Avançar para o conteúdo principal

Rolo da Cris

Não gosto de comidas secas, gosto de guisados e estufados. Sou gulosa de molhos e afins.

Na categoria de comidas secas incluo muitos pratos que a maior parte das pessoas até gosta e um deles é o rolo de carne! Se posso comer uma bela esparguete à bolonhesa ou um delicioso empadão, porque haveria de fazer um rolo de carne em que, são raras as exceções, que não ficam secos por dentro?!

Mas quando vi a receita no site da Cris, AQUI, com um passo a passo, confesso que não resisti. Faz parte de algo que me decidi a trabalhar este ano: dar segundas oportunidades às coisas. E aqui estou eu a abrir mais uma exceção ao rolo de carne.

Pois, foi provado. Foi aprovado. Foi aplaudido de pé! Já não tenho desculpas… Tenho mesmo de voltar a fazê-lo. Vejam o Passo a Passo na receita original, que ficou bem melhor que o meu. É realmente muito simples e com toda a certeza sabemos o que estamos a comer. Para além de ser personalizável aos gostos de cada um e ser rápido de fazer. Não se esqueçam, não temos de comer sempre as mesmas coisas.

___________________

Rolo de carne da Cris

[serve 4 pessoas]


Ingredientes:


Para o rolo:

- 700 gr de carne picada mista (porco e vaca)

- Oregãos qb

- Alho em pó qb

- Sal qb

- Salsa picada qb

- mozarela ralada qb

- fiambre de perú qb

- vinagre qb

- pão ralado qb


Para o tabuleiro:

- sal qb

- azeite qb

- cebola qb

- alho francês qb

- curgete qb

- cogumelos qb

- tomate qb


Preparação:

Pré-aqueça o forno a 180º.

Num saco plástico de congelação coloque a carne picada, orégãos, alho em pó e sal a gosto, e salsa picadinha. Vá misturando os ingredientes dentro do saco.

Com as mãos, espalme o conteúdo que está dentro do saco até formar o retângulo dentro do mesmo. No fundo, vai utilizar o saco como molde, sem sujar as mãos. Este retângulo ficará com cerca de 0,5/1 cm de espessura.

Com uma tesoura, abra o saco lentamente para que o retângulo não se estrague, seguindo sempre as linhas delimitadoras do mesmo. Na parte que não tem o rolo polvilhe com pão ralado a gosto.

Distribua mozarela ralada e fiambre de perú a gosto (esta é aquela parte que é personalizável) por cima do retângulo de carne picada e com o auxilio dos lados do saco, vá enrolando gentilmente como se fosse uma torta, passando por cima do pão ralado.

Feche bem os cantinhos para que o recheio não saia e coloque num tabuleiro.

Com o auxilio, uma vez mais, do saco, leve o rolo até um tabuleiro de forno untado com um fio de azeite. Coloque por cima do rolo umas gotas de vinagre para evitar que ele rache. Coloque no tabuleiro legumes a gosto, no meu caso, cebola, alho, curgete, cogumelos e tomate em pedaços. Tempere de sal e regue com um pouco mais de azeite.

Leve ao forno por 30 minutinhos e sirva fatiado!

_________________________

 

Comentários

  1. Esse truque do saco é optimo para quando não nos ajeitamos a formar o rolo...Boa!!!
    Eu faço sempre em casa os rolos de carne e vou variando os recheios e sabores.É bem melhor que os comprados pois sabemos o que lá vai dentro...
    Bjoka
    Rita

    ResponderEliminar
  2. :D fiquei tão feliz por teres feito!!!! E ainda mais por teres gostado :D o teu rolo ficou perfeitinho!!!! Bem apetitoso ;)
    Obrigada pela referência :)
    Beijinho bem doce amiga e bom
    Fim de semana!

    ResponderEliminar
  3. Que delícia e lindo que ficou!!
    Eu, desde que fiz o da Nigella (que tenho publicado lá no blogue) com os ovos cozidos lá dentro, nunca mais fiz outro, pois fica tão saboroso e sem ponta de secura, que achei que andar a fazer outras receitas era pura perda de tempo, pois ficavam sempre secos, mas para te dizer a verdade, gostei desta versão e vou levar esta receita.
    Beijinhos grandes e bom fim de semana,
    Lia.

    ResponderEliminar
  4. Que bonito que ficou!!! ;) Sim há lá coisa melhor que sermos nós a colocarmos o recheio no nosso rolo?! ;) O teu ficou lindo!!!!! ;) Continua!! Bjs

    ResponderEliminar
  5. Que lindo, já ia para o meu jantar!
    Bom fim de semana
    Kiss, Susana
    Nota: Ver o passatempo a decorrer no meu blog:
    http://tertuliadasusy.blogspot.pt/2013/08/5-edicao-escolha-do-ingrediente-e.html

    ResponderEliminar
  6. O teu rolo ficou uma maravilha e o acompanhamento também.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Eu que nao sou fã de carne picada guardei esta receita. Tem um aspecto delicioso! Vou fazer para o meu marido que ele adora. Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Adorei este rolo de carne! :D

    Já me está a dar fome :S :D

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  9. Parece de facto delicioso!
    Beijinhos
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  10. Adorei este rolo! Tem um aspecto magnífico! Beijinhos e bom fim de semana :)

    ResponderEliminar
  11. Bem eu sou mais uma que me vou render a este rolo de carne :))) e aproveito levo o truque comigo!! há séculos que quero fazer um bom rolo de carne mas ainda não tinha encontrado a receita certa, mas valeu a pena a espera!!

    beijinhos e boa semana

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Pão

Pão... Fazer pão sempre foi para mim uma arte, uma técnica basilar e por essa razão sempre gostei de fazer o meu próprio pão, de experimentar receitas novas, de usar ingredientes novos, novas combinações. Embora não seja nascido no Alentejo, a minha familia é toda alentejana, os sabores sempre foram alentejanos e é a gastronomia com que mais me identifico, de onde o pão é quase a sua base culinária. 
Termos aderido a um novo conceito de alimentação, onde o trigo não entra, fez-me repensar o pão. Apesar de não precisar de pão na minha dieta, somos bombardeados de todo o lado pelo pão... nas reportagens televisivas sobre a Páscoa, nos restaurantes, nas feiras, etc., por isso resolvi pegar nas farinhas aprovadas na alimentação paleo e fazer o meu próprio pão. 
Peguei nos vários conceitos que li sobre o pão, nas várias experiências falhadas nestes meses e produzi o meu Pão, sem glutén, sem trigo e saboroso... nham. Ficou um bocadinho achatado, mas acreditem que ótimo de sabor. 
E é com est…

Aguardentes & Licores

O ano passado lancei-me na 'arte' de fazer licores para oferecer nos cabazes de Natal. Comprei uma aguardente de boa qualidade e segui duas receitas publicadas na revista da Bimby "Momentos de Partilha". O resultado final foi muito apreciado pelos convivas a quem ofereci, já que por casa ninguém é apreciador de álcool, nem nas maçãs assadas (felizmente só se estraga uma casa) e por isso nem provamos o resultado final.Este ano tentei perceber um pouco mais sobre este universo das aguardentes (a base dos licores). Em jeito de 'Resumo' tenha em atenção o seguinte:O primeiro factor a ter em consideração, quando se faz um licor, tem a ver com o teor alcoólico da aguardente porque a quantidade de água e açúcar que se vai utilizar depende disso. Isto é, se tiver um teor de álcool de 40º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar cerca de 500 gr de açúcar e 650 ml de água. Se tiver um teor de álcool de 70º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar a mesma prop…

Cheesecake aldrabado

Se o mote da nossa vida fosse sempre simplificar, tudo seria mais simples... E delicioso.
Num destes finais de dia fiz Granola. Estava a arrefecer em cima da banca quando começamos a jantar. O cheirinho aromático fez-me ter vontade de improvisar algo para a sobremesa. 
Demorou pouco mais de 30 segundos. Sabia o que tinha no frigorífico. Requeijão de cabra, doce de morango e framboesa... Claro que só podia sair um cheesecake aldrabado. Não tivesse logo eu pensado nele quando comprei o requeijão e as framboesas... Embora estivesse longe de imaginar que a falta de tempo me impossibilitasse de fazer a versão tradicional mas fizesse chegar até mim uma alternativa à altura. O risco é só mesmo ser demasiado rápido de fazer e bom demais. Tão bom que enquanto eu tirava fotos do meu, o marido já estava a comer a segunda taça! Brutal!





Cheesecake aldrabado
Ingredientes: - Granola a gosto (ESTA) - requeijão de cabra a gosto - doce de morango e framboesa a gosto (ESTE) - framboesas para decorar
Preparação: E…