Avançar para o conteúdo principal

9ª edição - Dia um... Na Cozinha!

E dia 1 é dia de encher a blogosfera de cor e criatividade. É lançado um tema e é incrível a diversidade de receitas e ideias em torno do mesmo. Fico surpreendida a cada edição, porque, sem conversa prévia, conseguimos sempre que nunca haja receitas repetidas! Ora dê uma isto de olhos AQUI e veja a paleta de receitas desta e de outras edições.

Pois este mês o tema são as sopa e eu não poderia faltar já que não há semana em que não haja, pelo menos, duas diferentes!

Resolvi trazer um sopa de cor invernal, aconchegante. Simples, económica, rápida. Sem complicações. E uma delicia...

Até a minha princesa, curiosa, quis saber que legume fez a sopa ficar daquela cor. E foi vê-la comer cada colher num instante enquanto via na internet o que era uma beterraba e qual o seu aspeto.

Se a minha pequena esquisita comeu, acredito que qualquer criança coma. Faça o teste e veja a rapidez com que tem um shot de vitaminas... No forno!

___________________

Sopa de beterraba no forno

[serve 6 pessoas]


Ingredientes:

- 450 gr de abóbora em cubos

- 450 gr de curgete em cubos (com casca)

- 250 gr de beterraba

- 4 dentes de alho (com casca)

- sal, oregãos e azeite qb

- 750 gr de água

- 1 iogurte natural (opcional)

- rebentos de alho francês (opcional)


Preparação:

Pré-aqueça o forno a 200º.

Num tabuleiro de forno coloque um tapete de silicone (ou papel de alumínio) e espalhe os a abóbora e a curgete em cubos. Descasque a beterraba e proceda da mesma forma. Adicione os dentes de alho lavados, com casca, e tempere tudo com um pouco de sal e oregãos.

Leve ao forno por 30 minutos.

Findo o tempo, coloque todos os legumes no copo da Bimby, junte a água, azeite a gosto e programe, progressivamente, 1 minuto nas velocidade 3-5-7 para evitar salpicos e queimaduras.

Retifique temperos. Sirva de imediato ou, se gostar, junte colheradas de iogurte natural e rebentos de alho francês. O equilíbrio é perfeito já que o doce da beterraba é balanceado pelo acre do iogurte natural e o travo ácido dos rebentos de alho francês.

Alternativa de preparação:

Pré-aqueça o forno a 200º.

Num tabuleiro de forno coloque um tapete de silicone (ou papel de alumínio) e espalhe os a abóbora e a curgete em cubos. Descasque a beterraba e proceda da mesma forma. Adicione os dentes de alho lavados, com casca, e tempere tudo com um pouco de sal e oregãos.

Leve ao forno por 30 minutos.

Findo o tempo, passe todos os legumes (passe-vite, varinha mágica, robot de cozinha, etc.) e junte a água e azeite a gosto.

Retifique temperos. Sirva de imediato ou, se gostar, junte colheradas de iogurte natural e rebentos de alho francês. O equilíbrio é perfeito já que o doce da beterraba é balanceado pelo acre do iogurte natural e o travo ácido dos rebentos de alho francês.


Nota: como já tive hipótese de explicar, os rebentos de alho francês obtém-se colocando sementes de alho francês entre dois algodões humedecidos num copo. Após 4 dias vão começar a germinar. O algodão deve manter-se húmido, sem excessos. O sabor destes rebentos é intenso mas muito agradável.

_____________________

 

Comentários

  1. Que linda! Ando para fazer sopa de beterraba há séculos, vou guardar a tua receita. Beijo!

    ResponderEliminar
  2. Sónia concordo com você, hoje está um festival de cores e criatividade. Adoro sopa de beterraba, além de ficar uma cor linda. Parece deliciosa e com certeza o é, pois para a pequenina apreciar é por que ficou uma verdadeira maravilha. Adorei os brotinhos de alho francês. Fez toda a diferença e deu um belo visual. Bela participação. Beijinhos. Bom final de semana

    ResponderEliminar
  3. Que sopa deliciosa, Sónia. Vi a Donna Hay fazer uma sopa com legumes assados e achei que o toque de forno daria um sabor muito mais interessante à sopa.
    Adorei a tua sugestão. :)

    ______________________
    Ana Teles | Telita
    blog: Telita na Cozinha

    ResponderEliminar
  4. Que linda sopa!
    Claro que a princesa ficou encantada e comeu tudo! A cor fascina todos :)
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  5. Olá Sonia!
    Ficou linda a tua sopa, com uma cor fantástica, mesmo de abrir o paetite. Já à algum tempo que quero experimentra a beterraba na sopa, o sabor deve ser divinal. Depois de ver esta tua receita fiquei ainda mais com vontade de experimentar. ;)
    Beijinho.

    ResponderEliminar
  6. Que sopinha linda!
    Beijinhos,
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  7. Deliciosa e colorida sopinha Sonia, adorei!

    beijinho e bom resto de domingo!

    ResponderEliminar
  8. Olá Sónia: a cor é realmente maravilhosa e gosto muito de utilizar os legumes assados, acho que transmitem um sabor único às sopas. De beterraba nunca fiz, porque tenho uns esquisitos cá em casa,mas se a tua pequenota aprovou, os meus "grandões" também vão ter que o fazer ,rsrs.
    Bjn
    Márcia

    ResponderEliminar
  9. Olá, ficou com uma cor linda, e uma boa apresentação, tenho que experimentar em utilizar os legumes assados.
    Bjs

    ResponderEliminar
  10. Ficou com um aspecto divinal!
    Beijinhos
    Paula
    http://cookit-simple.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  11. Sónia, ficou linda a cor da tua sopa de legumes assados! Ando para experimentar há que tempos e acaba por me dar a preguiça...
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. Olá Sonia :)

    A cor vibrante e sedutora da tua sopa faz-me querer prová-la a todo o custo !
    Está muito linda, apetitosa e adorei a forma como a fizeste numa das suas etapas: no forno ! Obrigada pela tua excelente partiticipação ! :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  13. É certo e sabido que aqui encontramos sempre receitas diferentes e eu adorei esta sugestão de "sopa no forno".
    Bjs, Susana

    ResponderEliminar
  14. Interessante esta sopa no forno. E ficou muito apetitosa.

    Bjs

    ResponderEliminar
  15. Deve ser bem deliciosa a tua sopa.
    Adicionas a agua quente??
    Beijinho
    Paula

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Paula, usei água quente. Assim, fica logo pronto a usar. :-)

      Eliminar
  16. Adorei! Deve ter ficado uma sopa deliciosa! ;)
    Bjs

    ResponderEliminar
  17. Olá Sónia!
    Muito original e com uma finalização esplêndida. Adorei
    Beijinho

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Aguardentes & Licores

O ano passado lancei-me na 'arte' de fazer licores para oferecer nos cabazes de Natal. Comprei uma aguardente de boa qualidade e segui duas receitas publicadas na revista da Bimby "Momentos de Partilha". O resultado final foi muito apreciado pelos convivas a quem ofereci, já que por casa ninguém é apreciador de álcool, nem nas maçãs assadas (felizmente só se estraga uma casa) e por isso nem provamos o resultado final.Este ano tentei perceber um pouco mais sobre este universo das aguardentes (a base dos licores). Em jeito de 'Resumo' tenha em atenção o seguinte:O primeiro factor a ter em consideração, quando se faz um licor, tem a ver com o teor alcoólico da aguardente porque a quantidade de água e açúcar que se vai utilizar depende disso. Isto é, se tiver um teor de álcool de 40º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar cerca de 500 gr de açúcar e 650 ml de água. Se tiver um teor de álcool de 70º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar a mesma prop…

Molho cervejeira

Quem estuda economia ou gestão costuma falar sobre a curva de crescimento das empresas. Na verdade, todas as empresas têm o seu momento de crescimento, expansão e algures no tempo, a estagnação e a morte. Mais cedo, ou mais tarde, é o que acontece. Claro que há empresas que levam mais tempo do que outras a chegar ao declínio… Veja-se a Coca-cola, veja-se a MacDonalds… Independentemente da concorrência, são empresas com história que se mantêm até hoje como lideres, que ultrapassaram todos os momentos de expansão e contração da economia.Em minha opinião isto acontece por variadas razões, seja pela gestão, pelas ações de marketing, pela publicidade, mas acima de tudo, pelo segredo que os seus produtos encerram. Pela inovação que trouxeram quando chegaram ao mercado.Tentando passar isto para o panorama nacional, veja-se a Portugália e o seu molho que se mantém inalterado desde sempre (dizem). Passou de uma cervejaria de Lisboa, a uma cadeia de restaurantes espalhada por todo o país. Ainda…

Licor de framboesa

Já referi aqui algumas vezes o quanto os meus gostos têm mudado ao longo da vida. Disso foi esse exemplo este ano ter aprendido a gostar de maracujá e frutos vermelhos. Mas muitos outros exemplos houve e a verdade é que à medida que vamos evoluímos, os nossos gostos também evoluem.Para mim o grande salto aconteceu quando comecei a cozinhar. Não gostava de cebola, ervas aromáticas, pimentos, favas, cogumelos, enfim. A lista era infindável. E a verdade é que até mesmo carne de vaca, que já não comia há mais de 15 anos, por não suportar o sabor, no outro dia abri uma exceção num curso que fiz e… GOSTEI!O importante é termos a mente aberta e dar o primeiro passo para experimentar e insistir se necessário for. Porque só assim conseguimos tirar a teima se é simplesmente um ‘não gostar’ daqueles de quem nunca provou, ou um ‘não gostar’, à séria, de quem não suporta o ingrediente x ou y.As framboesas entraram na minha vida este ano. E era daquelas antipatias crónicas. Era comum ouvirem dizer-…