acompanhamento. Aproveitei e ofereci-me para levar uma salada, que por sinal foi do agrado de todos, e ajudou a derrubar barreiras.
Num destes dias surgiu um jantar improvisado cá por casa com uns amigos de que gostamos muito. Para finalizar uma refeição soberba, que acho que foi do agrado de todos, fizemos uma tarte de maçã. Dizia-me a minha amiga "não sei como tens tantas ideias, eu nem sei por onde começar". Eu partilhei o meu se…