sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Cozedura lenta

Quem cozinha por norma e gosta de o fazer sabe que a qualidade dos produtos é 90% do sucesso de um prato. Quando falamos em pratos de carne, é de sobremaneira importante pedirmos o que queremos aos especialistas, a quem lida com carne todos os dias. Eu tenho a sorte de me abastecer no melhor talho do mundo e arredores – Talho Fernandes & Morera em Linda-a-Velha. E o João, que é quem normalmente me atende, tem uma paciência infinita para os meus pedidos estranhos que vão desde os hambúrgueres sem vestígios de gordura, a todo o género de maluqueiras com que sonhei na semana anterior.

Para fazer este prato ele foi fundamental. Liguei-lhe e disse-lhe que tinha sonhado que cozinhava uma carne bem lentamente no forno e que queria, por isso, uma carne que se aguentasse a esse tempo de cozedura. E que gostava que a carne se desfiasse no fim com um garfo, sem dificuldade.

Ele nem pestanejou e soube exatamente o que eu queria. E a verdade é que o resultado final é a prova viva exatamente disso. Foi um sucesso. Ninguém se queixou que a carne estava seca. Ninguém se queixou por haver sobras no dia seguinte.

Posso não saber muito sobre carnes, mas conhecer quem saiba tudo sobre o assunto é uma enorme ajuda.

Como não sou fã de cabrito ou peru, estou a pensar fazer este prato novamente no Natal. Fica a sugestão!

_______________________________

Carne de porco em cozedura lenta

[ serve 6 pessoas]


Ingredientes:

- 1,5 kg de carne de porco (Ganso - chã de fora)

- 2 laranjas (raspa e sumo-220 gr)

- 1 cerveja

- 1 cebola

- 4 dentes de alho laminados

- 2 folhas de louro

- 2 cravinhos

- sal e pimenta qb

- 3 hastes de orégãos frescos

- 2 colheres de sopa de óleo

- 2 colheres de sopa de azeite


Preparação:

Pré-aqueça o forno a 160º.

Numa panela de ferro (que possa ir ao lume) aloure a carne em 2 colheres de óleo. O objetivo é que os sucos da carne fiquem dentro da mesma, fiquem selados. Retire, tempere com sal e pimenta a gosto e reserve.

Adicione à panela o azeite, o alho, o louro, os cravinhos e a cebola em luas. Deixe alourar. Junte a cerveja, o sumo e raspa da laranja e os orégãos frescos. Assim que levantar fervura, adicione a carne e tape.

Retire do lume e coloque no forno . Programe 3 horas e meia, sendo que os últimos 30 minutos a carne será cozinhada destapada.

Sirva acompanhada de uma salada, batatas fritas, arroz, o que quiser… Pode pegar num garfo e simplesmente desfiá-la. Se sobrar (o que duvido) pode fazer os wraps ou umas quesadillas mexicanas.

Foi a melhor refeição de carne que comi na minha vida.

_____________________________

 

1 comentário: