Avançar para o conteúdo principal

Asas para que te quero

Já referi AQUI que um dos restaurantes que mais adoro é o Recuerda Amor - o único restaurante dominicano no país. Há inúmeras razões para amar este restaurante:

- o facto de ter música ambiente latina (ritmos que lecciono),

- o facto de ser um restaurante simpático, à porta da minha casa e onde sinto tantas vezes que é extensão da minha própria casa,

- e especialmente porque a comida é deliciosa, feita por um Chef que insiste em recolher à mesa opiniões sobre o que acabamos de comer e servida por uma anfitriã feita à medida para o cargo!

Resumindo e baralhando, é o restaurante que mais frequento e onde me sinto bem... E se isto não diz tudo, não sei o que dirá... Ja sabem como as bloggers de culinária podem ser exigentes com o que comem...

Isto para contar que no outro dia fui ao talho e resolvi comprar 3 frangos. Não enlouqueci... Simplesmente é mais barato comprar frangos inteiros e mandar separar pernas e peitos do que comprar as pernas e peitos de forma solta. Só que me esqueci das asas... Nunca foi uma parte do frango que apreciasse e quando as pernas e os peitos acabaram no congelador, lá dei de caras com as asas que esperavam por um destino digno.

Bem me tentei inspirar na blogosfera... Bem consultei livros de culinária... Mas a hora de fazer o jantar chegou e eu sem ideias... Mas de repente parece que se fez luz e lembrei-me das fantásticas asinhas de frango que como sempre de entrada no Recuerda Amor! Com um molho de manga do outro mundo!

Claro que as minhas habilidades culinárias não são sequer comparáveis às do Dionisio e a verdade é que apesar de terem ficado fantásticas foi quase impossível dissociá-las do original...

Para acompanhar fiz um molho à base de maracujá, com um travo picante delicioso emprestado pelo piri-piri que mais adoro - o de ananás da Paladin. Ficou fantástico nesta receita!

Como foi uma aventura para mim, acabei por não ter tempo de simultaneamente ir tirando fotos. Por isso, deixo AQUI algo que encontrei na net sobre a forma de fazer tulipas de asas de frango. Basicamente, consiste em cortar a asa, pela articulação, em duas e fazendo rodar uma faca junto aos tendões, separar a carne e empurra-la para junto do osso. Fiz esta operação para ambas as partes da asa, pelo que acabei com 12 asinhas/tulipas prontas a comer! Nham...

___________________

Asas de frango fritas com molho picante de maracujá

[faz 12 tulipas]


Ingredientes:

- 6 asas

- sal e pimenta qb

- farinha qb para panar

- óleo qb para fritar

- 10 colheres de sopa de polpa de maracujá de compra

- piri-piri de ananás Paladin a gosto


Preparação:

Prepare as asas e tempere-as com sal e pimenta a gosto. Num prato coloque farinha suficiente para panar cada tulipa.

Coloque o óleo a aquecer até atingir a temperatura dos 180º - óleo quente. Frite as asas até obter um cor bem lourinha. Caso contrário, vão ficar cruas por dentro e a pele não ficará crocante como se quer.

Seque bem em papel absorvente.

Numa tigela misture a polpa de maracujá com piri-piri a gosto e delicie-se molhando as asinhas neste molho. Hummmmmm. Tão simples e tão bom! E já agora, visitem e provem as melhores de todas no restaurante Recuerda Amor! Sim??

______________________

 

Comentários

  1. Querida Amiga meus parabéns pelo post esta divino e suas asas de frango estão de tirar o folego, adorei beijos Luci

    ResponderEliminar
  2. Obrigado Luci :-). E obrigado pela visita!

    ResponderEliminar
  3. Eu adoro asas de frango e esta tua sugestão está fabulosa!!
    Entendo bem o que dizes sobre o restaurante, pois eu também sou muito exigente com o serviço e comida em restaurantes e se não está do meu agrado, reclamo logo!
    Beijinhos e bom fim de semana,
    Lia.

    ResponderEliminar
  4. Gosto muito de asas de frango e tenho a certeza que ia gostar destas.
    Estão mesmo uma tentação
    bjs

    ResponderEliminar
  5. E que destino delicioso tiveram estas asinhas!
    Fiquei curiosa com o restaurante... tenho de ir cuscar!
    Bjs

    ResponderEliminar
  6. Olha hei-de experimentar o "teu" restaurante um dia destes ;)
    E eu adoro asas!!!!!
    Mas estas pernas que fujam senão agarro-as!!!!
    Que delícia
    Bjs

    ResponderEliminar
  7. Olha que boa solução para as asas! Realmente esse molhinho deve ser muuuuiiiiito bom!!!
    Qto ao restaurante deixaste-me curiosa ;)
    Beijinhos doces e bom fim de semana !

    ResponderEliminar
  8. Amiga,

    És a Chef da tua cozinha e está aí a prova !
    Rapida e sabiamente deste destino às coitadas das asas que te suplicavam para serem utilizadas ! :))
    E que bem que foram, adorei a tua sugestão e o aspecto delicioso das ditas, apenas trocava o maracujá... ou talvez não, não sei... acho que tenho de o re-aprender ! :)

    Beijinhos **

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Aguardentes & Licores

O ano passado lancei-me na 'arte' de fazer licores para oferecer nos cabazes de Natal. Comprei uma aguardente de boa qualidade e segui duas receitas publicadas na revista da Bimby "Momentos de Partilha". O resultado final foi muito apreciado pelos convivas a quem ofereci, já que por casa ninguém é apreciador de álcool, nem nas maçãs assadas (felizmente só se estraga uma casa) e por isso nem provamos o resultado final.Este ano tentei perceber um pouco mais sobre este universo das aguardentes (a base dos licores). Em jeito de 'Resumo' tenha em atenção o seguinte:O primeiro factor a ter em consideração, quando se faz um licor, tem a ver com o teor alcoólico da aguardente porque a quantidade de água e açúcar que se vai utilizar depende disso. Isto é, se tiver um teor de álcool de 40º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar cerca de 500 gr de açúcar e 650 ml de água. Se tiver um teor de álcool de 70º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar a mesma prop…

Molho cervejeira

Quem estuda economia ou gestão costuma falar sobre a curva de crescimento das empresas. Na verdade, todas as empresas têm o seu momento de crescimento, expansão e algures no tempo, a estagnação e a morte. Mais cedo, ou mais tarde, é o que acontece. Claro que há empresas que levam mais tempo do que outras a chegar ao declínio… Veja-se a Coca-cola, veja-se a MacDonalds… Independentemente da concorrência, são empresas com história que se mantêm até hoje como lideres, que ultrapassaram todos os momentos de expansão e contração da economia.Em minha opinião isto acontece por variadas razões, seja pela gestão, pelas ações de marketing, pela publicidade, mas acima de tudo, pelo segredo que os seus produtos encerram. Pela inovação que trouxeram quando chegaram ao mercado.Tentando passar isto para o panorama nacional, veja-se a Portugália e o seu molho que se mantém inalterado desde sempre (dizem). Passou de uma cervejaria de Lisboa, a uma cadeia de restaurantes espalhada por todo o país. Ainda…

Licor de framboesa

Já referi aqui algumas vezes o quanto os meus gostos têm mudado ao longo da vida. Disso foi esse exemplo este ano ter aprendido a gostar de maracujá e frutos vermelhos. Mas muitos outros exemplos houve e a verdade é que à medida que vamos evoluímos, os nossos gostos também evoluem.Para mim o grande salto aconteceu quando comecei a cozinhar. Não gostava de cebola, ervas aromáticas, pimentos, favas, cogumelos, enfim. A lista era infindável. E a verdade é que até mesmo carne de vaca, que já não comia há mais de 15 anos, por não suportar o sabor, no outro dia abri uma exceção num curso que fiz e… GOSTEI!O importante é termos a mente aberta e dar o primeiro passo para experimentar e insistir se necessário for. Porque só assim conseguimos tirar a teima se é simplesmente um ‘não gostar’ daqueles de quem nunca provou, ou um ‘não gostar’, à séria, de quem não suporta o ingrediente x ou y.As framboesas entraram na minha vida este ano. E era daquelas antipatias crónicas. Era comum ouvirem dizer-…