Avançar para o conteúdo principal

Mais um dia um!

E o tema deste mês do Dia um...Na cozinha! são as tartes e quiches. Cá por casa adoramo-las e se pesquisarem aqui no blog são mais que muitas, das mais às menos saudáveis. Sem dúvida uma refeição bem versátil. Uma entrada, um prato principal, a rainha do piquenique e das refeições no trabalho. Com peixe, com carne, com vegetais, uma delicia.

Hoje resolvi fazer uma quiche bem vistosa, repleta de verde mas com uns apontamentos vermelhos. Sabia que ia ficar boa e bem aromática mas depois da primeira trinca estou certa que ultrapassou qualquer expectativa mais otimista! Ficou deliciosa e crocante. Uma base a repetir muitas e muitas vezes! Um recheio cremoso, e delicioso. Aprovadissimo!

Experimentem e digam lá se não concordam!?

__________________________

Quiche de curgete e espargos com pesto


Ingredientes:


Para a base:

- 180 gr de farinha (usei branca de neve)

- 1 gema L

-25 gr de água gelada

- 75 gr de manteiga fria

- 2 hastes de salsa

- 1 colher de chá de mostarda em grão

- 1 colher de café de sal


Para o recheio:

- 200 gr de leite evaporado

- 2 ovos L

- 2 queijos frescos magros (pequenos)

- 2 colheres de sopa de pesto de rúcula (usei ESTA receita)

- 250 gr de curgete ralada (com casca)

- 200 gr de queijo mozarela ralado

- 6 tomates cereja

- 7 espargos

- folhas frescas de oregãos

- sal e pimenta qb


Preparação:

Comece pela base. Coloque todos os ingredientes no copo da Bimby e processe 15 segundos, velocidade 6. Deve obter uma massa tipo migalhas.

Estique com o rolo da massa e coloque numa tarteira de fundo amovível com 22 cm. Pique com um garfo, cubra com papel vegetal e coloque por cima feijão/grão seco para fazer peso e impedir que a massa cresça no forno.

Coloque no frio por 30 minutos.

Pré-aqueça o forno a 200º.

Coloque o leite evaporado, os ovos, o queijo fresco e o pesto no copo da bimby. Junte sal a gosto e pimenta moída na altura. Processe 15 segundos, velocidade 5.

Retire a base do frio e coloque no forno por 10 minutos. Findo o tempo, tire o feijão/grão e deixe mais 5 minutos no forno.

Retire, preencha com a curgete ralada e o queijo. Distribua os espargos e os tomates cereja. Distribua por cima o recheio e leve ao forno por 30 minutos. Depois de fria remate com folhas de oregãos frescos.

Bom apetite!


Alternativa de preparação:

Comece pela base. Amasse bem todos os ingredientes até obter uma massa tipo migalhas. Esta massa é sensível a uma temperatura elevada. Tente manter as mãos frias enquanto liga.

Estique com o rolo da massa e coloque numa tarteira de fundo amovível com 22 cm. Pique com um garfo, cubra com papel vegetal e coloque por cima feijão/grão seco para fazer peso e impedir que a massa cresça no forno.

Coloque no frio por 30 minutos.

Pré-aqueça o forno a 200º.

Misture bem o leite evaporado, os ovos, o queijo fresco e o pesto. Tempere com sal a gosto e pimenta moída na altura.

Retire a base do frio e coloque no forno por 10 minutos. Findo o tempo, tire o feijão/grão e deixe mais 5 minutos no forno.

Retire, preencha com a curgete ralada e o queijo. Distribua os espargos e os tomates cereja. Distribua por cima o recheio e leve ao forno por 30 minutos. Depois de fria remate com folhas de oregãos frescos.

Bom apetite!

_________________________

 

Comentários

  1. Olá querida Sonia,

    Nota máxima para esta tua quiche elaborada desde a raíz e com "ares" de rainha ! :)
    Ficou linda, linda e acredito piamente em ti ao dizeres o quão deliciosa ficou !
    Obrigada amiga, por estares por aqui connosco ! :)

    Beijinho grande

    ResponderEliminar
  2. Courgette e espargos adoro ambos logo ia gostar desta maravilhosa tarte
    Ficou linda
    Bom fim de semana

    ResponderEliminar
  3. Que maravilha! Ficou uma quiche perfeita! :)

    ResponderEliminar
  4. Olá :)....
    Que maravilha!
    Beijocas

    http://nacozinhadaleonor.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. Olá Sónia!
    O que salta primeiro à vista é mesmo o aspecto lindo da tua quiche. E ao ler a lista de ingredientes, confesso que não pude evitar ficar com água na boca. Mas que delicia, eu adoro espargos e courgette e tento imaginar esses sabores todos aí envolvidos. E o toque da mostarda em grão na massa deve-lhe dar um toque ainda mais especial. :) Vou levra comigo esta sugestão.
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  6. Olá!
    Ficou lindíssima e com muito bom aspeto. ;)
    Adorei, gosto muito de espargos. :)
    Bjs
    Margarida

    ResponderEliminar
  7. Para além dos ricos ingredientes, a apresentação está linda, faz lembrar um jardim.
    Bjs.
    Paula

    ResponderEliminar
  8. ASSALAMU ALAIKUM ,WARAHMATULLAHI WABARAKATU…
    SAYA IBU KUMALA DAN SUAMI-TINGGAL DI MALAYSIA.
    HANYA INGIN BERTERIMAH ,KASIH BANYAK
    KEPADA AKI DARMO KARNA BERKAT ???
    ¦n ¦?¦¦¦? ??¦¦¦?
    ??? ?¦¦¦¦?¦n¦¦n ¦
    ¦??¦?¦nnn ¦?¦¦ ¦¦?
    BANTUAN BELIAU, KAMI YANG DULUNYA
    CUMA PENGUSAHA KECIL DAN SEBAGAI
    PENGUSAHA KECIL,KAMI SANGAT MEMBUTUHKAN
    YANG NAMANYA TAMBAHAN
    MODAL UNTUK USAHA..ALHAMDULILLAH ATAS
    BANTUAN AKI KINI USAHA KAMI SEKELUARGA MAKIN
    BERKEMBAN DAN KAMI TIDAK PERLU LAGI PINJAM
    UANG DI BENG YANG PENUH RESIKO,KINI HANYA
    DENGAN MELAKUKAN “TRIK JITUH” AKI DARMO DAN KAMI MINTAH 6D…


    KETIk- >>>KLIK DISINI<<<<
    ..
    KAMI BISA MENANG 6D…BENAR-BENAR TEMBUS,, DAN ALHANDULILLA KENA LAGI… [[ 405230 ]].. ITU

    CUMA PUTARAN, SPORTS TOTO,6D,, DI MALAYSIA,,,, TGL ,19 ,, 07 ,,, 2015…
    DAN DENGAN
    DENGAN ANGKA BERTUA ATAU ANGKA GOIB/ANGKA RITUAL /ANGKA KERAMAT,,,
    2D,3D,4D,5D,6D,7D ,9D-ITU SEMUA KENYATAAN…


    PENUH HARAPAN KAMI YANG DULUNYA SELALU

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Aguardentes & Licores

O ano passado lancei-me na 'arte' de fazer licores para oferecer nos cabazes de Natal. Comprei uma aguardente de boa qualidade e segui duas receitas publicadas na revista da Bimby "Momentos de Partilha". O resultado final foi muito apreciado pelos convivas a quem ofereci, já que por casa ninguém é apreciador de álcool, nem nas maçãs assadas (felizmente só se estraga uma casa) e por isso nem provamos o resultado final.Este ano tentei perceber um pouco mais sobre este universo das aguardentes (a base dos licores). Em jeito de 'Resumo' tenha em atenção o seguinte:O primeiro factor a ter em consideração, quando se faz um licor, tem a ver com o teor alcoólico da aguardente porque a quantidade de água e açúcar que se vai utilizar depende disso. Isto é, se tiver um teor de álcool de 40º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar cerca de 500 gr de açúcar e 650 ml de água. Se tiver um teor de álcool de 70º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar a mesma prop…

Molho cervejeira

Quem estuda economia ou gestão costuma falar sobre a curva de crescimento das empresas. Na verdade, todas as empresas têm o seu momento de crescimento, expansão e algures no tempo, a estagnação e a morte. Mais cedo, ou mais tarde, é o que acontece. Claro que há empresas que levam mais tempo do que outras a chegar ao declínio… Veja-se a Coca-cola, veja-se a MacDonalds… Independentemente da concorrência, são empresas com história que se mantêm até hoje como lideres, que ultrapassaram todos os momentos de expansão e contração da economia.Em minha opinião isto acontece por variadas razões, seja pela gestão, pelas ações de marketing, pela publicidade, mas acima de tudo, pelo segredo que os seus produtos encerram. Pela inovação que trouxeram quando chegaram ao mercado.Tentando passar isto para o panorama nacional, veja-se a Portugália e o seu molho que se mantém inalterado desde sempre (dizem). Passou de uma cervejaria de Lisboa, a uma cadeia de restaurantes espalhada por todo o país. Ainda…

Tarte de maçã

Quando percebemos que este é o tipo de alimentação em que nos revemos uma das preocupações surgiu com as visitas para jantar. O que servir? 
Na verdade os amigos já mostram curiosidade assim que percebem que mudamos a forma de comer, embora achem que é uma moda passageira. Ainda assim, quando nos convidaram a primeira vez para almoçar ficaram apreensivos e ligaram a perguntar o que nos podiam servir ao almoço. Estavam verdadeiramente preocupados...
Claro que lhes explicamos que podiam fazer uma carne ou um peixe porque a única coisa que mudava era o acompanhamento. Aproveitei e ofereci-me para levar uma salada, que por sinal foi do agrado de todos, e ajudou a derrubar barreiras.
Num destes dias surgiu um jantar improvisado cá por casa com uns amigos de que gostamos muito. Para finalizar uma refeição soberba, que acho que foi do agrado de todos, fizemos uma tarte de maçã. Dizia-me a minha amiga "não sei como tens tantas ideias, eu nem sei por onde começar". Eu partilhei o meu se…