Avançar para o conteúdo principal

Desafio... Vegetariano!

Quem tem filhos sabe a dificuldade que é convencê-los a comer legumes… Não há aviãozinho que valha, não há distração suficiente que os faça deixar entrar uma garfada ou duas… Não vai lá com o exemplo, já que nós até comemos bastante legumes, não vai lá sobre a forma de puré, porque lhe dá vómitos. A única forma de os comer é na sopa e não há volta a dar.

Num rasgo de inspiração lembrei-me de outra solução – esconder os legumes. Disfarçá-los de forma não visível na refeição… E misturá-los com massa, algo que eles adoram com todas as energias! E assim nasceu esta massa, que já fiz na versão vegetariana e misturada com frango desfiado (sem os croutons) mas que fica soberba de qualquer forma, porque efetivamente o que lhe dá graça e sabor é o molho feito com couve flor e ervilhas. De uma assentada só resolvi dois problemas – o dos legumes no prato da Joana e a antipatia latente que o Mário tem por couve flor…

E porque resultou tão bem cá por casa e porque se tornou num dos pratos preferidos da família, resolvi partilhá-lo com todos, aproveitando para participar com ele no desafio vegetariano proposto pela Joaninha do blog Palavras que enchem a barriga.

Pais que me estejam a ler e que padeçam do mesmo problema, experimentem com as vossa crianças, vão gostar!

________________________

Tagliatelle com creme de couve flor e ervilhas com croutons de broa

[serve 2 pessoas]


Ingredientes:

- 40 gr de queijo parmesão

- 150 gr de couve flor

- 60 gr de ervilhas

- 1 pacote pequeno de natas (de soja ou normal)

- 40 gr de broa de milho

- 2 dentes de alho

- 1 colher de sopa de azeite

- 150 gr de tagliatelle

- sal qb


Preparação:

Coloque o tagliatelle a cozer em água fervente, temperada de sal, durante 7 minutos. Reserve.

Coloque o queijo parmesão no copo da Bimby e processe 10 segundos, velocidade 7. Retire e reserve.

Coloque 1 litro de água, com um pouco de sal, no copo da Bimby e coloque no cesto da Bimby a couve flor e as ervilhas e programe 15 minutos, varoma, velocidade 1.

Entretanto, corte a broa em cubos pequenos. Numa frigideira antiaderente coloque os dentes de alho picados, o azeite e os croutons e aloure ligeiramente. Reserve.

Entretanto, findo o tempo, escorra a água do copo da Bimby. Coloque no copo a couve flor e as ervilhas escorridas. Adicione o pacote de natas e o queijo ralado. Programe 10 segundos, velocidade 5 e rectifique temperos.

Para servir, envolva o tagliatelle no molho de couve flor e ervilhas, coloque num prato e polvilhe com os croutons e alho.


Alternativa de Preparação:

Coloque o tagliatelle a cozer em água fervente, temperada de sal, durante 7 minutos. Reserve.

Rale o queijo parmesão e reserve.

Coza a couve flor e as ervilhas em água com um pouco de sal, cerca de 10 minutos (tempo contado a partir do momento que ferver). Os legumes devem ficar cozidos, mas não desfeitos.

Entretanto, corte a broa em cubos pequenos. Numa frigideira antiaderente coloque os dentes de alho picados, o azeite e os croutons e aloure ligeiramente. Reserve.

Coloque a couve flor e as ervilhas escorridas, com o pacote de natas e o queijo ralado num liquidificador e processe até obter um molho cremoso (eu gosto de um pouco de textura, por isso, não passei totalmente). Rectifique temperos. Se nao tiver um liquidificador, pode esmagar os legumes com um garfo e juntar as natas e o queijo. Sem problema.

Para servir, envolva o tagliatelle no molho de couve flor e ervilhas, coloque num prato e polvilhe com os croutons e alho.

______________________

Comentários

  1. Eu sei o que passas, aqui por casa é a mesma coisa com os legumes, tenho que andar sempre a inventar :). Adorei a tua massinha estão realmente bem escondidos os legumes ao serem triturados e adicionados as natas.Muito bom.
    Beijinhos e uma óptima semana
    Ana

    ResponderEliminar
  2. Tem um aspecto super delicioso.
    Gostei muito.
    bjs

    ResponderEliminar
  3. Adorei esta sugestão vegetariana!! Ficou com um aspecto delicioso!

    Beijinhos e boa semana*

    ResponderEliminar
  4. Sem dúvida que vou experimentar este molho lá em casa. Se não é na sopa e no púré, não comem nenhum!

    ResponderEliminar
  5. Ui...Aqui em casa os legumes também são sinónimo de "caras feias"....O que vale é que na sopa comem e adoram....Será preguiça de mastigar???
    Com este prato deste conta das tuas duas "crianças" aí de casa.....
    Bjoka
    RIta

    ResponderEliminar
  6. É uma ideia muito interessante!
    Beijinhos e boa semana
    Paula

    ResponderEliminar
  7. A tua Joaninha gostou??? Pois se ela gostou, entao os meus tb vao gostar!! E mesmo que nao gostem, eu gosto de certeza!! Oh oh... E os croutons de broa que me deixaram maravilhada??
    Massinha boa tu fazes!!!
    Beijinho
    Mena.

    ResponderEliminar
  8. Que delícia de prato
    boa semana
    beijos

    ResponderEliminar
  9. E que bem os enganaste...
    Adorei essa massinha.
    Bjs
    http://come-bebe-sorri-e-ama.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  10. Que bela refeição, adorei e os croutons de broa, rica ideia :)
    Kiss, Susana

    Nota: Ver os passatempos a decorrer no meu blog:

    http://tertuliadasusy.blogspot.pt/2013/04/projeto-escolha-do-ingrediente.html

    http://tertuliadasusy.blogspot.pt/2013/04/passatempo-meiaduzia-de-mimos-para-ti.html

    ResponderEliminar
  11. Muito obrigada pela tua participação! :D Esse pratinho tem mesmo bom aspecto, pode ser que o não apreciador de couve-flor cá de casa também mude de ideias ;)

    Beijinhos e tem uma óptima semana :D

    ResponderEliminar
  12. Ficou tão lindo esse prato e super apetitoso digo-te já :)
    Fiquei cheia de vontade de o provar. E a Joaninha vai adorar.
    Também quero ver se participo no desafio, ando é com pouco tempo.
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  13. Ai que boa ideia! E bela forma de disfarçar a couve flor! :-)

    ResponderEliminar
  14. Maravilhoso este prato, adorei a sugestão excelente!!
    Beijinho

    ResponderEliminar
  15. Olá...
    Que excelente aspecto ;).... Adorei :).... Beijocas...

    http://nacozinhadaleonor.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  16. Boa sugestão, muito bom esse prato.

    Beijos

    ResponderEliminar
  17. Assim acho que até a mim me convencias a comer ervilhas ( bahhhh essas bolinhas verdes :P )
    Beijinho doce e boa semana amiga !

    ResponderEliminar
  18. Hum... Adorei esse desafio.

    A receita é maravilhosa, hein?

    Adorei,

    Um abraço, Fábio.

    ResponderEliminar
  19. Uma óptima participação e uma bela refeição!
    Beijinhos
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  20. Minha linda,

    Também sofro desse mal !
    Um não gosta de uma coisa, outro não gosta de outra coisa, só eu gosto de quase tudo ! :)))

    Acho que foste uma super-mulher em arranjar uma forma de iludir os paladares e levá-los a deliciarem-se com essa tua fantástica massinha!

    Eu adorei amiga, comeria com todo e imenso prazer ! :)

    Um beijinho grande*

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Aguardentes & Licores

O ano passado lancei-me na 'arte' de fazer licores para oferecer nos cabazes de Natal. Comprei uma aguardente de boa qualidade e segui duas receitas publicadas na revista da Bimby "Momentos de Partilha". O resultado final foi muito apreciado pelos convivas a quem ofereci, já que por casa ninguém é apreciador de álcool, nem nas maçãs assadas (felizmente só se estraga uma casa) e por isso nem provamos o resultado final.Este ano tentei perceber um pouco mais sobre este universo das aguardentes (a base dos licores). Em jeito de 'Resumo' tenha em atenção o seguinte:O primeiro factor a ter em consideração, quando se faz um licor, tem a ver com o teor alcoólico da aguardente porque a quantidade de água e açúcar que se vai utilizar depende disso. Isto é, se tiver um teor de álcool de 40º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar cerca de 500 gr de açúcar e 650 ml de água. Se tiver um teor de álcool de 70º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar a mesma prop…

Molho cervejeira

Quem estuda economia ou gestão costuma falar sobre a curva de crescimento das empresas. Na verdade, todas as empresas têm o seu momento de crescimento, expansão e algures no tempo, a estagnação e a morte. Mais cedo, ou mais tarde, é o que acontece. Claro que há empresas que levam mais tempo do que outras a chegar ao declínio… Veja-se a Coca-cola, veja-se a MacDonalds… Independentemente da concorrência, são empresas com história que se mantêm até hoje como lideres, que ultrapassaram todos os momentos de expansão e contração da economia.Em minha opinião isto acontece por variadas razões, seja pela gestão, pelas ações de marketing, pela publicidade, mas acima de tudo, pelo segredo que os seus produtos encerram. Pela inovação que trouxeram quando chegaram ao mercado.Tentando passar isto para o panorama nacional, veja-se a Portugália e o seu molho que se mantém inalterado desde sempre (dizem). Passou de uma cervejaria de Lisboa, a uma cadeia de restaurantes espalhada por todo o país. Ainda…

Tarte de maçã

Quando percebemos que este é o tipo de alimentação em que nos revemos uma das preocupações surgiu com as visitas para jantar. O que servir? 
Na verdade os amigos já mostram curiosidade assim que percebem que mudamos a forma de comer, embora achem que é uma moda passageira. Ainda assim, quando nos convidaram a primeira vez para almoçar ficaram apreensivos e ligaram a perguntar o que nos podiam servir ao almoço. Estavam verdadeiramente preocupados...
Claro que lhes explicamos que podiam fazer uma carne ou um peixe porque a única coisa que mudava era o acompanhamento. Aproveitei e ofereci-me para levar uma salada, que por sinal foi do agrado de todos, e ajudou a derrubar barreiras.
Num destes dias surgiu um jantar improvisado cá por casa com uns amigos de que gostamos muito. Para finalizar uma refeição soberba, que acho que foi do agrado de todos, fizemos uma tarte de maçã. Dizia-me a minha amiga "não sei como tens tantas ideias, eu nem sei por onde começar". Eu partilhei o meu se…