Avançar para o conteúdo principal

Enorme surpresa

Finalmente aconteceu ser escolhida para experimentar uma das marcas da youzz.net, antigos Embaixadores.

Estava ansiosa por experimentar o arroz da Uncle Ben's. Desde sempre me lembro da marca em publicidade na televisão e revistas. Nunca fez parte das escolhas lá de casa. Num país com tanta lezíria e cultura de arroz, a escolha óbvia recaía por uma marca nacional, também mais barata. E depois de ter a minha casa, as escolhas dos meus pais acabaram por influenciar as minhas...

O que não esperava é que a encomenda de arroz trazia também molhos pré-feitos da marca. Confesso que fiquei preocupada. Para o arroz estava preparada e tinha até expectativa. Agora, quem me conhece sabe que odeio comida pré-feita, enfrascada... Por isso, fiquei logo sem saber o que fazer com aquilo já que não tinha intenções de provar, ainda que o objetivo fosse mesmo experimentar, levar os outros a experimentarem e dar a nossa opinião.

É que logo para meu azar, odeio Chilli e odeio tudo o que seja agridoce... Estava mesmo sem saber o que fazer.

Bom, lá pedi ao Mário para servir de cobaia. Ja me estava a imaginar a cozinhar com uma mola no nariz, porque o molho agridoce, o primeiro que decidi escolher, normalmente leva vinagre e não suporto o cheiro do vinagre. Mas não... O aroma é na verdade delicioso...

Relutante, decidi fazer um frango agridoce... Cortei peito de frango em cubinhos, salteei no wok e aqueci uma parte do molho à parte para que o Mário experimentasse e desse a sua opinião, não queria estragar a carne com algo que nenhum de nós gostasse. Preparava-me para cortar uns pimentos e um ananás, quando me apercebi que o molho já trazia! Portanto, era só juntar o molho à carne.

Do alto da minha má vontade para com produtos embalados pensei "demasiado fácil de utilizar para ser bom ou sequer comparável com qualquer prato caseiro de comida".

Pois confesso que tive de engolir estas palavras e admitir que ADOREI o molho! Tem um brilho fantástico, um aroma delicioso e um sabor bastante equilibrado. O arroz extra longo foi o acompanhamento perfeito! Adorei! Bom, segui as instruções da embalagem e realmente as doses individuais são bastante práticas. Mas como as instruções eram omissas em relação ao sal, acabei por não por e achar o arroz extremamente insosso. Mesmo depois de por um pouco de sal refinado. Aconselho a juntarem umas pedras de sal grosso à agua de cozedura.

________________________

Frango agridoce

[serve 2 pessoas]


Ingredientes:

- 2 peitos de frango

- 1 colher de sopa de óleo de sésamo (ou azeite)

- 1 mão cheia de cajus (opcional)

- 1/2 frasco do molho agridoce da Uncle Bens's

- 1 dente de alho

- sal qb


Preparação:

Corte os peitos de frango em cubos e tempere com um pouco de sal, não em demasia porque o molho já é temperado.

Num wok bem quente deite o óleo e um dente de alho picadinho e salteie a carne e os cajus de forma a que o processo de caramelização ajude a ficar com uma cor bonita.

Quando estiver cozinhada junte cerca de meio frasco do molho agridoce da Uncle Ben's e deixe cozinhar até começar a borbulhar.

Sirva de imediato com arroz branco bem soltinho da Uncle Ben's (siga as instruções da embalagem, mas adicione sal à água de cozedura).

_______________________

 

Comentários

  1. Olá....
    Parabéns por teres sido escolhida :).....
    Que estrondoso aspecto e sugestão :D.....
    Beijocas
    Leonor

    http://nacozinhadaleonor.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Pois eu também sou como tu, odeio comida enfrascada e pré fabricada, mas se dizes que esse molho é bom, confio que o seja e o aspecto é de facto muito agradável à vista!
    Beijinhos,
    Lia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois acredita Lia, é mesmo fantástico. Nestas coisas so consigo dizer a verdade. No caso da milka a minha opinião nao foi tão boa, e olha que se eu adoro chocolate.... :-) é mesmo de experimentar.

      Eliminar
  3. O aspeto é realmente incrivel.
    Gosto muito de molho agridoce e vou procurar este para experimentar.
    Beijinhos
    Rosario
    http://come-bebe-sorri-e-ama.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Cá por casa adoramos refeições agridoces mas confesso que, tal como tu, odeio comprar esses molhos e esses frascos, especialmente no que toca ao molho agridoce porque é tão simples de fazer em casa e fica tão delicioso... :) Mas já comprei outros molhos, alguns mesmo por pura curiosidade e por não saber como se fazem em casa, e também fiquei surpreendida com alguns que continuo a consumir por vezes! Por isso acredito perfeitamente no que dizes... às vezes temos agradáveis surpresas ;)
    E essa refeição ficou com um aspeto bem tentador!
    Beijinhos,

    Vânia

    ResponderEliminar
  5. Ha'muito que não ouvia falar desse arroz.
    Parabéns por teres sido escolhida
    Eu adoro comida agridoce e achei a tua uma delicia
    bj

    ResponderEliminar
  6. É sempre bom quando temos produtos assim e ainda por cima os sabemos apreciar e gostar.Esta tua receita gosto muito. Bjs, Susana

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Aguardentes & Licores

O ano passado lancei-me na 'arte' de fazer licores para oferecer nos cabazes de Natal. Comprei uma aguardente de boa qualidade e segui duas receitas publicadas na revista da Bimby "Momentos de Partilha". O resultado final foi muito apreciado pelos convivas a quem ofereci, já que por casa ninguém é apreciador de álcool, nem nas maçãs assadas (felizmente só se estraga uma casa) e por isso nem provamos o resultado final.Este ano tentei perceber um pouco mais sobre este universo das aguardentes (a base dos licores). Em jeito de 'Resumo' tenha em atenção o seguinte:O primeiro factor a ter em consideração, quando se faz um licor, tem a ver com o teor alcoólico da aguardente porque a quantidade de água e açúcar que se vai utilizar depende disso. Isto é, se tiver um teor de álcool de 40º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar cerca de 500 gr de açúcar e 650 ml de água. Se tiver um teor de álcool de 70º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar a mesma prop…

Molho cervejeira

Quem estuda economia ou gestão costuma falar sobre a curva de crescimento das empresas. Na verdade, todas as empresas têm o seu momento de crescimento, expansão e algures no tempo, a estagnação e a morte. Mais cedo, ou mais tarde, é o que acontece. Claro que há empresas que levam mais tempo do que outras a chegar ao declínio… Veja-se a Coca-cola, veja-se a MacDonalds… Independentemente da concorrência, são empresas com história que se mantêm até hoje como lideres, que ultrapassaram todos os momentos de expansão e contração da economia.Em minha opinião isto acontece por variadas razões, seja pela gestão, pelas ações de marketing, pela publicidade, mas acima de tudo, pelo segredo que os seus produtos encerram. Pela inovação que trouxeram quando chegaram ao mercado.Tentando passar isto para o panorama nacional, veja-se a Portugália e o seu molho que se mantém inalterado desde sempre (dizem). Passou de uma cervejaria de Lisboa, a uma cadeia de restaurantes espalhada por todo o país. Ainda…

Tarte de maçã

Quando percebemos que este é o tipo de alimentação em que nos revemos uma das preocupações surgiu com as visitas para jantar. O que servir? 
Na verdade os amigos já mostram curiosidade assim que percebem que mudamos a forma de comer, embora achem que é uma moda passageira. Ainda assim, quando nos convidaram a primeira vez para almoçar ficaram apreensivos e ligaram a perguntar o que nos podiam servir ao almoço. Estavam verdadeiramente preocupados...
Claro que lhes explicamos que podiam fazer uma carne ou um peixe porque a única coisa que mudava era o acompanhamento. Aproveitei e ofereci-me para levar uma salada, que por sinal foi do agrado de todos, e ajudou a derrubar barreiras.
Num destes dias surgiu um jantar improvisado cá por casa com uns amigos de que gostamos muito. Para finalizar uma refeição soberba, que acho que foi do agrado de todos, fizemos uma tarte de maçã. Dizia-me a minha amiga "não sei como tens tantas ideias, eu nem sei por onde começar". Eu partilhei o meu se…