Avançar para o conteúdo principal

Kefir for dummies!

O Mário costuma dizer que sou uma enciclopédia ambulante sobre termos culinários e ingredientes menos comuns… Tudo porque num destes dias sabia o que era manteiga clarificada…

Claro que, por adorar o tema, toda a informação que me chega absorvo como uma esponja, pelo que é muito mais simples para mim saber (sem fixar) estas coisas… Mas a verdade é que diariamente aprendo, pesquiso, sou curiosa e todos os dias me surpreendo com a quantidades de coisas que não sei… E que tenho ânsias de saber.

Pois bem, num destes dias, comecei a perceber que em alguns blogs que sigo começaram a aparecer receitas feitas com kefir. A primeira receita, deixei passar, a segunda idem, mas de repente as receitas feitas com este ingrediente mais pareciam pipocas a rebentar e eu, como não podia deixar de ser, ansiosa por tentar perceber que raio era o kefir.

Pois a Isabel dos blogs ‘Brisa Marítima’ e ‘Blog do Chocolate’ não tardou a explicar-me o que era e a oferecer-me um bocadinho. Foi tão querida que até me entregou uma folha com um resumo sobre procedimentos básicos a ter com o kefir.

Despassarada como sou, li na diagonal e entretanto a semana entrou e no meio da correria habitual mal consegui absorver tudo… E claro está que só podia dar asneira, daí a razão de ser deste post… Já que a dummy (tola) neste caso fui eu!!

Eu explico:

- Vá-se lá perceber porquê achei que o kefir transformava leite em iogurtes. 56 horas depois não havia iogurtes. Havia sinais de fermentação, mas nada de iogurtes. Pois…

- A Isabel disse-me que ao fim de 24h já se podia consumir, mas ao fim de 24h achei que estava demasiado líquido… 48 horas idem. Ainda assim, lá resolvi avançar… Mas o que raio vou consumir? O ‘bicho’ ou o leite??? Mau maria isto não podia estar a correr melhor… As minhas questões eram tão básicas que até tinha vergonha de as colocar, daí que tenha resolvido pesquisar um pouco sobre o tema. Honestamente algo que devia de ter feito antes mesmo de ter recebido o kefir…

- E já que o ‘bicho’ vai crescer, como sei qual a quantidade a colocar de kefir e de leite daqui para a frente??

Pronto, lá me sentei à frente do PC e lá me dignei a ler, com olhos de ver, um pouco sobre a temática desta minha ‘couve flor’ como lhe chamo, pelas parecenças claras com os ramos de uma – sempre é mais simpático do que ‘bicho’!

Resumindo e baralhando e tentando colocar aqui informação para quem começa do zero, como foi o meu caso, é importante saber:

- aquilo que lhe doaram são grão de kefir, que mais não são do que uma colónia de micro-organismos simbióticos que se alimentam de lactose. São mesmo ‘bichos’, na verdadeira aceção da palavra!

- à medida que vão sendo ‘demolhados’ no leite, eles vão consumindo a lactose e simultaneamente fermentam-no. Ao consumirem lactose vão crescendo (segundo li a uma média de 5 a 15% por dia) pelo que ao final de 2 semanas deve ter o dobro da quantidade que lhe doaram. A propósito, qualquer leite com lactose serve – vaca, cabra, ovelha…

- quando receber os grãos deve colocá-los num recipiente de vidro, tipo frasco, não utilize plástico ou metal. Para fermentar deve optar por um lugar com pouca luz, com temperatura constante (quanto maior a temperatura, mais ativos ficam e mais aumentam de tamanho). A temperatura ideal para a fermentação deve estar entre os 18º e os 30º. Abaixo dos 10º entra em hibernação, pelo que se quiser deixar de fermentar leite, pode colocar os grãos de kefir, em leite, dentro do frigorifico. No entanto, de duas em duas semanas deve lavá-lo e trocar o leite.

- o leite irá fermentar ao fim de 24 horas e irá ficando tanto mais ácido quanto mais horas os grãos ficarem dentro do leite. O resultado da fermentação é na verdade uma bebida láctea já que é mais espessa que o leite, não espere obter iogurte.

- e se ao fim de 24 horas de fermentação a bebida obtida já for demasiado ácida poderá estar a utilizar demasiada quantidade de grãos de kefir por litro de leite. Deve utilizar entre 2 a 4 colheres de sopa de grãos de kefir por cada litro de leite. De preferência deve consumir de imediato, evitando a refrigeração, ainda que aguente até 48 horas no frigorífico.

- para consumir a bebida láctea resultante do processo, terá de coar os grão de kefir. Opte por um passador que não seja de metal, transfira os grão para um novo recipiente de vidro e volte a colocar a medida de leite necessária à quantidade de grãos que tem.

- semanalmente/quinzenalmente deve colocar os grãos num passador e dar-lhes banho, isto é, regá-los com água mineral (o cloro é prejudicial).

- esta bebida láctea pode ser consumida misturada com cereais, com mel ou pode ser utilizada em substituição do leite/iogurte na panificação e pastelaria.

- são inúmeros os benefícios para quem consome esta bebida láctea regularmente. No entanto, se tem uma intolerância conhecida à lactose, por mais lactose que o kefir consuma, há sempre resquícios, pelo que poderá ressentir-se.

Esta é uma forma simplista de abordar a temática, mas claro está, há inúmera informação sobre o tema espalhada pela internet. Eu gostei das explicações que li AQUI e AQUI. E entretanto já comecei a contagiar amigos à minha volta… Já dizem que somos uma seita… Lindo!

Em baixo segue uma receita muito simples mas que tem sido o nosso pequeno almoço desde que temos os bicharocos. Umas vezes bebemos em casa, outras levamos para beber durante a manhã.

_____________________

Batido de kefir e morango

[serve 2 pessoas]


Ingredientes:

- 170 gr de morangos

- 330 gr de leite ‘kefirizado’ 24h

- 2 colheres de sopa de açúcar


Preparação:

Coloque todos os ingredientes no copo da Bimby e processe 1 minuto, velocidade 7.


Alternativa de Preparação:

Coloque todos os ingredientes num liquidificador e processe até obter uma bebida homogénea.


Notas: Pode adicionar uma colher de chá de sementes de linhaça se quiser uma bebida com alguma fibra ou umas folhas de hortelã menta para aromatizar.

_____________________

 

Comentários

  1. Tenho que arranjar uns grãos de kefir para experimentar também :)
    beijinhos e uma boa semana

    ResponderEliminar
  2. Quando a Isabel mo deu e antes de me falar como se usava também achei que os bichos se usavam! ehehe! Mas ela foi uma querida e explicou-me na hora como era :)
    Adoro os batidos!
    Fiz ontem com maçã, canela e morango :) Hmmmm!
    O teu está lindo. E levá-lo em garrafinhas parece-me uma óptima ideia para lanches!
    Beijinho

    ResponderEliminar
  3. Querida Sonia,

    Sabes que tive de me rir com algumas das coisas que li aqui nesta tua publicação, certo ? :))
    Quando te dei, pensei sinceramente que tivesses noção do que é, embora tenha delineado algumas das principais directrizes para se manusear os grãozinhos da tal "couve flor" como preferes chamar-lhe (eu adoro bichinhos, por isso lhes chamo carinhosamente assim) ! :)

    Estou a ver que muitas dúvidas te assolaram, podias ter perguntado amiga, sem problema algum, também sei pouco ainda a respeito mas vou pesquisando e aprendendo, é para isso que cá estamos ! :))

    Adorei o teu batido, com frutas que adoro e ficou com uma cor fantástica !

    Ah... e "Seita" é lindo !!!!! lololo

    Beijocas

    Isabel
    www.blogdochocolate.com
    http://brisa-maritima.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh amiga eu sei que tu estas sempre disponível para ajudar... Mas fiquei mesmo envergonhada pr ter duvidas tão... BÁSICAS! O tempo nao tem dado para tudo e se por um lado queria experimentar o kefir, por outro nao tive muito tempo para pesquisar o suficiente sobre ele... Claro esta que quando tive as primeiras duvidas tive de arranjar o dito tempinho... Nao sou de todo especialista, mas achoque agora sei o base para fazer algumas coisas sem o matar e sem andar a comer os bicharocos! Mais uma vez mil obrigados por tudo.

      Eliminar
  4. Uma batido assim com kéfir e morangos sabe tão bem!
    Que delícia, Sónia!
    Bjs e boa semana

    ResponderEliminar
  5. Oh minha Dummy linda... Tu de tolinha nada!! Tens apenas dúvidas!! Aind hoje vi um batido de Kefir, como ja vi as mesmas receitas que tu vistes certamente....
    E eu começo a ficar CHATEADA!!!! Lololol.... Porque ainda nao pude deitar a mão a esses "bichinhos" ou a essa couve-flor como tu lhe chamas!! Mas pronto... Espero ansiosamente o dia.... E já agora, manda daí um copinho de batido "fax favori"!!!!
    Um beijinho grande e boa semaninha!!!
    Mena.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Será que eles se estragam se mandar pelo correio?? Esta duvida assola-me... Porque acho que podia mandar-te!

      Eliminar
  6. oi minha lina mas que maravilha sabe sou apaixonada por kefir são divinos aqui no brasil estou procurando quem tem para me doar ..amo e amei sua receita estas de parabens bjinhos doces

    ahh poara mandar via correo vc temn que envolver eles em leite empó querida ..ja recebi assim é da certinho bjus

    ResponderEliminar
  7. Boaaaa :) essa é boa hehehehe o batido ficou bonito :)

    Beijos

    ResponderEliminar
  8. Por acaso não tenho kefir, mas já comprei leite fermentado com kefir e também o uso para batidos ;) Gosto bastante :) A informação que dás aqui é muito útil, e certamente vai ajudar imensa gente :D

    Beijinhos e tem uma óptima semana :D

    ResponderEliminar
  9. Aqui também já kéfiramos há um tempo e digo te já que bombardeei a Claúdia Pinto com as mesmas perguntas que me pareciam ser básicas e até parvas de serem perguntadas!!!Mas depois de encarrilhar no assunto é facílimo e o "bichinho"( eu chamo-o assim) cresce e cresce e cresce....Jasus, se cresce!!!
    Espero por mais receitinhas...
    Bjoka
    Rita

    ResponderEliminar
  10. Com esta publicação fiquei esclarecida do que é o kefir... anseio pelas minhas férias para os bichinhos viajarem comigo e a seita começar a espalhar-se por cá :))
    Minha querida, desculpa a pergunta, mas onde compras essas garrafinhas tão bonitas? Aqui não encontro, já corri tudo à procura delas.

    beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estas garrafinhas sao do bazar da marinha grande. Mas em substituição podes utilizar as dos compais ou do santal, têm a mesma quantidade. :-)

      Eliminar
  11. Sónia, tmb eu recebi ontem o meu kéfir e estou assim um bocado às aranhas.....as tuas explicações foram úteis, tmb tenho muito para aprender....
    Já tinha pensado que a primeira receitinha a fazer com os "bichinhos", seria uma bebida semelhante a essa.
    Bjs

    ResponderEliminar
  12. E onde é que se conseguem arranjar os grãos de kefir? Alguém me pode ajudar?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O kefir doa-se. Envie-me uma mensagem privada para podermos conversar. Terei muito gosto em enviar-lhe por correio ou entregar em mãos, caso seja da zona de Lisboa.

      Eliminar
  13. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  14. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  15. Boa tarde Colega Sonia,

    Antes de mais quero agradecer por partilhares as tuas experiências com todos nós, hoje descobri o Kafir graças a ti, após análises feitas recentemente, para além da minha tensão alta tenho colestrol e os triglicéridos acima do máximo, penso que o Kafir poderá melhorar a minha saúde significativamente, pelo menos pelo que li...Sónia gostaria que me ajudasses a obter um pouco de KAfir ou então se possível dar-me indicações em como obtê-lo....obrigado mais uma vez.... Luis (Portimão)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. desculpem...não é Kafir mas sim Kefir....! Luis

      Eliminar
  16. Luís em primeiro lugar fico muito contente por ter influenciado o seu interesse pelo kefir. É realmente um produto muito bom para a saúde. Relativamente à forma de obter, a forma mais comum é a doação. Os micro organismos reproduzem-se muito rapidamente e cada pessoa pode doar sempre que tiver a mais. Terei muito prazer em fazer-lhe chegar um pouco de kefir (o suficiente para 1/2 litro de leite) que numa semana devera crescer o suficiente para 1 litro de leite. Envie-me uma mensagem para sonialegre@gmail.com com a sua morada que terei todo o gosto em fazer-lhe chegar uma encomenda.

    ResponderEliminar
  17. Sou um fã incondicional do Kefir há já alguns anos. Confesso que as gripes, diarreias e cansaços fazem parte do passado. Não compro iogurtes porque como alimento probiótico ( http://pt.wikipedia.org/wiki/Probi%C3%B3tico ) é muito inferior ao Kefir. Como sabe o Kefir é proveniente do Cáucaso e por ser tradição usá-lo e abusá-lo, as pessoas, coincidências ou não, têm uma esperança de vida em média a rondarem os 100 anos.

    Para quem vive em Angola tenho Kefir p/ partilhar e podem contactar-me para » jonithu@gmail.com .

    Apenas um reparo, nesta receita eu dispensaria o açucar mesmo sendo integral!

    Abr - Jonithu

    ResponderEliminar
  18. Jonithu so tenho a agradecer o reparo :-). E obrigado por deixar o contato porque ha sempre quem peça grãos de kefir. Obrigado pela visita!

    ResponderEliminar
  19. Olá. Sabes como posso arranjar kefir em Lisboa?

    ResponderEliminar
  20. Bom dia
    Alguem de Portimão/Lagoa que possa me ceder graos de kefir? Muito agradecido.
    palma.luz@hotmail.com

    ResponderEliminar
  21. Bom dia
    Alguem de Portimão/Lagoa que possa me ceder graos de kefir? Muito agradecido.
    palma.luz@hotmail.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa noite.
      Podem me ceder graos de kefir? Agradeceria.
      santoshalan@hotmail.com

      Eliminar
    2. Boa noite.
      Podem me ceder graos de kefir? Agradeceria.
      santoshalan@hotmail.com

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Aguardentes & Licores

O ano passado lancei-me na 'arte' de fazer licores para oferecer nos cabazes de Natal. Comprei uma aguardente de boa qualidade e segui duas receitas publicadas na revista da Bimby "Momentos de Partilha". O resultado final foi muito apreciado pelos convivas a quem ofereci, já que por casa ninguém é apreciador de álcool, nem nas maçãs assadas (felizmente só se estraga uma casa) e por isso nem provamos o resultado final.Este ano tentei perceber um pouco mais sobre este universo das aguardentes (a base dos licores). Em jeito de 'Resumo' tenha em atenção o seguinte:O primeiro factor a ter em consideração, quando se faz um licor, tem a ver com o teor alcoólico da aguardente porque a quantidade de água e açúcar que se vai utilizar depende disso. Isto é, se tiver um teor de álcool de 40º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar cerca de 500 gr de açúcar e 650 ml de água. Se tiver um teor de álcool de 70º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar a mesma prop…

Pão

Pão... Fazer pão sempre foi para mim uma arte, uma técnica basilar e por essa razão sempre gostei de fazer o meu próprio pão, de experimentar receitas novas, de usar ingredientes novos, novas combinações. Embora não seja nascido no Alentejo, a minha familia é toda alentejana, os sabores sempre foram alentejanos e é a gastronomia com que mais me identifico, de onde o pão é quase a sua base culinária. 
Termos aderido a um novo conceito de alimentação, onde o trigo não entra, fez-me repensar o pão. Apesar de não precisar de pão na minha dieta, somos bombardeados de todo o lado pelo pão... nas reportagens televisivas sobre a Páscoa, nos restaurantes, nas feiras, etc., por isso resolvi pegar nas farinhas aprovadas na alimentação paleo e fazer o meu próprio pão. 
Peguei nos vários conceitos que li sobre o pão, nas várias experiências falhadas nestes meses e produzi o meu Pão, sem glutén, sem trigo e saboroso... nham. Ficou um bocadinho achatado, mas acreditem que ótimo de sabor. 
E é com est…

Cheesecake aldrabado

Se o mote da nossa vida fosse sempre simplificar, tudo seria mais simples... E delicioso.
Num destes finais de dia fiz Granola. Estava a arrefecer em cima da banca quando começamos a jantar. O cheirinho aromático fez-me ter vontade de improvisar algo para a sobremesa. 
Demorou pouco mais de 30 segundos. Sabia o que tinha no frigorífico. Requeijão de cabra, doce de morango e framboesa... Claro que só podia sair um cheesecake aldrabado. Não tivesse logo eu pensado nele quando comprei o requeijão e as framboesas... Embora estivesse longe de imaginar que a falta de tempo me impossibilitasse de fazer a versão tradicional mas fizesse chegar até mim uma alternativa à altura. O risco é só mesmo ser demasiado rápido de fazer e bom demais. Tão bom que enquanto eu tirava fotos do meu, o marido já estava a comer a segunda taça! Brutal!





Cheesecake aldrabado
Ingredientes: - Granola a gosto (ESTA) - requeijão de cabra a gosto - doce de morango e framboesa a gosto (ESTE) - framboesas para decorar
Preparação: E…