Avançar para o conteúdo principal

Um piquenique

Estas ultimas miniférias foram perfeitas em alguns aspetos. Um dos que mais gostei foi sentir que a Joana cresceu a olhos vistos. Sabem aquela sensação de adormecer um menina e acordar outra? Assim parece o efeito que as férias tiveram na minha bebé. Dormiu que se fartou, brincou até mais não e foi à praia!!! Tudo o que uma criança feliz tem direito. Mas faltava uma coisa que lhe tinha sido prometida – um piquenique! “Um piquenique com pizza e iogurte” dizia ela. Descobriu a pizza muito recentemente e é fã, tal qual eu! Mas, como devem calcular, levar pizza para a praia não é tarefa simples, mas queria fazer-lhe a vontade.

Depois de pensar, lembrei-me de fazer uns muffins com sabor a pizza. Mas depois lembrei-me que aos olhos de uma criança, se não tiver aspeto de pizza não é pizza. Depois lembrei-me de fazer umas pizzas enroladas! Têm-se vistos inúmeros rolinhos doces e salgados pela blogosfera e lá me lembrei de procurar algo que me inspirasse e encontrei no blog Sabores e Aromas. Era mesmo o que pretendia! A ideia saiu daqui mas, como não tinha massa de pizza de compra, substitui por esta AQUI e optei por esticar a massa bem fininha, daí que não estejam tão gordinhos como os originais.

O resultado final foi soberbo, não poderia ter ficado mais contente. Sem dúvida que uma massa caseira e um molho de tomate feito no momento fazem toda a diferença.

O piquenique foi um sucesso e a minha Joana ainda hoje fala nisso. Adorou! Temos de repetir!

_______________________

Rolinhos de Pizza


Ingredientes:

- massa de pizza qb (usei ESTA receita)

- molho de tomate caseiro qb (usei ESTA receita)

- orégãos qb

- queijo mozarela qb

- fiambre qb


Preparação:

Pré-aqueça o forno a 200º.

Estenda a massa de pizza numa superfície enfarinhada até formar um retângulo – apare se for necessário, já que como vai enrolar como se fosse uma torta, o ideal será mesmo desenhar um retângulo.

Distribua por cima as fatias de fiambre e por cima o molho de tomate. Polvilhe com orégãos a gosto e mozzarela e enrole como se fosse uma torta, apertando bem. Esta massa não cresce muito enrolada, pelo que se preferir uns rolinhos mais grossos do que o que estão nas fotos deixe uma altura maior. No meu caso, estendi a massa até quase ficar transparente.

Depois de obter uma ‘torta’, com uma faca afiada, corte fatias de 2 cms e distribua num tabuleiro de forno forrado com um tapete de silicone (ou papel vegetal). Polvilhe com um pouco mais de queijo mozarela e orégãos se gostar.

Leve ao forno por 15 minutos ou até estar cozido.


Nota: Para acelerar o processo, pode utilizar massa de pizza já feita e molho de tomate de compra.

_______________________

Receita inspirada na do blog Sabores e Aromas.

______________________

 

Comentários

  1. Assim são batem fáceis de transportar e de comer!
    Perfeitas para o piquenique :)

    ResponderEliminar
  2. Um piquenique com quem mais gostamos sabe sempre bem!
    E estes rolinhos são perfeitos para levar!
    Beijinhos
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. comidinha de pequenique é sempre muito gostoso e aconchegante ..amei este enroladinho de pizza ;;;parabens bjionhos doces

    ResponderEliminar
  4. Tinha um sabor delicioso, de tal forma que ouve disputa pelos rolinhos... eh eh eh. Adorei esta Rólopizza e é para repetir em piqueniques mesmo no chão da sala. Adorei Chef Sónia.

    Obrigado.

    Mário Marques o Guloso

    ResponderEliminar
  5. Ficaram lindos! que bela ideia para os almoços de férias, na praia ou no campo...
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Muito bom para picnicar...devem ser deliciosos.

    Beijinhos

    Paula

    ResponderEliminar
  7. Minha querida, o amor de mãe faz estas coisas! e do que pensamos ser quase impossível fazemos com que seja possível tudo e mais alguma coisa :))
    Os teus rolinhos a lembrar pizza estão perfeitos e para a Joana ainda hoje falar deles é porque estavam divinais :)

    beijinhos e boa semana

    ResponderEliminar
  8. Hummmmmmm,

    Que loucura de receita!

    Adorei.
    Abraços, Fábio.

    ResponderEliminar
  9. Que lindos esses rolinhos, amiga, decerto uma delicia para qualquer adulto, mas muito mais para uma linda menina ! :)
    A tua menina está a crescer, aproveita bem todos os belos momentos com ela !

    Beijinhos grandes

    Isabel
    www.blogdochocolate.com
    http:\\brisa-maritima.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  10. Parece-me muito bom. Mas tenho uma duvida: a parte de baixo fica igual à de cima, não é? Ficam mesmo como se fossem fatias de torta?
    Acho este blog fantástico.

    ResponderEliminar
  11. Era para ter feito nestas férias esses rolinhos de pizza, mas acabei por não fazer... Mas muito em breve vou fazer! ;) Parecem ser divinais!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Aguardentes & Licores

O ano passado lancei-me na 'arte' de fazer licores para oferecer nos cabazes de Natal. Comprei uma aguardente de boa qualidade e segui duas receitas publicadas na revista da Bimby "Momentos de Partilha". O resultado final foi muito apreciado pelos convivas a quem ofereci, já que por casa ninguém é apreciador de álcool, nem nas maçãs assadas (felizmente só se estraga uma casa) e por isso nem provamos o resultado final.Este ano tentei perceber um pouco mais sobre este universo das aguardentes (a base dos licores). Em jeito de 'Resumo' tenha em atenção o seguinte:O primeiro factor a ter em consideração, quando se faz um licor, tem a ver com o teor alcoólico da aguardente porque a quantidade de água e açúcar que se vai utilizar depende disso. Isto é, se tiver um teor de álcool de 40º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar cerca de 500 gr de açúcar e 650 ml de água. Se tiver um teor de álcool de 70º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar a mesma prop…

Molho cervejeira

Quem estuda economia ou gestão costuma falar sobre a curva de crescimento das empresas. Na verdade, todas as empresas têm o seu momento de crescimento, expansão e algures no tempo, a estagnação e a morte. Mais cedo, ou mais tarde, é o que acontece. Claro que há empresas que levam mais tempo do que outras a chegar ao declínio… Veja-se a Coca-cola, veja-se a MacDonalds… Independentemente da concorrência, são empresas com história que se mantêm até hoje como lideres, que ultrapassaram todos os momentos de expansão e contração da economia.Em minha opinião isto acontece por variadas razões, seja pela gestão, pelas ações de marketing, pela publicidade, mas acima de tudo, pelo segredo que os seus produtos encerram. Pela inovação que trouxeram quando chegaram ao mercado.Tentando passar isto para o panorama nacional, veja-se a Portugália e o seu molho que se mantém inalterado desde sempre (dizem). Passou de uma cervejaria de Lisboa, a uma cadeia de restaurantes espalhada por todo o país. Ainda…

Tarte de maçã

Quando percebemos que este é o tipo de alimentação em que nos revemos uma das preocupações surgiu com as visitas para jantar. O que servir? 
Na verdade os amigos já mostram curiosidade assim que percebem que mudamos a forma de comer, embora achem que é uma moda passageira. Ainda assim, quando nos convidaram a primeira vez para almoçar ficaram apreensivos e ligaram a perguntar o que nos podiam servir ao almoço. Estavam verdadeiramente preocupados...
Claro que lhes explicamos que podiam fazer uma carne ou um peixe porque a única coisa que mudava era o acompanhamento. Aproveitei e ofereci-me para levar uma salada, que por sinal foi do agrado de todos, e ajudou a derrubar barreiras.
Num destes dias surgiu um jantar improvisado cá por casa com uns amigos de que gostamos muito. Para finalizar uma refeição soberba, que acho que foi do agrado de todos, fizemos uma tarte de maçã. Dizia-me a minha amiga "não sei como tens tantas ideias, eu nem sei por onde começar". Eu partilhei o meu se…