Avançar para o conteúdo principal

Em falta!

Ultimamente e não querendo utilizar sempre o mesmo clichê, o tempo não dá para nada… Não percebo como 24 horas conseguem nuns dias demorar tanto tempo a passar e noutros voa, simplesmente voa e chegamos a 6ª feira com a sensação de que ainda é 4ª feira.

Isto para vos dizer que prometi publicar o bolo da querida Lúcia do Barriguinhas a seguir ao meu aniversário e já passou um mês. Mas tem sido mesmo impossível… Não consigo fazer render o tempo e para por em dia tudo o que está atrasado receio que nem um mês sem dormir me chegava…

Bom, mas vamos lá ao bolo.

AQUI dei-vos conta qual o bolo escolhido para fazer parte da minha festa de aniversário. A verdade é que fiz o bolo e desapareceu num instante! O que só pode ser um bom sinal.

A receita original é da Lúcia que teve a amabilidade de fazer este bolo especialmente para festejar o meu aniversário e sendo a receita dela a vencedora só a tinha de replicar e acreditar que ficaria igual…

Pois… Mas quando nos pomos a fazer um bolo há meia noite, sem verificar se temos todos os ingredientes, a coisa complica-se…. E a verdade é que tive de fazer algumas adaptações já que aconteceu-me de tudo um pouco:

- como o cacau que tinha em casa é puro, reduzi a quantidade para que não amargasse. Se utilizar cacau magro, utilize as 200 gr da receita original;

- claro está que como reduzi a quantidade de cacau, tive de ajustar nos ingredientes líquidos. Já sabem que se utilizarem cacau magro, sigam a receita original;

- dado que alguém andou a comer o topping de chocolate cá de casa, quando precisei dele para este bolo, já não tinha… Pelo que não pus como na receita original;

- como só tinha uma embalagem de mascarpone, improvisei e junte um pacote de natas. Na receita original a Lúcia não usou natas e usou duas embalagens de mascarpone;

- como não tenho utilizado corantes alimentares, quando fui buscar o verde para usar na cobertura dei conta que estava fora da validade desde 2010… Assim, a minha cobertura ficou branco pálida, enquanto a da Lúcia ficou bem mais gira.

Claro que o bolo ficou delicioso na mesma e quem está habituada a cozinhar vai resolvendo estas pequenas grandes situações. Mas como é lógico sintam-se à vontade para seguir a versão que mais vos diga. A minha estava de comer e chorar por mais, mas não tenho dúvidas de que a da Lúcia também! Para além de ter ficado com bem melhor aspeto!!!! Fica AQUI a versão do Barriguinhas.

Obrigado, mais uma vez a todos os que participaram no desafio e à Lúcia por ter feito este bolo tão intenso… Tal como eu gosto. Doce por dentro, e fresco por fora. Muito bom!

Quis publicar hoje como festejo simbólico do aniversario da minha pipoca que já completou 4 anos. Uma princesa única, uma dadiva que só quem é mãe percebe o que digo. Amo-a acima de qualquer coisa! Que sejas muito feliz minha querida!

_______________________

Bolo de Chocolate e Café com Cobertura de Mascarpone com Menta


Ingredientes:


Para o bolo:

- 600 gr de farinha para bolos

- 450 gr de açúcar

- 100 gr de cacau puro

- 4 colheres de chá de bicarbonato de sódio

- ½ colher de café de sal fino

- 3 ovos M

- 200 ml de natas

- 250 ml de óleo de amendoim

- 200 ml de café (diluí água morna com 2 colheres de sopa de mokambo até perfazer 200 ml de café)


Para a cobertura:

- 1 embalagem de mascarpone (250 gr)

- 1 pacote de natas

- 2 colheres de sopa de açúcar em pó

- 1 caixa de chocolates after-eight

- pauzinhos de after-eight


Preparação:

Pré-aqueça o forno a 180º.

Misture num recipiente grande os ingredientes secos. Num outro recipiente, junte os ovos, o óleo e as natas e mexa bem. Adicione o café frio e bata até estar bem misturado com os restantes líquidos.

Junte os ingredientes líquidos aos sólidos até estarem bem misturados e obter uma massa bem homogénea.

Unte uma forma de fundo amovível (usei com um diâmetro de 22 cm, daquelas do IKEA) com margarina e polvilhe com farinha. Deite a massa e leve ao forno por 1 hora.

Findo o tempo, desligue e com a porta entreaberta deixe o bolo ficar mais uns 10 a 15 minutos.

Findo o tempo, desenforme e deixe arrefecer bem antes de espalhar a cobertura.

Bata as natas até começarem a ficar firmes e vá juntando o açúcar até obter um chantili. Misture o queijo mascarpone e os after-eight triturados até obter um creme bem homogéneo e espalhe sobre a superfície do bolo (ou se preferir coloque numa manga de pasteleiro e distribua pelo topo). Finalize com os palitos de after-eight.

____________________

 

Comentários

  1. Deve ser delicioso, muitos parabéns!
    Bjs, Susana
    Nota: Ver os passatempos a decorrer no meu blog:
    http://tertuliadasusy.blogspot.pt/2013/11/1-aniversario.html
    http://tertuliadasusy.blogspot.pt/2013/12/strudle-de-bacalhau-e-couve-com-chourico.html

    ResponderEliminar
  2. Muitos parabéns! E belo que bolinho para comemorar :)
    Beijinhos,
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. Ficou tão lindo minha querida :) Parabéns! Beijos

    ResponderEliminar
  4. bom dia

    Tem um aspeto delicioso, gostava de fazer a receita mas sinceramente nao sei o que é queijo mascarpone, será que me consegue ilucidar e dizer que queijo é esse? beijinhos e obrigada

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá e obrigado pela visita. O queijo mascarpone é um queijo italiano, cremoso, que liga muito bem com sobremesas. Vende-se em supermercados em embalagens de 250 gr normalmente. Por exemplo, no Jumbo, ha ate da marca deles. É o queijo que tradicionalmente se utiliza para fazer o tiramissu.

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Aguardentes & Licores

O ano passado lancei-me na 'arte' de fazer licores para oferecer nos cabazes de Natal. Comprei uma aguardente de boa qualidade e segui duas receitas publicadas na revista da Bimby "Momentos de Partilha". O resultado final foi muito apreciado pelos convivas a quem ofereci, já que por casa ninguém é apreciador de álcool, nem nas maçãs assadas (felizmente só se estraga uma casa) e por isso nem provamos o resultado final.Este ano tentei perceber um pouco mais sobre este universo das aguardentes (a base dos licores). Em jeito de 'Resumo' tenha em atenção o seguinte:O primeiro factor a ter em consideração, quando se faz um licor, tem a ver com o teor alcoólico da aguardente porque a quantidade de água e açúcar que se vai utilizar depende disso. Isto é, se tiver um teor de álcool de 40º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar cerca de 500 gr de açúcar e 650 ml de água. Se tiver um teor de álcool de 70º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar a mesma prop…

Pão

Pão... Fazer pão sempre foi para mim uma arte, uma técnica basilar e por essa razão sempre gostei de fazer o meu próprio pão, de experimentar receitas novas, de usar ingredientes novos, novas combinações. Embora não seja nascido no Alentejo, a minha familia é toda alentejana, os sabores sempre foram alentejanos e é a gastronomia com que mais me identifico, de onde o pão é quase a sua base culinária. 
Termos aderido a um novo conceito de alimentação, onde o trigo não entra, fez-me repensar o pão. Apesar de não precisar de pão na minha dieta, somos bombardeados de todo o lado pelo pão... nas reportagens televisivas sobre a Páscoa, nos restaurantes, nas feiras, etc., por isso resolvi pegar nas farinhas aprovadas na alimentação paleo e fazer o meu próprio pão. 
Peguei nos vários conceitos que li sobre o pão, nas várias experiências falhadas nestes meses e produzi o meu Pão, sem glutén, sem trigo e saboroso... nham. Ficou um bocadinho achatado, mas acreditem que ótimo de sabor. 
E é com est…

Cheesecake aldrabado

Se o mote da nossa vida fosse sempre simplificar, tudo seria mais simples... E delicioso.
Num destes finais de dia fiz Granola. Estava a arrefecer em cima da banca quando começamos a jantar. O cheirinho aromático fez-me ter vontade de improvisar algo para a sobremesa. 
Demorou pouco mais de 30 segundos. Sabia o que tinha no frigorífico. Requeijão de cabra, doce de morango e framboesa... Claro que só podia sair um cheesecake aldrabado. Não tivesse logo eu pensado nele quando comprei o requeijão e as framboesas... Embora estivesse longe de imaginar que a falta de tempo me impossibilitasse de fazer a versão tradicional mas fizesse chegar até mim uma alternativa à altura. O risco é só mesmo ser demasiado rápido de fazer e bom demais. Tão bom que enquanto eu tirava fotos do meu, o marido já estava a comer a segunda taça! Brutal!





Cheesecake aldrabado
Ingredientes: - Granola a gosto (ESTA) - requeijão de cabra a gosto - doce de morango e framboesa a gosto (ESTE) - framboesas para decorar
Preparação: E…