Avançar para o conteúdo principal

Madalenas

Sábado foi um dia bom, um daqueles dias que me encheu de energia.

Comecei a manhã a andar junto ao rio Tejo, a ver a princesa a andar de bicicleta. A energia positiva deste sol que chegou e nos aqueceu a alma faz realmente milagres.

Dali fui ao Martim Moniz comprar especiarias num dos muitos supermercados orientais da zona.

Aproveitei o resto da manhã, para passear pela César Castro, uma loja onde não consigo ir sem gastar dinheiro... Uma loja ligada à cozinha e hotelaria, com provas dadas no Porto e que finalmente abriu em Lisboa no ano passado. Perdi a conta ao numero de vezes que lá fui, mas a cada vez que lá passo há sempre alguma coisa nova que me fascina. Hoje foi a vez das formas de madalenas e o tabuleiro para fazer baguetes...

Claro está que acabou por ser o mote de no final do dia ir para a cozinha, especialmente porque a manhã acabou no Campo Pequeno no Mercado Gourmet.

É muito bom sentir que o país evoluiu muito neste campo e que a oferta é cada vez mais vasta. Mas sem dúvida que feiras destas só me trazem mesmo é fome e muita inspiração e depois de passar a tarde, uma vez mais, junto ao mar, o final da noite foi passado a fazer estas pequenas delicias e umas baguetes deliciosas que a seu tempo serão colocadas aqui também.

Esta receita nasceu da alfazema que encontrei no Mercado Gourmet... E ficaram um estrondo... Nem quero acreditar que nunca apreciei madalenas... Ficaram fantásticas.

________________________

Madalenas de laranja e alfazema

[fez 28]


Ingredientes:

- 160 gr de ovos (3 ovos L)

- 120 gr de açúcar

- 220 gr de farinha Branca de Neve

- 1 colher de chá de fermento

- 40 gr de sumo de laranja

- 30 gr de leite

- raspa de 1 laranja

- 1 colher de café de alfazema seca (usei biológica, apropriada para cozinhar, sem pesticidas)

- 25 gr de mel

- 170 gr de manteiga sem sal

- manteiga e farinha qb para untar


Preparação:

Bata os ovos com o açúcar cerca de 5 minutos, ou até obter um creme esbranquiçado e fofo.

Misture a farinha com o fermento e junte à gemada, colher a colher, sempre a bater entre cada adição.

Junte o sumo de laranja, o leite, o mel e a alfazema moída. Adicione a raspa de laranja. E misture um pouco mais.

Derreta a manteiga no micro-ondas e depois de derretida deixe arrefecer até ficar à temperatura ambiente.

Sem bater, misture a manteiga à massa até que esteja bem ligada. Tape o recipiente com uma película aderente e leve ao frigorifico a repousar por 1 hora, pelo menos.

Pré-aqueça o forno a 200º.

Unte as formas com manteiga e polvilhe com farinha. Distribua a massa, não enchendo totalmente, pelas forminhas.

Leve ao forno por 5 minutos. Findo o tempo. Reduza para 160º e deixe ficar mais 5 minutos. Retire e deixe arrefecer. Para finalizar pode polvilhar com um pouco de açúcar em pó.

Nota: se não tiver ou não gostar de alfazema, não adicione, ficam maravilhosas na mesma, ou então, opte por outro aroma da sua preferência.

_____________________

 

Comentários

  1. Que madalenas maravilhosas!! Adorei :)
    _____________________
    aculpaedasbolachas.com

    ResponderEliminar
  2. Olá Sónia!
    Ficaram lindas, as tuas madalenas e perfumadas com alfazema, e ainda para mais sendo biológica, só podem ter ficado mesmo deliciosas. ;)
    Também passei hoje pelo Mercado Gourmet, não deu para ver tudo ao pormenor, pois havia muita gente, mas gostei de ver que a oferta é realmente muita. Difiil é mesmo escolher entre tanta coisa boa. ;) Beijinho e boa semana.

    ResponderEliminar
  3. Nunca usei alfazema.
    As tuas madalenas ficaram lindas,apetece mesmo levar uma
    bjs

    ResponderEliminar
  4. Um dia fabuloso e umas madalenas divinas!
    Beijinhos e boa semana,
    Lia.

    ResponderEliminar
  5. Ficaram fantásticas e belo dia esse. Não conhecia essa loja mas acho que brevemente irei fazer uma visitinha.
    Bjs, Susana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nao te vais arrepender :-) é o paraíso das bloggers de cozinha :-)

      Eliminar
  6. Eu fiz ao contrário: primeiro o Mercado, depois a César Castro! Nao me desgracei mas gosto de ver todos os produtos :) Ricas madalenas. Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Preferia não ter sabido da existência de tal loja!
    As madalenas ficaram maravilhosas (dispenso é a alfazema por ter colocado a mais num bolo que enjoei).


    ______________________
    Ana Teles | Telita
    blog: Telita na Cozinha


    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Aguardentes & Licores

O ano passado lancei-me na 'arte' de fazer licores para oferecer nos cabazes de Natal. Comprei uma aguardente de boa qualidade e segui duas receitas publicadas na revista da Bimby "Momentos de Partilha". O resultado final foi muito apreciado pelos convivas a quem ofereci, já que por casa ninguém é apreciador de álcool, nem nas maçãs assadas (felizmente só se estraga uma casa) e por isso nem provamos o resultado final.Este ano tentei perceber um pouco mais sobre este universo das aguardentes (a base dos licores). Em jeito de 'Resumo' tenha em atenção o seguinte:O primeiro factor a ter em consideração, quando se faz um licor, tem a ver com o teor alcoólico da aguardente porque a quantidade de água e açúcar que se vai utilizar depende disso. Isto é, se tiver um teor de álcool de 40º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar cerca de 500 gr de açúcar e 650 ml de água. Se tiver um teor de álcool de 70º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar a mesma prop…

Molho cervejeira

Quem estuda economia ou gestão costuma falar sobre a curva de crescimento das empresas. Na verdade, todas as empresas têm o seu momento de crescimento, expansão e algures no tempo, a estagnação e a morte. Mais cedo, ou mais tarde, é o que acontece. Claro que há empresas que levam mais tempo do que outras a chegar ao declínio… Veja-se a Coca-cola, veja-se a MacDonalds… Independentemente da concorrência, são empresas com história que se mantêm até hoje como lideres, que ultrapassaram todos os momentos de expansão e contração da economia.Em minha opinião isto acontece por variadas razões, seja pela gestão, pelas ações de marketing, pela publicidade, mas acima de tudo, pelo segredo que os seus produtos encerram. Pela inovação que trouxeram quando chegaram ao mercado.Tentando passar isto para o panorama nacional, veja-se a Portugália e o seu molho que se mantém inalterado desde sempre (dizem). Passou de uma cervejaria de Lisboa, a uma cadeia de restaurantes espalhada por todo o país. Ainda…

Tarte de maçã

Quando percebemos que este é o tipo de alimentação em que nos revemos uma das preocupações surgiu com as visitas para jantar. O que servir? 
Na verdade os amigos já mostram curiosidade assim que percebem que mudamos a forma de comer, embora achem que é uma moda passageira. Ainda assim, quando nos convidaram a primeira vez para almoçar ficaram apreensivos e ligaram a perguntar o que nos podiam servir ao almoço. Estavam verdadeiramente preocupados...
Claro que lhes explicamos que podiam fazer uma carne ou um peixe porque a única coisa que mudava era o acompanhamento. Aproveitei e ofereci-me para levar uma salada, que por sinal foi do agrado de todos, e ajudou a derrubar barreiras.
Num destes dias surgiu um jantar improvisado cá por casa com uns amigos de que gostamos muito. Para finalizar uma refeição soberba, que acho que foi do agrado de todos, fizemos uma tarte de maçã. Dizia-me a minha amiga "não sei como tens tantas ideias, eu nem sei por onde começar". Eu partilhei o meu se…