Avançar para o conteúdo principal

Mais kefir

As aventuras com kefir continuam. Ainda que não represente nenhum ciência exata, já que face às outras receitas que tenho colocado apenas varia o sabor que conjugo com o kefir, na verdade são apenas algumas soluções, algumas ideias, alguma inspiração para quem não sabe como beber o kefir.

E acreditem que todos os dias são dias de beber kefir; acabou por ser um hábito enraizado que foi, inclusive, validado pela nutricionista que acompanha o Mário. O que só pode ser um bom sinal, verdade?

Pois bem, desta vez, resolvi misturar banana e baunilha, pasta de baunilha. Como já algumas pessoas me perguntaram o que é, que aspeto tem e onde podem comprar, resolvi incluir na foto. Como se pode perceber, tem uma textura ligeiramente mais grossa que a essência e na verdade é feita com baunilha (ao contrário de algumas essências que são feitas apenas com corante). A pasta traz, inclusive, sementes o que, em minha opinião, acaba por dar um toque muito bonito. Claro está que quem não tem cão, caça com gato e se não tiverem pasta podem utilizar essência. Para quem é da zona de Lisboa, e quiser comprar a pasta de baunilha, pode fazê-lo na loja Ayur. Tem este e outros produtos muito interessantes.

Espero que gostem desta sugestão. Os pequenos almoços devem ser variados e são uma base essencial do nosso dia. Devem conter lacticínios, fibras e fruta. Se adicionarem sementes de linhaça, por exemplo, ao batido, conseguem num só copo ter um pequeno almoço completo. Pensem nisso!

_____________________

Batido de kefir, banana e baunilha

[serve 2 pessoas]


Ingredientes:

- 400 gr de leite kefirizado 24H

- 45 gr de banana (1/2 banana)

- 1 colher de café de pasta de baunilha

- 50 gr de mel


Preparação:

Coloque todos os ingredientes no copo da Bimby e programe 45 segundos, velocidade 7. Sirva de imediato ou leve em garrafinhas para o trabalho/escola.


Alternativa de preparação:

Esmague bem a banana e misture com o mel e a pasta de baunilha. Misture bem com o leite kefirizado (se tiver um liquidificador processe muito bem até obter uma bebida homogénea sem grumos). Sirva de imediato ou leve em garrafinhas para o trabalho/escola.

___________________

 

Comentários

  1. Também tenho feito alguns batidos com kefir, mas ainda não fiz de banana! Vou ter que experimentar :)

    Beijinhos e bom fim-de-semana*

    ResponderEliminar
  2. Ficam uma delicia estes batidos, são pura vitamina.

    Beijocas

    Paula

    ResponderEliminar
  3. Pois também tens razao nisso da pasta de baunilha!! Algumas essencias so têm cor! A falares assim até me parecias o Jamie Oliver!! Adoro tudo o que leve baunilha! Agora poe banana e nao digo mesmo que não!! Ai quando eu deite a mão ao Kefir!!
    Um beijinho e bom fim de semana!

    ResponderEliminar
  4. Respostas
    1. Mônica se passar com o rato no textinho por cima de 'loja Ayur' esta o link para o local onde pode adquirir a pasta de baunilha. Espero ter ajudado.

      Eliminar
  5. Eu adoro os batidos de kéfir. Já fiz com banana e morango, com maça, kiwi, bem com o que tenho á mão. Lol!
    Às vezes junto 1 ou 2 bolachas maria.
    Agora a ultima dica de levar para o trabalho, é que já nao sei se estou de acordo, pois tenho a ideia que já não ficam tão bons. Acho que perdem propriedades, penso eu, mas se calhar até não.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Solita eu costumo fazer o batido às 7:30 e bebê-lo às 9:00 e honestamente fica tão bom como acabado de fazer. Segundo sei, ate 12h depois nao perde as propriedades e pode ser refrigerado. Pode ver aqui http://www.umapedradesal.blogspot.pt/2013/04/kefir-for-dummies.html. Espero ter ajudado!

      Eliminar
    2. Obrigada Pedrinha de sal, então vou fazer o mesmo, achei que perdieria propriedades.
      jINHOS
      Vou continar a passar por cá para experimentar estas receitas.

      Eliminar
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  7. Mais uma vez esses "bicinhos" que não conheço fazem uma delícia!
    Beijinhos
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  8. Nutritivo e, certamente, delicioso! A minha mãe tinha Kefir e eu cresci a comer este tipo de batidos... muito bom!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. La por casa kefir é coisa que nao falta... faço batidos, bebo simples etc... etc... e de momento estou a fazer queijos de kefir!!!

    Excelente a tua sugestao!!!

    Beijocas

    Margarida

    ResponderEliminar
  10. estamos em sintonia tb ando a experimentar com o kefir :)
    o teu batido deve ter ficado delicioso!

    ResponderEliminar
  11. O batido assim com a pasta de baunilha deve ter ficado bem saboroso! Tens toda razão, pois a pasta é muito melhor que o aroma que encontramos à venda.
    Beijinhos e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  12. que bom que deve ser....
    beijinhos e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  13. bom dia.
    costumo acompanhar o teu blog, mas nunca tinha comentado. ja tive conhecimento do kefir à uns anos e ate ja provei... so me falta a dita couve flor. poderias arranjar me?
    bom fim de semana
    beijinhos
    silvia, alenquer

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que sim Silvia, sem problema. Posso enviar-lhe por correio. No entanto, vai demorar umas duas semanas porque entretanto ele terá de se reproduzir e ja tenho uma menina para doar para a semana. Envie-me um email por favor para combinarmos, sim? Sonialegre@gmail.com

      Eliminar
  14. Hei-de-me aventurar no kefir. Tenho algumas reticências por ter provado (puro) e não ter gostado. Mas, acredito que aromatizado seja agradável.

    A loja Ayur está na minha lista de lojas a visitar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ana sem duvida que simples é intragável... :-) pelo menos para mim. Mas olha que de inicio precisava de maior quantidade de açúcar do que agora! É tudo uma questão de habito :-)

      Eliminar
  15. Olá
    Adoro batido de banana e gostei muito do uso do kefir, pois é muito saudável!
    Te desejo uma linda semana.
    Bjim
    Léia

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Aguardentes & Licores

O ano passado lancei-me na 'arte' de fazer licores para oferecer nos cabazes de Natal. Comprei uma aguardente de boa qualidade e segui duas receitas publicadas na revista da Bimby "Momentos de Partilha". O resultado final foi muito apreciado pelos convivas a quem ofereci, já que por casa ninguém é apreciador de álcool, nem nas maçãs assadas (felizmente só se estraga uma casa) e por isso nem provamos o resultado final.Este ano tentei perceber um pouco mais sobre este universo das aguardentes (a base dos licores). Em jeito de 'Resumo' tenha em atenção o seguinte:O primeiro factor a ter em consideração, quando se faz um licor, tem a ver com o teor alcoólico da aguardente porque a quantidade de água e açúcar que se vai utilizar depende disso. Isto é, se tiver um teor de álcool de 40º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar cerca de 500 gr de açúcar e 650 ml de água. Se tiver um teor de álcool de 70º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar a mesma prop…

Molho cervejeira

Quem estuda economia ou gestão costuma falar sobre a curva de crescimento das empresas. Na verdade, todas as empresas têm o seu momento de crescimento, expansão e algures no tempo, a estagnação e a morte. Mais cedo, ou mais tarde, é o que acontece. Claro que há empresas que levam mais tempo do que outras a chegar ao declínio… Veja-se a Coca-cola, veja-se a MacDonalds… Independentemente da concorrência, são empresas com história que se mantêm até hoje como lideres, que ultrapassaram todos os momentos de expansão e contração da economia.Em minha opinião isto acontece por variadas razões, seja pela gestão, pelas ações de marketing, pela publicidade, mas acima de tudo, pelo segredo que os seus produtos encerram. Pela inovação que trouxeram quando chegaram ao mercado.Tentando passar isto para o panorama nacional, veja-se a Portugália e o seu molho que se mantém inalterado desde sempre (dizem). Passou de uma cervejaria de Lisboa, a uma cadeia de restaurantes espalhada por todo o país. Ainda…

Licor de framboesa

Já referi aqui algumas vezes o quanto os meus gostos têm mudado ao longo da vida. Disso foi esse exemplo este ano ter aprendido a gostar de maracujá e frutos vermelhos. Mas muitos outros exemplos houve e a verdade é que à medida que vamos evoluímos, os nossos gostos também evoluem.Para mim o grande salto aconteceu quando comecei a cozinhar. Não gostava de cebola, ervas aromáticas, pimentos, favas, cogumelos, enfim. A lista era infindável. E a verdade é que até mesmo carne de vaca, que já não comia há mais de 15 anos, por não suportar o sabor, no outro dia abri uma exceção num curso que fiz e… GOSTEI!O importante é termos a mente aberta e dar o primeiro passo para experimentar e insistir se necessário for. Porque só assim conseguimos tirar a teima se é simplesmente um ‘não gostar’ daqueles de quem nunca provou, ou um ‘não gostar’, à séria, de quem não suporta o ingrediente x ou y.As framboesas entraram na minha vida este ano. E era daquelas antipatias crónicas. Era comum ouvirem dizer-…