Avançar para o conteúdo principal

9ª edição - Dia um... Na Cozinha!

E dia 1 é dia de encher a blogosfera de cor e criatividade. É lançado um tema e é incrível a diversidade de receitas e ideias em torno do mesmo. Fico surpreendida a cada edição, porque, sem conversa prévia, conseguimos sempre que nunca haja receitas repetidas! Ora dê uma isto de olhos AQUI e veja a paleta de receitas desta e de outras edições.

Pois este mês o tema são as sopa e eu não poderia faltar já que não há semana em que não haja, pelo menos, duas diferentes!

Resolvi trazer um sopa de cor invernal, aconchegante. Simples, económica, rápida. Sem complicações. E uma delicia...

Até a minha princesa, curiosa, quis saber que legume fez a sopa ficar daquela cor. E foi vê-la comer cada colher num instante enquanto via na internet o que era uma beterraba e qual o seu aspeto.

Se a minha pequena esquisita comeu, acredito que qualquer criança coma. Faça o teste e veja a rapidez com que tem um shot de vitaminas... No forno!

___________________

Sopa de beterraba no forno

[serve 6 pessoas]


Ingredientes:

- 450 gr de abóbora em cubos

- 450 gr de curgete em cubos (com casca)

- 250 gr de beterraba

- 4 dentes de alho (com casca)

- sal, oregãos e azeite qb

- 750 gr de água

- 1 iogurte natural (opcional)

- rebentos de alho francês (opcional)


Preparação:

Pré-aqueça o forno a 200º.

Num tabuleiro de forno coloque um tapete de silicone (ou papel de alumínio) e espalhe os a abóbora e a curgete em cubos. Descasque a beterraba e proceda da mesma forma. Adicione os dentes de alho lavados, com casca, e tempere tudo com um pouco de sal e oregãos.

Leve ao forno por 30 minutos.

Findo o tempo, coloque todos os legumes no copo da Bimby, junte a água, azeite a gosto e programe, progressivamente, 1 minuto nas velocidade 3-5-7 para evitar salpicos e queimaduras.

Retifique temperos. Sirva de imediato ou, se gostar, junte colheradas de iogurte natural e rebentos de alho francês. O equilíbrio é perfeito já que o doce da beterraba é balanceado pelo acre do iogurte natural e o travo ácido dos rebentos de alho francês.

Alternativa de preparação:

Pré-aqueça o forno a 200º.

Num tabuleiro de forno coloque um tapete de silicone (ou papel de alumínio) e espalhe os a abóbora e a curgete em cubos. Descasque a beterraba e proceda da mesma forma. Adicione os dentes de alho lavados, com casca, e tempere tudo com um pouco de sal e oregãos.

Leve ao forno por 30 minutos.

Findo o tempo, passe todos os legumes (passe-vite, varinha mágica, robot de cozinha, etc.) e junte a água e azeite a gosto.

Retifique temperos. Sirva de imediato ou, se gostar, junte colheradas de iogurte natural e rebentos de alho francês. O equilíbrio é perfeito já que o doce da beterraba é balanceado pelo acre do iogurte natural e o travo ácido dos rebentos de alho francês.


Nota: como já tive hipótese de explicar, os rebentos de alho francês obtém-se colocando sementes de alho francês entre dois algodões humedecidos num copo. Após 4 dias vão começar a germinar. O algodão deve manter-se húmido, sem excessos. O sabor destes rebentos é intenso mas muito agradável.

_____________________

 

Comentários

  1. Que linda! Ando para fazer sopa de beterraba há séculos, vou guardar a tua receita. Beijo!

    ResponderEliminar
  2. Sónia concordo com você, hoje está um festival de cores e criatividade. Adoro sopa de beterraba, além de ficar uma cor linda. Parece deliciosa e com certeza o é, pois para a pequenina apreciar é por que ficou uma verdadeira maravilha. Adorei os brotinhos de alho francês. Fez toda a diferença e deu um belo visual. Bela participação. Beijinhos. Bom final de semana

    ResponderEliminar
  3. Que sopa deliciosa, Sónia. Vi a Donna Hay fazer uma sopa com legumes assados e achei que o toque de forno daria um sabor muito mais interessante à sopa.
    Adorei a tua sugestão. :)

    ______________________
    Ana Teles | Telita
    blog: Telita na Cozinha

    ResponderEliminar
  4. Que linda sopa!
    Claro que a princesa ficou encantada e comeu tudo! A cor fascina todos :)
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  5. Olá Sonia!
    Ficou linda a tua sopa, com uma cor fantástica, mesmo de abrir o paetite. Já à algum tempo que quero experimentra a beterraba na sopa, o sabor deve ser divinal. Depois de ver esta tua receita fiquei ainda mais com vontade de experimentar. ;)
    Beijinho.

    ResponderEliminar
  6. Que sopinha linda!
    Beijinhos,
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  7. Deliciosa e colorida sopinha Sonia, adorei!

    beijinho e bom resto de domingo!

    ResponderEliminar
  8. Olá Sónia: a cor é realmente maravilhosa e gosto muito de utilizar os legumes assados, acho que transmitem um sabor único às sopas. De beterraba nunca fiz, porque tenho uns esquisitos cá em casa,mas se a tua pequenota aprovou, os meus "grandões" também vão ter que o fazer ,rsrs.
    Bjn
    Márcia

    ResponderEliminar
  9. Olá, ficou com uma cor linda, e uma boa apresentação, tenho que experimentar em utilizar os legumes assados.
    Bjs

    ResponderEliminar
  10. Ficou com um aspecto divinal!
    Beijinhos
    Paula
    http://cookit-simple.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  11. Sónia, ficou linda a cor da tua sopa de legumes assados! Ando para experimentar há que tempos e acaba por me dar a preguiça...
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. Olá Sonia :)

    A cor vibrante e sedutora da tua sopa faz-me querer prová-la a todo o custo !
    Está muito linda, apetitosa e adorei a forma como a fizeste numa das suas etapas: no forno ! Obrigada pela tua excelente partiticipação ! :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  13. É certo e sabido que aqui encontramos sempre receitas diferentes e eu adorei esta sugestão de "sopa no forno".
    Bjs, Susana

    ResponderEliminar
  14. Interessante esta sopa no forno. E ficou muito apetitosa.

    Bjs

    ResponderEliminar
  15. Deve ser bem deliciosa a tua sopa.
    Adicionas a agua quente??
    Beijinho
    Paula

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Paula, usei água quente. Assim, fica logo pronto a usar. :-)

      Eliminar
  16. Adorei! Deve ter ficado uma sopa deliciosa! ;)
    Bjs

    ResponderEliminar
  17. Olá Sónia!
    Muito original e com uma finalização esplêndida. Adorei
    Beijinho

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Pão

Pão... Fazer pão sempre foi para mim uma arte, uma técnica basilar e por essa razão sempre gostei de fazer o meu próprio pão, de experimentar receitas novas, de usar ingredientes novos, novas combinações. Embora não seja nascido no Alentejo, a minha familia é toda alentejana, os sabores sempre foram alentejanos e é a gastronomia com que mais me identifico, de onde o pão é quase a sua base culinária. 
Termos aderido a um novo conceito de alimentação, onde o trigo não entra, fez-me repensar o pão. Apesar de não precisar de pão na minha dieta, somos bombardeados de todo o lado pelo pão... nas reportagens televisivas sobre a Páscoa, nos restaurantes, nas feiras, etc., por isso resolvi pegar nas farinhas aprovadas na alimentação paleo e fazer o meu próprio pão. 
Peguei nos vários conceitos que li sobre o pão, nas várias experiências falhadas nestes meses e produzi o meu Pão, sem glutén, sem trigo e saboroso... nham. Ficou um bocadinho achatado, mas acreditem que ótimo de sabor. 
E é com est…

Aguardentes & Licores

O ano passado lancei-me na 'arte' de fazer licores para oferecer nos cabazes de Natal. Comprei uma aguardente de boa qualidade e segui duas receitas publicadas na revista da Bimby "Momentos de Partilha". O resultado final foi muito apreciado pelos convivas a quem ofereci, já que por casa ninguém é apreciador de álcool, nem nas maçãs assadas (felizmente só se estraga uma casa) e por isso nem provamos o resultado final.Este ano tentei perceber um pouco mais sobre este universo das aguardentes (a base dos licores). Em jeito de 'Resumo' tenha em atenção o seguinte:O primeiro factor a ter em consideração, quando se faz um licor, tem a ver com o teor alcoólico da aguardente porque a quantidade de água e açúcar que se vai utilizar depende disso. Isto é, se tiver um teor de álcool de 40º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar cerca de 500 gr de açúcar e 650 ml de água. Se tiver um teor de álcool de 70º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar a mesma prop…

Cheesecake aldrabado

Se o mote da nossa vida fosse sempre simplificar, tudo seria mais simples... E delicioso.
Num destes finais de dia fiz Granola. Estava a arrefecer em cima da banca quando começamos a jantar. O cheirinho aromático fez-me ter vontade de improvisar algo para a sobremesa. 
Demorou pouco mais de 30 segundos. Sabia o que tinha no frigorífico. Requeijão de cabra, doce de morango e framboesa... Claro que só podia sair um cheesecake aldrabado. Não tivesse logo eu pensado nele quando comprei o requeijão e as framboesas... Embora estivesse longe de imaginar que a falta de tempo me impossibilitasse de fazer a versão tradicional mas fizesse chegar até mim uma alternativa à altura. O risco é só mesmo ser demasiado rápido de fazer e bom demais. Tão bom que enquanto eu tirava fotos do meu, o marido já estava a comer a segunda taça! Brutal!





Cheesecake aldrabado
Ingredientes: - Granola a gosto (ESTA) - requeijão de cabra a gosto - doce de morango e framboesa a gosto (ESTE) - framboesas para decorar
Preparação: E…