Avançar para o conteúdo principal

Sobremesa - Batalha de Blogues

E para finalizar com chave de ouro o menu de verão que criei especialmente para a Batalha de Blogues da Parmalat, hoje sugiro esta tarte fresca de framboesas.

O chocolate e a framboesa são aliados de peso, daqueles sabores que foram feitos para estar juntos. E melhor do que chocolate e framboesa só mesmo chantilly, chocolate e framboesa. Uma tarte simples, não muito doce, mas que em que cada migalha tem inscrita no seu ADN a frescura do verão... Vai uma fatia??

Aproveito para agradecer à Parmalat os produtos fantásticos que me enviou e por ter pensado no blog para fazer parte deste projeto. Conhecendo a qualidade dos restantes blogues a concurso, cozinhas que sigo e que admiro, só posso desejar boa sorte a todas e tenho a certeza que independentemente da escolha da Parmalat, o prémio é mais que merecido!

Quem quiser recordar as outras duas receitas, deixo a ENTRADA e o PRATO PRINCIPAL...

_________________________

Tarte fresca de framboesas


Ingredientes:


Para a massa sable de chocolate:

- 80 gr de açúcar

- 250 gr da farinha para bolos

- 30 gr de cacau em po magro

- 140 gr de manteiga fria

- 2 gemas de ovos

- 20 gr de leite de soja (pode utilizar de vaca)


Para o recheio:

- 400 ml de natas Parmalat Para Bater, bem frias

- 6 colheres de sopa de açúcar + qb para polvilhar

- 250 gr de framboesas frescas


Preparação:

Misture bem os ingredientes secos aos ingredientes líquidos da massa sablé até formar uma massa que não cole aos dedos. Tente que as mãos não estejam demasiado quentes para manter a temperatura da manteiga.

Pré-aqueça o forno a 180º.

Distribua a massa por uma tarteira e leve ao forno por 20 minutos. Findo o tempo, retire e deixe arrefecer por completo.

Bata as natas em chantilly e quando começar a ver que estão a ficar firmes vá juntando o açúcar, colher a colher. Vá estando com atenção para não deixar passar a manteiga.

Com a massa sablé ja fria, espalhe o chantilly.

Coloque as framboesas de molho cerca de 5 minutos num pouco de água com vinagre. Escorra vem e seque bem em papel absorvente.

Distribua as framboesas por cima do chantilly e coloque no frio até ao momento de servir.

Finalize polvilhando com um pouco de açúcar em pó por cima.


Alternativa de Preparação:

Coloque o açúcar no copo da Bimby e pulverize 10 segundos, velocidade 9. Junte os restantes ingredientes e programe 15 segundos, velocidade 5.

Retire e ligue a massa com as mãos, não mexendo em demasia para manter a massa fria. Forre numa tarteira.

Pré-aqueça o forno a 180º. Quando estiver quente, leve a base ao forno durante 20 minutos. Findo o tempo, retire e deixe arrefecer por completo.

No copo bem lavado e seco, aplique a borboleta e bata as natas cerca de 2 minutos na velocidade 3 e 1/2 (vá tendo atenção para que não passe a manteiga). Quando as natas estiverem firmes, vá juntando o açúcar, colher a colher, pelo bocal da tampa com a Bimby em movimento.

Espelhe o chantilly sobre a massa sablé de chocolate.

Coloque as framboesas de molho cerca de 5 minutos num pouco de água com vinagre. Escorra vem e seque bem em papel absorvente.

Distribua as framboesas por cima do chantilly e coloque no frio até ao momento de servir.

Finalize polvilhando com um pouco de açúcar em pó por cima.

___________________________

 

Comentários

  1. Que maravilha de tarte, fresca é perfeita e com essas framboesas no cimo ficou fantástico.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Gostei muito da tua sugestão, bem fácil de preparar e tão bonita!

    ResponderEliminar
  3. Adoro combinar frutos vermelhos com chocolate, tem um aspecto delicioso

    ResponderEliminar
  4. Minha querida Sónia, mas que lindo, maravilhoso, certamente delicioso! Olha esta semana vou fazer uma tarte fria de manga, mas estou muito tentada em utilizar a tua massa como base :) para variar da bolacha. Beijokas. Amei

    ResponderEliminar
  5. Tarte de mangaaaaaa... Que delicia amiga!

    ResponderEliminar
  6. Esta é daquelas batalhas que realmente dão gosto, cada sobremesa e receita melhor que a outra e todas estão de parabéns. Esta tua tarte está fenomenal amiga,

    beijinhos e boa sorte!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tambem adorei Mariana! Saudável e recheada de coisas boas!

      Eliminar
  7. Que coisa boa amiga !!!! :) De babar! Beijinho doce e boa sorte !

    ResponderEliminar
  8. Que tarte maravilhosa e bonita, para celebrar o verão.
    Kiss, Susana
    Nota: Ver o passatempo a decorrer no meu blog:
    http://tertuliadasusy.blogspot.pt/2013/07/4-edicao-do-projeto-escolha-do.html

    ResponderEliminar
  9. Estou aqui a babar por esta sobremesa! É mesmo fresca e lembra o verão, adorei!!

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  10. Olá...
    Perfeito e boa sorte :D....
    Beijocas
    Leonor

    http://nacozinhadaleonor.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  11. Que tarte divina, além de linda ficou com um aspecto super delicioso, que vontade enorme de provar :)

    Beijinhos
    Joana

    ResponderEliminar
  12. Com tanta receita boa vai ser mesmo dificil a escolha...Esta tarte tem um ar de "vem me comer"..e eu dava uma dentadinha , ai pois dava!
    Bjoka
    Rita

    ResponderEliminar
  13. uma tarte muito bonita visualmente e deve de estar deliciosa.
    parabéns

    beijocas

    ResponderEliminar
  14. Tem um aspecto fantástico!
    Beijinhos
    http://sudelicia.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  15. Olá minha querida,

    tens awui uma tarte que é um luxo! Perfeitamente decorada e com um aspecto incrivel!! Estou a escrever e já estou a salivar lolol ;)
    Foi um excelente desafio este que te propuseram!

    beijinhos e boa sorte!!

    ResponderEliminar
  16. Maravilhosa! Deve ter ficado perfeita, as framboesas com o chocolate ficam irresistíveis!
    Bjs

    ResponderEliminar
  17. Cá vem a desnaturada, quase uma semana depois... é sempre a mesma coisa!! E vi a publicação no dia! Mas já sabes como sou... Tardo mas nao falho!!!
    Esta historia da Batalha de Blogues foi sem duvida um exito!! Vi algumas publicaçoes, e fiquei a babar!
    E esta tarte... Bem que queres que te diga? As palavras escasseiam para definir tamanha beleza e o simples que é!
    Como vim tarde, já nao ha, né?? Da proxima venho mais cedo!!!
    Uma beijoca!

    ResponderEliminar
  18. Eu quero uma fatia!!!
    Uma autentica tentação.
    Beijinhos

    Sílvia, Alenquer

    ResponderEliminar
  19. Querida,

    ADORO este tipo de tartes !
    Gulosa muito mais do que q.b. eu deliro com tartes que levem frutas e chocolate... :) claro ! Estavas à espera de quê ?
    Com esta gulodice que supera expectativas, eu engordo só de olhar ! eh eh eh

    Amiga, brincadeiras à parte, todos quantos participaram nesta Batalha de Blogues da Parmalat estão de parabéns, seria para mim impossível escolher, todas as delicias são fenomenais e adorei as tuas.
    Desejo-te muito boa sorte e terminas de forma fabulosa com esta linda e deliciosa tarte ! :)
    Adorei a tua participação !

    Grande beijoca *

    Isabel
    www.blogdochocolate.com
    http:\\brisa-maritima.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  20. Fico sem palavras com toda a generosidade nas palavras maravilhosas que me deixam aqui. Obrigado por tudo!

    ResponderEliminar
  21. Simplesmente DIVINAL, uma fatia é pouco, duas são o desejo de comer tudo e aí... Chega o pecado da gula. Foi assim que me senti.

    Mário Marques, o gordo a tentar ser mais magro... Espero que inventem natas sem nenhuma gordura...

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Aguardentes & Licores

O ano passado lancei-me na 'arte' de fazer licores para oferecer nos cabazes de Natal. Comprei uma aguardente de boa qualidade e segui duas receitas publicadas na revista da Bimby "Momentos de Partilha". O resultado final foi muito apreciado pelos convivas a quem ofereci, já que por casa ninguém é apreciador de álcool, nem nas maçãs assadas (felizmente só se estraga uma casa) e por isso nem provamos o resultado final.Este ano tentei perceber um pouco mais sobre este universo das aguardentes (a base dos licores). Em jeito de 'Resumo' tenha em atenção o seguinte:O primeiro factor a ter em consideração, quando se faz um licor, tem a ver com o teor alcoólico da aguardente porque a quantidade de água e açúcar que se vai utilizar depende disso. Isto é, se tiver um teor de álcool de 40º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar cerca de 500 gr de açúcar e 650 ml de água. Se tiver um teor de álcool de 70º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar a mesma prop…

Molho cervejeira

Quem estuda economia ou gestão costuma falar sobre a curva de crescimento das empresas. Na verdade, todas as empresas têm o seu momento de crescimento, expansão e algures no tempo, a estagnação e a morte. Mais cedo, ou mais tarde, é o que acontece. Claro que há empresas que levam mais tempo do que outras a chegar ao declínio… Veja-se a Coca-cola, veja-se a MacDonalds… Independentemente da concorrência, são empresas com história que se mantêm até hoje como lideres, que ultrapassaram todos os momentos de expansão e contração da economia.Em minha opinião isto acontece por variadas razões, seja pela gestão, pelas ações de marketing, pela publicidade, mas acima de tudo, pelo segredo que os seus produtos encerram. Pela inovação que trouxeram quando chegaram ao mercado.Tentando passar isto para o panorama nacional, veja-se a Portugália e o seu molho que se mantém inalterado desde sempre (dizem). Passou de uma cervejaria de Lisboa, a uma cadeia de restaurantes espalhada por todo o país. Ainda…

Tarte de maçã

Quando percebemos que este é o tipo de alimentação em que nos revemos uma das preocupações surgiu com as visitas para jantar. O que servir? 
Na verdade os amigos já mostram curiosidade assim que percebem que mudamos a forma de comer, embora achem que é uma moda passageira. Ainda assim, quando nos convidaram a primeira vez para almoçar ficaram apreensivos e ligaram a perguntar o que nos podiam servir ao almoço. Estavam verdadeiramente preocupados...
Claro que lhes explicamos que podiam fazer uma carne ou um peixe porque a única coisa que mudava era o acompanhamento. Aproveitei e ofereci-me para levar uma salada, que por sinal foi do agrado de todos, e ajudou a derrubar barreiras.
Num destes dias surgiu um jantar improvisado cá por casa com uns amigos de que gostamos muito. Para finalizar uma refeição soberba, que acho que foi do agrado de todos, fizemos uma tarte de maçã. Dizia-me a minha amiga "não sei como tens tantas ideias, eu nem sei por onde começar". Eu partilhei o meu se…