terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Limão de conserva

Adoro citrinos. Bom, talvez seja melhor reformular… Adoro o cheiro das flores destas árvores de fruto… O aroma das cascas, o toque diferente que dão a tudo. Gosto de lima, de limão e laranja, para temperar, para aromatizar, em chás, em bolos, em compotas, hummm. Gosto também muito de tangerinas e clementinas, para comer até ter a barriga cheia. Sim, gosto MESMO de citrinos!

Por tudo isto, na minha varanda resolvi plantar uma laranjeira e um limoeiro. Do alto da minha inocência e ingenuidade, sonhei com o aroma doce das suas flores na primavera e com pequenos frutos que pudesse colher, já que não esperava abundância de duas árvores de fruto plantadas dentro de vasos, em vez de ser diretamente na terra. Gente de cidade é assim…

Mas flores nem vê-las, o mau tempo roubou as poucas que estavam ainda a brotar… E os frutos, bem… Nada, nem um para contar história.

Felizmente, porque a família e amigos sabem que adoramos citrinos, têm-nos feito chegar alguns, especialmente limões. Um saco da minha mãe, outro de uma vizinha da minha mãe e mais dois bem cheios de dois colegas de trabalho e de repente a fome virou fartura!

E quando a vida nos dá limões, ou fazemos limonada em barda (e damos cabo do fígado) ou "inventamos". Desta vez decidi inventar…

A desfolhar o livro "O livro essencial da cozinha mediterrânica" encontrei a solução para os meus limões – uma conserva!!! Ainda que não seja fã de comida marroquina, na verdade um dos ingredientes que mais gosto nas tajines/tagines (um prato típico marroquino), senão o único, é mesmo o aroma cítrico dos limões de conserva.

Foi só por mãos à obra. É bastante fácil de fazer e o sabor é mesmo delicioso. Em breve coloco aqui uma receita de frango que fez as delicias cá de casa.

O chato é mesmo ter de ter paciência e esperar cerca de 2 meses para que esteja pronto. Mas "não há bela sem senão", não é verdade?

E porque não incluir esta conserva dos vossos cabazes de Natal?

______________________

Limão de conserva [Hamad M’rakad]

[1 frasco de 1L]


Ingredientes:

- 5 a 6 limões pequenos de casca fina

- 250 a 300 gr de um bom sal grosso

- sumo de limão (o suficiente para encher o frasco)

- folhas de louro qb

- grãos de mostarda qb

- sementes de coentros qb


Preparação:

Lave muito bem os limões debaixo de água morna.

Adicione ao frasco folhas de louro, grãos de mostarda e sementes de coentros na quantidade que gostar.

Corte os limões em quartos, mas sem os separar, deixando a base agarrada ao caule. Retire os caroços visíveis e barre o interior com sal grosso. Feche os limões para que mantenham a sua forma e distribua no frasco apertando bem para que fique o mínimo espaço possível entre cada um. Coloque o sal restante dentro do frasco. Adicione sumo de limão até completar a capacidade do mesmo e feche.

Vire o frasco de cabeça para baixo algumas vezes para que todos os ingredientes se combinem e coloque num lugar com temperatura amena por cerca de 2 meses. Semanalmente repita o processo de combinar todos os ingredientes, virando o frasco de cabeça para baixo.

Os limões estarão prontos quando a película branca interior estiver da cor da casca exterior – amarela.

Quando estiverem prontos e no momento em que os irá consumir, deve passa-los bem por água, eliminar a polpa e cortar a casca bem fininha (sim, é só a casca que se irá consumir!).

Assim que abrir o frasco deve mantê-lo no frigorífico e não deverá demorar mais do que duas semanas a consumi-los.

___________________________

Receita inspirada no livro "O livro essencial da cozinha mediterrânica".

___________________________

 

1 comentário:

  1. Nunca fiz, nem nunca comi, mas achei bem interessante!
    Beijinhos,
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar