Avançar para o conteúdo principal

Está aberta a época dos piqueniques...

Com a chegada do calor, enchem-se as matas de aficionados dos piqueniques. É ver a descarregar as arcas frigorificas, os sacos de carvão e as grades de minis e a criançada toda divertida por passar um dia ao ar livre.

Eu adoro fazer piqueniques, ainda que, com muita pena minha, não tenha daqueles cestos românticos com pratos, talheres e copos, que custam para cima de uma fortuna! Adoro criar novos pratos, diferentes dos tradicionais que se trazem nestas ocasiões. Gosto de surpreender e ser surpreendida. Sou gulosa de coisas diferentes, petiscos improváveis, mas que sejam facilitadores da tarefa de comer em pratos de plástico com talheres de plástico ou simplesmente... à mão!

Pelo aniversário do blog cravo e canela foi lançado um desafio de criarmos um prato para um piquenique e imediatamente me lembrei desta salada/crepe! Já a utilizei algumas vezes para ocasiões deste género e tem sido bastante apreciada. Seja na variante salada, seja disfarçada em crepe, é uma mistura de sabores que casa bem e que não precisa de temperos!

Agora, só falta o bom tempo e reunir os amigos e/ou família.

_____________________________________

Salada/Crepe de Frango, alho e maçã com croutons de tomilho

[serve 4 pessoas]

Ingredientes:

- uma alface média

- 2 peitos de frango cortados em bifes

- 8 dentes de alho

- 50 gr de milho (usei congeladas)

- 50 gr de ervilhas congeladas

- 200 gr de queijo parmesão ralado

- 2 fatias de pão alentejano ou outro

- 1 mão cheia de nozes

- 3 colheres de sopa de miolo de pinhão

- 1 mão cheia de passas

- 1 maçã com casca

- meio pepino

- 6 tomates cereja

- meio limão

- azeite qb

- cebolinho qb

- sal qb

- 2 colheres de chá de tomilho seco

Para os crepes (rendeu 4 crepes, mas depende do tamanho da frigideira):

- 1 colher de sopa de azeite

- 125 gr de farinha

- 250 gr de leite

- 1 ovo

- sal qb

- azeite qb

Preparação:

Tempere os bifes de frango de sal e tomilho seco. Coloque um tacho com as ervilhas e o milho a cozer com um pouco de sal. Corte o pão em cubos. Lamine os alhos. Lave a alface, escorra bem e corte em juliana. Corte a maçã em cubos pequenos, com casca, e esprema um pouco de sumo de limão por cima para não oxidar. Corte o tomate em 4. Descasque o pepino e corte em cubos pequenos.

Coloque um pouco de azeite numa frigideira anti-aderente e core os bifes de frango de ambos os lados (não passe demais para não ficarem secos). Retire, desfie e reserve.

Na mesma frigideira coloque um pouco mais de azeite e junte o alho laminado até ganhar cor. Retire e reserve.

Junte os cubos de pão e polvilhe-os com tomilho seco. Deixe absorver o azeite e ganhar cor. Reserve.

Agora que todos os ingredientes estão preparados, decida se irá fazer crepes ou salada. Eu optei por fazer ambas!

Para a salada: disponha numa saladeira, em camadas, metade de cada um dos ingredientes - a alface, o milho e as ervilhas escorridas e arrefecidas, o pepino, o tomate, o frango desfiado, o alho laminado, os croutons, cebolinho picado, as nozes grosseiramente picadas, as passas, o pinhão e a maçã. Por fim, polvilhe generosamente com parmesão ralado (que irá dar sabor à salada, tornando desnecessário tempero suplementar como vinagrete ou outros).

Para os crepes: num liquidificador (utilizei a Bimby) coloque todos os ingredientes e misture bem (programei 15 segundos, velocidade 6). Numa frigideira anti-aderente passe um guardanapo untado com azeite em toda a superfície. Faça os crepes. Divida os ingredientes em 4 porções (ou mais se a massa render mais crepes) e distribua pela mesma ordem que colocou as camadas na salada, terminado com o parmesão ralado. Enrole bem e corte ao meio para ser mais fácil de comer.

_____________________________________

 

Comentários

  1. Lembro-me muito bem de uma vez - há mais de um ano atrás - aparecer à tua porta quase de improviso e ser brindada com crepes com frango, salada e croutons. À noite quando fecho os olhos ainda lhes sinto o gosto. Eram mesmo bons!

    ResponderEliminar
  2. Tinha alguma esperança de que te lembrasses! Que bom que gostaste. Agora já podes repetir em terras De sua majestade!

    ResponderEliminar
  3. É uma salada/crepe versátil e fantástica. Espero que goste Mary!

    ResponderEliminar
  4. Tanto em salada comp em crepe devem ser uma delicia
    Muito obrigada pela tua participacao
    Bjnhos

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Aguardentes & Licores

O ano passado lancei-me na 'arte' de fazer licores para oferecer nos cabazes de Natal. Comprei uma aguardente de boa qualidade e segui duas receitas publicadas na revista da Bimby "Momentos de Partilha". O resultado final foi muito apreciado pelos convivas a quem ofereci, já que por casa ninguém é apreciador de álcool, nem nas maçãs assadas (felizmente só se estraga uma casa) e por isso nem provamos o resultado final.Este ano tentei perceber um pouco mais sobre este universo das aguardentes (a base dos licores). Em jeito de 'Resumo' tenha em atenção o seguinte:O primeiro factor a ter em consideração, quando se faz um licor, tem a ver com o teor alcoólico da aguardente porque a quantidade de água e açúcar que se vai utilizar depende disso. Isto é, se tiver um teor de álcool de 40º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar cerca de 500 gr de açúcar e 650 ml de água. Se tiver um teor de álcool de 70º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar a mesma prop…

Pão

Pão... Fazer pão sempre foi para mim uma arte, uma técnica basilar e por essa razão sempre gostei de fazer o meu próprio pão, de experimentar receitas novas, de usar ingredientes novos, novas combinações. Embora não seja nascido no Alentejo, a minha familia é toda alentejana, os sabores sempre foram alentejanos e é a gastronomia com que mais me identifico, de onde o pão é quase a sua base culinária. 
Termos aderido a um novo conceito de alimentação, onde o trigo não entra, fez-me repensar o pão. Apesar de não precisar de pão na minha dieta, somos bombardeados de todo o lado pelo pão... nas reportagens televisivas sobre a Páscoa, nos restaurantes, nas feiras, etc., por isso resolvi pegar nas farinhas aprovadas na alimentação paleo e fazer o meu próprio pão. 
Peguei nos vários conceitos que li sobre o pão, nas várias experiências falhadas nestes meses e produzi o meu Pão, sem glutén, sem trigo e saboroso... nham. Ficou um bocadinho achatado, mas acreditem que ótimo de sabor. 
E é com est…

Cheesecake aldrabado

Se o mote da nossa vida fosse sempre simplificar, tudo seria mais simples... E delicioso.
Num destes finais de dia fiz Granola. Estava a arrefecer em cima da banca quando começamos a jantar. O cheirinho aromático fez-me ter vontade de improvisar algo para a sobremesa. 
Demorou pouco mais de 30 segundos. Sabia o que tinha no frigorífico. Requeijão de cabra, doce de morango e framboesa... Claro que só podia sair um cheesecake aldrabado. Não tivesse logo eu pensado nele quando comprei o requeijão e as framboesas... Embora estivesse longe de imaginar que a falta de tempo me impossibilitasse de fazer a versão tradicional mas fizesse chegar até mim uma alternativa à altura. O risco é só mesmo ser demasiado rápido de fazer e bom demais. Tão bom que enquanto eu tirava fotos do meu, o marido já estava a comer a segunda taça! Brutal!





Cheesecake aldrabado
Ingredientes: - Granola a gosto (ESTA) - requeijão de cabra a gosto - doce de morango e framboesa a gosto (ESTE) - framboesas para decorar
Preparação: E…