Avançar para o conteúdo principal

Limão

Fiquei imensamente contente quando os meus pais plantaram um limoeiro. Comecei a imaginar logo que teria limões sempre que queria e precisava e acima de tudo não teria de pagar mais de 2€ o kg no supermercado, o que considero um verdadeiro roubo.

O que não esperava é que me chegassem a casa de uma só vez mais de 15 kg de limões... E confesso que já não sei o que fazer para escoar tanto limão.

A sugestão de hoje não poderia deixar de usar limões... E acreditem que um bolinho feito de improviso, como este acabou por ser, revelou-se uma verdadeira surpresa deliciosa.

Na verdade há bolos de limão fantásticos, ou mesmo tartes de limão... Mas não queria usar manteiga... Assim, tentei dar a volta ao assunto com um pouco de leite de coco e curgete. Resultou muitoooooooooo bem.

Se experimentarem não deixem de me contar o que acharam. Por aqui adoramos. E por aí?

______________________

Bolo de limão


Ingredientes:

- 4 ovos M

- 250 gr de açúcar amarelo

- raspa de 1limão

- sumo de 2 limões (70 ml)

- 150 gr de leite de coco

- 250 gr de farinha para bolos

- 1 colher de chá de fermento em pó

- 1/2 curgete ralada (160 gr)


Preparação:

Bata os ovos com o açúcar até obter uma mistura alta e fofa (cerca de 5 m).

Adicione a raspa, o sumo de limão e o leite de coco e bata mais um pouco até estar tudo bem ligado.

Junte a farinha e o fermento e bata em velocidade medida por cerca de 5 minutos.

Unte uma forma de buraco (usei ESTA que adoro da Metalurgica) com um pouco de manteiga e polvilhe com farinha.

Junte a curgete ralada com casca à massa do bolo, sem bater, misturando bem. Verta a massa para a forma untada e leve ao forno por cerca de 45 minutos ou até que o palito saia limpo.

___________________________

 

Comentários

  1. Adoro tudo o que leve limões (podes mandar uns kilos à vontade hehehe). Ficou lindo este teu bolinho,

    beijinho e bom resto de domingo!

    ResponderEliminar
  2. Que bolo maravilhoso! Tenho ali alguns limões, acho que vou fazer! Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Adoro limão e um dia quero ter o meu limoeiro :) tenho na família mas há algo de feliz quando penso em ter o meu :D rsrsrs Adoro o teu bolinho ficou lindo!!! Essa forma faz um formato giro de bolo.
    Bjs
    Ana
    http://www.receitasfaceisrapidasesaborosas.pt/

    ResponderEliminar
  4. Olá :)

    Chegou o Swonkie, uma plataforma de gestão de Redes Sociais onde consegues escrever e publicar os teus posts do Blog com análise de SEO e partilhar ou agendar em várias redes sociais em segundos. Consegues ainda ter as estatísticas das tuas publicações e acesso à nossa comunidade de Bloggers.

    Gostaríamos de te convidar a usar o Swonkie com o teu Blog.

    O Swonkie é o melhor amigo dos Bloggers, e desenhamos isto a pensar em Blogs como o Uma Pedra de Sal.

    A nossa equipa estará em Swonkie.com para te conhecer. Contamos então contigo :) ?

    P.S - Tivemos de entrar em contacto contigo porque não encontramos o teu email no blog.

    Até Já

    Equipa Swonkie

    ResponderEliminar
  5. Olá ,

    Chegou o Swonkie, uma plataforma de gestão de Redes Sociais onde consegues escrever e publicar os teus posts do Blog com análise de SEO e partilhar ou agendar em várias redes sociais em segundos. Consegues ainda ter as estatísticas das tuas publicações e acesso à nossa comunidade de Bloggers.

    Gostaríamos de te convidar a usar o Swonkie com o teu Blog.

    O Swonkie é o melhor amigo dos Bloggers, e desenhamos isto a pensar em Blogs como o " Uma Pedra De Sal ".

    A nossa equipa estará em Swonkie.com para te conhecer. Contamos então contigo :) ?

    P.S - Tivemos de entrar em contacto contigo porque não encontramos o teu email no blog.

    Até Já.

    Equipa Swonkie

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Aguardentes & Licores

O ano passado lancei-me na 'arte' de fazer licores para oferecer nos cabazes de Natal. Comprei uma aguardente de boa qualidade e segui duas receitas publicadas na revista da Bimby "Momentos de Partilha". O resultado final foi muito apreciado pelos convivas a quem ofereci, já que por casa ninguém é apreciador de álcool, nem nas maçãs assadas (felizmente só se estraga uma casa) e por isso nem provamos o resultado final.Este ano tentei perceber um pouco mais sobre este universo das aguardentes (a base dos licores). Em jeito de 'Resumo' tenha em atenção o seguinte:O primeiro factor a ter em consideração, quando se faz um licor, tem a ver com o teor alcoólico da aguardente porque a quantidade de água e açúcar que se vai utilizar depende disso. Isto é, se tiver um teor de álcool de 40º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar cerca de 500 gr de açúcar e 650 ml de água. Se tiver um teor de álcool de 70º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar a mesma prop…

Molho cervejeira

Quem estuda economia ou gestão costuma falar sobre a curva de crescimento das empresas. Na verdade, todas as empresas têm o seu momento de crescimento, expansão e algures no tempo, a estagnação e a morte. Mais cedo, ou mais tarde, é o que acontece. Claro que há empresas que levam mais tempo do que outras a chegar ao declínio… Veja-se a Coca-cola, veja-se a MacDonalds… Independentemente da concorrência, são empresas com história que se mantêm até hoje como lideres, que ultrapassaram todos os momentos de expansão e contração da economia.Em minha opinião isto acontece por variadas razões, seja pela gestão, pelas ações de marketing, pela publicidade, mas acima de tudo, pelo segredo que os seus produtos encerram. Pela inovação que trouxeram quando chegaram ao mercado.Tentando passar isto para o panorama nacional, veja-se a Portugália e o seu molho que se mantém inalterado desde sempre (dizem). Passou de uma cervejaria de Lisboa, a uma cadeia de restaurantes espalhada por todo o país. Ainda…

Licor de framboesa

Já referi aqui algumas vezes o quanto os meus gostos têm mudado ao longo da vida. Disso foi esse exemplo este ano ter aprendido a gostar de maracujá e frutos vermelhos. Mas muitos outros exemplos houve e a verdade é que à medida que vamos evoluímos, os nossos gostos também evoluem.Para mim o grande salto aconteceu quando comecei a cozinhar. Não gostava de cebola, ervas aromáticas, pimentos, favas, cogumelos, enfim. A lista era infindável. E a verdade é que até mesmo carne de vaca, que já não comia há mais de 15 anos, por não suportar o sabor, no outro dia abri uma exceção num curso que fiz e… GOSTEI!O importante é termos a mente aberta e dar o primeiro passo para experimentar e insistir se necessário for. Porque só assim conseguimos tirar a teima se é simplesmente um ‘não gostar’ daqueles de quem nunca provou, ou um ‘não gostar’, à séria, de quem não suporta o ingrediente x ou y.As framboesas entraram na minha vida este ano. E era daquelas antipatias crónicas. Era comum ouvirem dizer-…