Avançar para o conteúdo principal

Primeiro bundt cake!

Estamos sempre a aprender! Sempre! E é maravilhoso… Saber que o conhecimento é ilimitado e que todos os dias acordamos a saber muito menos do que quando nos deitamos! Pelo menos comigo é assim e estou sempre sedenta de aprender. Sou uma curiosa compulsiva o que acabou por ser decisivo até na minha profissão. Não hesitei em deixar uma carreira pseudo de sucesso em mercados financeiros, numa sala de mercados, para dar uma volta de 180º e aceitar o desafio de trabalhar em auditoria… Quando anunciei a mudança houve até quem me perguntasse, entre dentes, se tinha feito alguma asneira e estava a ser castigada por isso. Vá-se lá saber porquê ou como nasceram, mas há tabus estranhos, ideias pré formadas que acho que nos acompanham desde os tempos em que ainda pulávamos de galho em galho nas árvores… Dando-me por vezes aquela sensação de sentir que pouco evoluímos.

Pois claro que se todos gostarem do azul, o verde não faria sentido existir. E se para alguns eu tinha uma profissão de sonho, a verdade é que 12 anos de mercados financeiros já pouco me tinham a ensinar e queria conhecer um pouco mais dos outros lados do banco. E se há um sitio onde isso se conhece, é na auditoria… Não na auditoria=chibaria que algumas pessoas insistem em associar. Mas na auditoria enquanto ferramenta de melhoria continua numa organização, em que cada projeto é um projeto, em que hoje olhamos para o marketing e amanhã estamos a olhar para outro tema que nada tem a ver… Todos os dias é um desafio e todos os dias se aprende algo novo. Haverá uma profissão mais adequada para mim????

Pois bem, voltando à cozinha, tudo isto para vos contar que de há uns meses para cá a febre dos Bundt Cakes inundou os blogs de culinária em geral e eu fiquei bem triste porque, sem tempo e em dieta, poucas motivações tinha para arranjar um tempo, nas minhas novas rotinas laborais, para aprender o que era um bundt cake e fazer um. Para além de que, em termos logísticos, é necessário uma forma especial, que lhe dá o nome e eu não tinha…

Depois de falar com a mãe portuguesa dos Bundt Cakes, a Mena do blog ‘As aventuras de uma mamã’ e de ter lido o artigo dela no Cooking World aprendi um pouco mais sobre o tema. Assim que a Metalúrgica pôs o seu site online em funcionamento, comprei uma forma de Kugelhof e pus mãos à obra, seguindo à risca as dicas da querida Mena: ingredientes à temperatura ambiente, bater bem a manteiga e bater bem entre cada adição de ovos e deixar arrefecer antes de desenformar.

A ideia original era seguir uma receita já existente de bundt cake… Até porque se era a primeira vez e dado que nunca provei nenhum, não saberia distinguir um bundt de um bolo normalíssimo… Mas depois todas as receitas que via faltava-me um ingrediente qualquer, ou tinham demasiada manteiga e a verdade é que não queria sair muito da linha orientadora… Desde que andamos a ‘tentar comer melhor’ os ingredientes que abundam mais cá por casa são os legumes… E assim que vi a enorme quantidades de cenouras e courgetes no frigorífico, acabadas de chegar do PROVE, achei que seriam ingredientes fantásticos para utilizar num bundt cake… À falta de uma receita que me enchesse as medidas e cobrisse os ingredientes que queria utilizar, acabei por me deixar inspirar por esta AQUI e esta AQUI! Como podem ver, não segui praticamente nada, limitei-me a orientar pelos passos seguidos e pouco mais… E tenho de vos dizer que AMEI! Ou melhor AMAMOS! Todos cá em casa adoramos este pseudo bundt cake. Chamo-lhe pseudo porque não sei que textura deve ter um bundt cake… Vou ter de esperar que uma menina que já tenha experimentado um, se aventure a seguir esta minha receita e me diga se é assim que deve saber um bundt. Seja bundt ou não, adoramos e será para repetir muitas e muitas vezes.

Obrigado Mena por me ajudares neste assunto! Já aprendi mais qualquer coisa nova!

Aproveito também para vos recomendar uma visita ao site da empresa Metalúrgica. As formas são absolutamente fantásticas. O preço não é exorbitante, mas a qualidade é do melhor. Achei a relação qualidade-preço bem acima da média o que acabou por ser uma enorme surpresa positiva! Já para não dizer que se trata de uma empresa portuguesa!!!!! Nestas coisas penso que é importante impulsionar o que é nosso e incentivar aqueles que fazem da qualidade uma meta – como é o caso.

___________________________

Bundt cake de courgete e cenoura com caramelo de mel


Ingredientes:


Para o bolo:

- 200 gr de cenoura

- 350 gr de courgete

- 175 gr de manteiga à temperatura ambiente

- 200 gr de açúcar

- 4 ovos M à temperatura ambiente

- 300 gr de farinha Branca de Neve

- 1 colher de chá de bicarbonato de sódio

- 1 colher de chá de fermento para bolos

- 1 colher de café de sal


Para o caramelo:

- 125 gr de açúcar

- 60 gr de mel multifloral*

- 2 colheres de sopa de água

- 45 gr de leite magro

- 30 gr de Becel Líquida


* Mel de Portugal


Preparação:

Pré-aqueça o forno a 160º.

Coloque a cenoura, descascada, cortada em pedaços no copo da Bimby e programe 5 segundos, velocidade 5. Retire e reserve.

Coloque a courgete, descascada, cortada em pedaços no copo da Bimby e programe 4 segundos, velocidade 5. Retire e reserve.

Aplique a borboleta no copo da Bimby e coloque a manteiga e programe 1 minuto, velocidade 3 e ½. Junte o açúcar e bata mais 2 minutos, velocidade 3 e ½.

Programe mais 2 minutos, velocidade 2 e ½, e vá adicionando os ovos, uma a um, deixando bater um pouco entre cada adição.

Verta para um recipiente largo e reserve.

Num outro recipiente, misture a farinha, o fermento, o bicarbonato e o sal. Adicione esta mistura, peneirada, ao creme reservado, alternado com colheradas de courgete e cenoura ralada. Não bata os ingredientes (para não ativar o glúten da farinha), envolva apenas com uma espátula, com movimentos de baixo para cima.

Unte bem uma forma de bundt cake e polvilhe com um pouco de farinha. Verta a massa do bolo na forma e leve ao forno por 45 minutos. Faça o teste do palito e se sair limpo, retire e deixe arrefecer o bolo dentro da forma por 10 minutos. Findo o tempo, desenforme para cima de uma rede e deixe arrefecer.

Faça o caramelo. Numa frigideira anti-aderente coloque o açúcar, o mel e a água e deixe cozinhar em lume brando até obter um caramelo claro. Tire do lume e junte muito lentamente (cuidado com os salpicos) o leite e a manteiga. Leve novamente ao lume brando e deixe engrossar apenas uns minutinhos (3 a 4 minutos). Se deixar demasiado tempo, o caramelo irá ficar demasiado duro quando arrefecer.

Deixe arrefecer ligeiramente e verta sobre o bolo.


Alternativa de Preparação:

Pré-aqueça o forno a 160º.

Rale a cenoura, descascada. Reserve.

Faça o mesmo com a courgete, descascada e reserve também.

Bata a manteiga até obter uma pasta. Junte o açúcar e bata até conseguir uma massa fofa e alta.

Adicione os ovos, um a um, batendo bem entre cada adição.

Verta para um recipiente largo e reserve.

Num outro recipiente, misture a farinha, o fermento, o bicarbonato e o sal. Adicione esta mistura, peneirada, ao creme reservado, alternado com colheradas de courgete e cenoura ralada. Não bata os ingredientes (para não ativar o glúten da farinha), envolva apenas com uma espátula, com movimentos de baixo para cima.

Unte bem uma forma de bundt cake e polvilhe com um pouco de farinha. Verta a massa do bolo na forma e leve ao forno por 45 minutos. Faça o teste do palito e se sair limpo, retire e deixe arrefecer o bolo dentro da forma por 10 minutos. Findo o tempo, desenforme para cima de uma rede e deixe arrefecer.

Faça o caramelo. Numa frigideira anti-aderente coloque o açúcar, o mel e a água e deixe cozinhar em lume brando até obter um caramelo claro. Tire do lume e junte muito lentamente (cuidado com os salpicos) o leite e a manteiga. Leve novamente ao lume brando e deixe engrossar apenas uns minutinhos (3 a 4 minutos). Se deixar demasiado tempo, o caramelo irá ficar demasiado duro quando arrefecer.

Deixe arrefecer ligeiramente e verta sobre o bolo.

______________________

 

Comentários

  1. Hoje estou naqueles dias, não. Mas muito mais do que não acho eu! E no trabalho o dia é simplesmente horrivel... E depois liga-se o pc, no Facebooki, e damos com os olhinhos nesta maravilha!! Sim porque está uma maravilha!! E mais quando se vê pelo meio o nome de uma Mamã!! :))
    É tão bom saber que tu experimentas e acreditas nas minhas receitas!! O truqe dos bundt's apanhaste todos e não leste na diagonal e esse é o segredo!!!
    Adorei a mistura da cenoura e courgette! Mas o que me pos aqui aos saltos, foi esse molho tentador!!! Ai jasus!!
    Um beijinho muito grande!!

    ResponderEliminar
  2. Que maravilhoso está esse bundt!
    beijinhos e um bom dia :)

    ResponderEliminar
  3. Que maravilha... tenho de experimentar o bundt! E esse caramelo de mel!?? Delícia...
    Beijinhos, bom fim de semana alongado! :)

    ResponderEliminar
  4. Bom dia!
    Ficou um bundt lindo... um orgulho! Adorei a textura e a cor, irresistíveis!
    Bjs e bom fim de semana!

    ResponderEliminar
  5. Tenho MESMOOOOOO de experiementar ... :( Ainda não provei , nem fiz ...mas delicio-me com os Bundt da Mena ... Ficam lindos e apetitosos! Assim como este teu . E esta cobertura ... For crying out loud !!! QUE MARAVILHA!!!!!!!

    Beijos grandes e bem doces !

    ResponderEliminar
  6. Aqui há uns dias, andei pela Baixa à procura da forma perfeita para fazer este bolo.
    Um dia destes, aventuro-me nas da Metalúrgica. Têm formas tão lindas.

    Claro que, como sempre, o teu bolo dá vontade de roubar uma fatia. :)

    ResponderEliminar
  7. Adorei o teu bundt com um interior mesmo tentador. Nunca fiz nenhum, porque ainda não tenho a forma certa :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. E incrivel como o nosso percurso de vida por vezes da voltas...O teu primeiro bundt sai muitssimo bem. O aspecto e delicioso.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Que bolo maravilhoso!!! pesudo ou não quero uma fatia!!!
    Beijinhos
    http://sudelicia.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  10. Que maravilha, ok vou confessar que não é tão mau como pensava :) Courgette e Cenoura são legumes, logo :)

    Está com um aspeto divinal, lindo e apelativo hummmm

    Beijos

    ResponderEliminar
  11. Ficou lindo o teu primeiro bundt!!
    Cenoura e curgete ficam tão bem em bolo, que belo interior.
    E esse molho de caramelo, fabuloso.
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  12. Querida seja bundt cake original ou não, ficou lindo e com um interior fantástico, fiquei cheia de vontade de provar, ai como me sabia bem agora uma fatia com um cházinho :P

    Beijinhos,
    Joana

    ResponderEliminar
  13. Que delicia de bolo :P
    Adorei essa receita de caramelo.

    Bjks

    ResponderEliminar
  14. Não páras de surpreender!
    Gostei de conhecer um pouco mais de ti e deste bundt cake saudável! Vou ali preparar um chá, que levo uma fatia... E essa cobertura?!... Até já vou a falar sozinha...
    Um beijinho,
    A Cozinheira

    http://danossacozinha.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  15. Parece ser DELICIOSO... Huuuuuuuuuuuummmmmmmmmmmmmm!!!
    Tenha um Bom Fim de Semana :0)
    Beijos Márcia (Rio de Janeiro - Brasil)

    http://decolherpracolher.blogspot.com

    ResponderEliminar
  16. Sem dúvida um bundt fantástico e a certeza que os Bundt´s viraram moda neste mundo culinário :) fizeste uma adaptação incrivel das receitas que pesquisaste e a forma tendo qualidade faz maravilhas. Eu própria vou comprar algumas quando for aí de férias pois a fábrica é na mesma localidade onde vivem os meus pais :)
    E quanto ao teu percurso, nem que sejamos velhinhos com 70 anos vamos sempre a tempo de fazer aquilo que mais gostamos!

    beijinhos e bom domingo!

    ResponderEliminar
  17. Ola!! Tinha esta receitinha em vista para fazer, e como hoje passei no jumbo.. lembrei me de ir ver se encontrava uma tal forma especial. Tive agradavel surpresa que a dita cuja forma kugelhof da metalurgica estava em promoçao :-P e trouxe a comigo por 3,99€. Agora é por maos à obra ;-)
    Beijinhos
    Silvia, Alenquer

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que sorte Silvia! A minha custou bem mais cara :-(. Se experimentar a receita conte-me depois se gostou, sim? Um beijinho

      Eliminar
    2. Bolinho feito para aproveitar mais um fim de semana com a família...
      E tenho de me confessar... já lhe roubei uma fatiazinha...
      Obrigada pelas tuas receitas, sempre fantásticas.
      Beijinhos e bom fim de semana
      Sílvia, Alenquer

      Eliminar
    3. Estou para aqui que nem posso de tanta ansiedade! Foi aprovado? Gostaram?

      Eliminar
  18. eheheh...
    SIM aprovadissimo!!!
    continua que aqui a mini chef anda a seguir te, de ferias mas a seguir!
    beijinhos
    Silvia, Alenquer

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Aguardentes & Licores

O ano passado lancei-me na 'arte' de fazer licores para oferecer nos cabazes de Natal. Comprei uma aguardente de boa qualidade e segui duas receitas publicadas na revista da Bimby "Momentos de Partilha". O resultado final foi muito apreciado pelos convivas a quem ofereci, já que por casa ninguém é apreciador de álcool, nem nas maçãs assadas (felizmente só se estraga uma casa) e por isso nem provamos o resultado final.Este ano tentei perceber um pouco mais sobre este universo das aguardentes (a base dos licores). Em jeito de 'Resumo' tenha em atenção o seguinte:O primeiro factor a ter em consideração, quando se faz um licor, tem a ver com o teor alcoólico da aguardente porque a quantidade de água e açúcar que se vai utilizar depende disso. Isto é, se tiver um teor de álcool de 40º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar cerca de 500 gr de açúcar e 650 ml de água. Se tiver um teor de álcool de 70º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar a mesma prop…

Pão

Pão... Fazer pão sempre foi para mim uma arte, uma técnica basilar e por essa razão sempre gostei de fazer o meu próprio pão, de experimentar receitas novas, de usar ingredientes novos, novas combinações. Embora não seja nascido no Alentejo, a minha familia é toda alentejana, os sabores sempre foram alentejanos e é a gastronomia com que mais me identifico, de onde o pão é quase a sua base culinária. 
Termos aderido a um novo conceito de alimentação, onde o trigo não entra, fez-me repensar o pão. Apesar de não precisar de pão na minha dieta, somos bombardeados de todo o lado pelo pão... nas reportagens televisivas sobre a Páscoa, nos restaurantes, nas feiras, etc., por isso resolvi pegar nas farinhas aprovadas na alimentação paleo e fazer o meu próprio pão. 
Peguei nos vários conceitos que li sobre o pão, nas várias experiências falhadas nestes meses e produzi o meu Pão, sem glutén, sem trigo e saboroso... nham. Ficou um bocadinho achatado, mas acreditem que ótimo de sabor. 
E é com est…

Cheesecake aldrabado

Se o mote da nossa vida fosse sempre simplificar, tudo seria mais simples... E delicioso.
Num destes finais de dia fiz Granola. Estava a arrefecer em cima da banca quando começamos a jantar. O cheirinho aromático fez-me ter vontade de improvisar algo para a sobremesa. 
Demorou pouco mais de 30 segundos. Sabia o que tinha no frigorífico. Requeijão de cabra, doce de morango e framboesa... Claro que só podia sair um cheesecake aldrabado. Não tivesse logo eu pensado nele quando comprei o requeijão e as framboesas... Embora estivesse longe de imaginar que a falta de tempo me impossibilitasse de fazer a versão tradicional mas fizesse chegar até mim uma alternativa à altura. O risco é só mesmo ser demasiado rápido de fazer e bom demais. Tão bom que enquanto eu tirava fotos do meu, o marido já estava a comer a segunda taça! Brutal!





Cheesecake aldrabado
Ingredientes: - Granola a gosto (ESTA) - requeijão de cabra a gosto - doce de morango e framboesa a gosto (ESTE) - framboesas para decorar
Preparação: E…