Avançar para o conteúdo principal

Dia um... Na cozinha! - pizza!

Amo pizza. Com todos os poros do meu corpo. É MESMO a minha comida preferida. E considero que o mundo seria muito triste e cinzento se a pizza não tivesse sido inventada. Estou eternamente agradecida a quem a inventou e me arranca um sorriso parvo da cara sempre que vejo uma! Não ha nada que não goste! Adoro o tomate, adoro a massa, adoro o queijo... Os três juntos é digno do céu!

Desde que tenho casa em Milfontes aprendi mais ainda (nem pensei que fosse possível) a adorar pizza. Não há uma vez em que cá venhamos que não façamos pizza caseira. Um ato de enorme amor e descontração feito a três na cozinha, seja Verão ou Inverno. Farinha pelo ar (e pela roupa), mãos oleadas de azeite, a escolha dos ingredientes... É uma tradição só nossa que simboliza muito para nós já que tiramos um imenso prazer destes momentos em família.

Deve ter sido das primeiras coisas que a minha esquisita gostou e o ato de poder personalizar a cobertura ao seu gosto pessoal, fez com que gostasse ainda mais de pizza e pedisse para fazermos sempre que cá chegamos.

E quando esta manhã nos levantamos e vimos que o tempo estava farrusco, a decisão sobre o que seria o almoço não foi difícil de tomar. Fomos comprar alguns ingredientes, viemos para casa e amassamos a massa. Deixámos que levedasse com toda a impaciência do mundo e esticamos com o rolo da massa com a precisão possível de quem prefere algo rústico, estendido pela filha de 4 anos, do que algo perfeitamente redondo e profissional. Depois foi só escolher os ingredientes e a quantidade de cada. Uma rodela de chourição para a pizza, outra para a boca da Joana... E quando damos conta estamos todos de volta do forno à espera que apite e nos dê autorização para comer.

Assim, a proposta de hoje, para um dia chuvoso e uma tarde em família, é mesmo levar a família para a cozinha e fazer pizzas! Desliguem as TV, IPAD e companhia e usufruem do prazer de fazer algo em família.

Não considerem as receitas abaixo receitas fechadas, são algumas das sugestões possíveis e usem nas quantidades que gostam.

Quem for verdadeiramente impaciente utilize massa de pizza de compra, mas recomendo verdadeiramente a fazerem de raiz. Compensa. Já o molho de tomate, ainda que goste de fazer caseiro, há algo no mercado que me enche as medidas e que utilizo com frequência por ser delicioso - Compal da Horta. Um substituto perfeito e tão caseiro como se fosse feito por si.

Por todo este simbolismo e importância que a pizza tem para mim e para a minha família, seria impensável faltar ao Dia um... Na cozinha!

______________________

Pizzas para todos

[serve 3 comilões]


Ingredientes:


Para a massa:

- 1 saqueia de fermipan (fermento seco para pão)

- 400 gr de farinha T65

-3 colheres de sopa de azeite

- 200 ml de água morna

- 1 colher de chá de sal

- 1 colher de chá de açúcar


Para o recheio:

- Compal da Horta qb (ou molho de tomate caseiro)

- 2 ovos

- queijo mozzarela qb

- queijo emmental qb

- chourição qb

- fiambre qb

- bacon qb

- pimento vermelho qb

- cogumelos frescos qb

- oregãos qb

- sal fino qb

- alho qb


Preparação:

Dissolva o melhor que conseguir o fermento na água tépida (se estiver demasiado quente, a massa não leveda). Misture o sal, o azeite e o açúcar e junte a farinha. Amasse bem até obter uma massa bem elástica. (Se utilizar a Bimby, programe 6 minutos, velocidade espiga).

Deixe levedar 1 a 2 horas num recipiente untado com azeite e tapado com película aderente.

Findo o tempo, divida a massa em três porções. Pré aqueça o forno a 200º.

Numa bancada untada com azeite estique cada uma das porções até que a massa esteja bem fininha. Passe para cima de um papel vegetal. Distribua um pouco do molho de tomate por cima e queijo mozzarela.

A partir daqui é fazer um bocadinho ao gosto de cada um. A pizza da minha princesa tinha fiambre cortado em tiras e chourição que cortei com um cortador de bolachas para que fique em forma de estrela. Só para ser diferente e divertido.

A minha tem sempre de ter ovo (acho que lhe chamam Vesuvio). De resto, ao molho de tomate e ao queijo adicionei pimento vermelho e cogumelos fatiados e meio dente de alho muito picadinho. Temperei com um pouco de sal fino, oregãos secos e finalizei com um pouco mais de queijo mozzarela e emmental.

A do Mário tinha chourição, fiambre e bacon e também cogumelos e pimento vermelho. Finalizou com o ovo, um pouco de sal e oregãos.

As três pizzas foram ao forno a 200º cerca de 12 minutos. Se pretendermos o ovo bem cozinhado colocamos logo no inicio. Se pretendermos que a gema escorra, coloque a meio do tempo de forno.

As nossa foram feitas em cima de uma base de pedra, que mandamos fazer numa pedreira. Faz toda a diferença.

Ficaram fantásticas e o festim em família não decepcionou!

_______________________


 

Comentários

  1. Ficou com um ar tão apetitoso!

    ______________________
    Ana Teles | Telita
    blog: Telita na Cozinha

    ResponderEliminar
  2. Que delicia,nunca juntei ovo mas os restantes ingredientes são perfeitos.
    Bom fim de semana

    ResponderEliminar
  3. Aspecto delicioso mesmo, também adoro pizza

    beijinho e bom resto de fim de semana!

    ResponderEliminar
  4. Que bom aspecto, Sónia. Ainda por cima, feita a três! Só pode ter ficado deliciosa, a julgar pelos ingredientes!
    Gostei do nome da pizza...é definitivamente um excelente nome!
    Beijinho

    Sílvia
    http://bocadinhosdeacucar.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. Que maravilha, fiquei encantada com o teu relato de um dia feliz e perfeito em familia.
    As pizzas só poderiam estar deliciosas, feitas com tanto amor.

    Beijinho

    Paula

    ResponderEliminar
  6. Olá....
    Que aspecto magnifico e deliciosa ;).... Vou tirar a minha fatia :D....
    Beijocas
    Leonor

    http://nacozinhadaleonor.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  7. Que belo aspeto, bem rústico e caseiro. Tem tudo o que se pode pedir numa comida de conforto e que, pelos vistos, já é uma espécie de tradição de família. Que bom !
    Bjn
    Márcia

    ResponderEliminar
  8. eu tambem gosto imenso de pizza e o meu molho tambem foi o refogado da horta da compal! é mesmoo bom!
    Gostei das pizzas, e aquele ovinho estava a chamar por mim!
    Beijinhos,
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  9. Ficaram lindas... rústicas e bem caseiras, como eu gosto!!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  10. Adorei especialmente por ser regada com muito amor =) beijinhos

    ResponderEliminar
  11. Adoro pizzas com ovo e estas têm mesmo bom aspeto ;) !!!
    Beijinhos,

    Vânia
    http://www.coisasecoisinhasdecomerechorarpormais.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  12. Adoro pizzas com ovos! Essa ficou bem ao meu gosto :-)
    ( por algum motivo não consigo seguir o blog, dá uma mensagem de erro!)

    ResponderEliminar
  13. Estranhíssimo! Mas ate tenho ideia que ja eras seguidora!

    ResponderEliminar
  14. Obrigado por tantos comentários simpáticos :-)

    ResponderEliminar
  15. Com o ovo ficam tão giras!!! Nunca fiz mas tenho de experimentar...
    Tentei seguir o blog mas "dá erro"... diz para tentar mais tarde!
    Depois volto!
    Bj
    http://asvariasfacesdaginja.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  16. Que coloridas e com óptimo aspecto ficaram, gosto dos ingredientes, o ovo está divinal, a pizza em forma de estrela a condizer com Milfontes, a chamar o Verão.
    Bjs

    ResponderEliminar
  17. Uma pizza deliciosamente caseira... maravilha!
    Bjs

    ResponderEliminar
  18. Maravilha de pizzas Sónia... pois que Milfontes é maravilhoso (a minha irmã passa férias há muitos anos em Milfontes e muitas vezes vamos lá de visita... adoro) e fazer pizzas assim na descontração é muito bom... :) adorei e adoro o formato das pizzas, ou o nao formato das pizzas...hehehehe... sabem muito melhor assim..

    beijinhos grandes
    Mafalda

    ResponderEliminar
  19. Sou como tu :) também acho que o mundo seria bem pior se não tivessem inventado a pizza. Hum, e com ovo, adoro!
    Bjs
    Paula
    Cookit-simple.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  20. Olá Sónia!
    O amor e o companheirismo são ingredientes indispensáveis na tua pizza. Gostei muito do que li e gostava de ter provado essa pizza.
    Beijinhos

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Pão

Pão... Fazer pão sempre foi para mim uma arte, uma técnica basilar e por essa razão sempre gostei de fazer o meu próprio pão, de experimentar receitas novas, de usar ingredientes novos, novas combinações. Embora não seja nascido no Alentejo, a minha familia é toda alentejana, os sabores sempre foram alentejanos e é a gastronomia com que mais me identifico, de onde o pão é quase a sua base culinária. 
Termos aderido a um novo conceito de alimentação, onde o trigo não entra, fez-me repensar o pão. Apesar de não precisar de pão na minha dieta, somos bombardeados de todo o lado pelo pão... nas reportagens televisivas sobre a Páscoa, nos restaurantes, nas feiras, etc., por isso resolvi pegar nas farinhas aprovadas na alimentação paleo e fazer o meu próprio pão. 
Peguei nos vários conceitos que li sobre o pão, nas várias experiências falhadas nestes meses e produzi o meu Pão, sem glutén, sem trigo e saboroso... nham. Ficou um bocadinho achatado, mas acreditem que ótimo de sabor. 
E é com est…

Aguardentes & Licores

O ano passado lancei-me na 'arte' de fazer licores para oferecer nos cabazes de Natal. Comprei uma aguardente de boa qualidade e segui duas receitas publicadas na revista da Bimby "Momentos de Partilha". O resultado final foi muito apreciado pelos convivas a quem ofereci, já que por casa ninguém é apreciador de álcool, nem nas maçãs assadas (felizmente só se estraga uma casa) e por isso nem provamos o resultado final.Este ano tentei perceber um pouco mais sobre este universo das aguardentes (a base dos licores). Em jeito de 'Resumo' tenha em atenção o seguinte:O primeiro factor a ter em consideração, quando se faz um licor, tem a ver com o teor alcoólico da aguardente porque a quantidade de água e açúcar que se vai utilizar depende disso. Isto é, se tiver um teor de álcool de 40º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar cerca de 500 gr de açúcar e 650 ml de água. Se tiver um teor de álcool de 70º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar a mesma prop…

Cheesecake aldrabado

Se o mote da nossa vida fosse sempre simplificar, tudo seria mais simples... E delicioso.
Num destes finais de dia fiz Granola. Estava a arrefecer em cima da banca quando começamos a jantar. O cheirinho aromático fez-me ter vontade de improvisar algo para a sobremesa. 
Demorou pouco mais de 30 segundos. Sabia o que tinha no frigorífico. Requeijão de cabra, doce de morango e framboesa... Claro que só podia sair um cheesecake aldrabado. Não tivesse logo eu pensado nele quando comprei o requeijão e as framboesas... Embora estivesse longe de imaginar que a falta de tempo me impossibilitasse de fazer a versão tradicional mas fizesse chegar até mim uma alternativa à altura. O risco é só mesmo ser demasiado rápido de fazer e bom demais. Tão bom que enquanto eu tirava fotos do meu, o marido já estava a comer a segunda taça! Brutal!





Cheesecake aldrabado
Ingredientes: - Granola a gosto (ESTA) - requeijão de cabra a gosto - doce de morango e framboesa a gosto (ESTE) - framboesas para decorar
Preparação: E…