Avançar para o conteúdo principal

Dia um... Na cozinha! - Crumbles

E chegou mais uma edição do "Dia um... Na cozinha!" O tema deste mês são os "crumbles" e a blogosfera será inundada pelos mais variados ingredientes e aromas outonais.

O crumble tem sotaque britânico e é na verdade uma sobremesa bastante versátil e simples. Tem tudo para resultar - fruta cozinhada com uma cobertura deliciosa e crocante, comida morna com uma bela bola de gelado de baunilha, hummmmm.

A bola de gelado despenso, mas o crumble cá por casa não chega a ficar morno, antes disso ja desapareceu. Seja no verão, seja no inverno, o que mudam são as frutas e os aromas que junto - canela, raspa de limão, vinho do Porto, pimenta da Jamaica, enfim... E é tão rápido de fazer que pode ser cozinhado enquanto almoçamos e jantamos e fica pronto mesmo a tempo da sobremesa.

AQUI e AQUI publiquei duas receitas de crumble tradicional. Hoje e porque o evento apela à nossa criatividade, resolvi fazer um crumble diferente... E o mote acabou por chegar depois de fazer o curso de "Tartes" no Feed Me com a Chefe Beatrice Dupasquier onde aprendi a fazer um crumble invertido de manga e banana.

Claro que o que sobrou foi só mesmo a ideia do crumble invertido... Mas não se deixem intimidar que podem fazer a mesmíssima receita da forma tradicional - fruta por baixo e crocante por cima! Eu cá fiz as duas versões!

Vamos para a cozinha?

_____________________

Crumble invertido de abóbora, marmelo e uvas

[serve 8 pessoas]


Ingredientes:


Para o crumble:

- 120 gr de manteiga sem sal

- 120 gr de açúcar amarelo

- 90 gr de farinha T55

- 30 gr de flocos de aveia

- 120 gr de amêndoa palitada


Para a calda de açúcar onde vai cozer a fruta:

- 1 litro de água

- 1/2 kg de açúcar refinado

- 1/2 vagem de baunilha


Para a base de fruta:

- 500 gr de abóbora manteiga (peso descascada)

- 500 gr de marmelos (peso descascados)

- 500 gr de uvas pretas

- 1 colher de chá de canela

- 2 bagas de pimenta da Jamaica

- 50 gr de açúcar amarelo

- 1 colher de chá de manteiga


Preparação:

Comece pelo crocante do crumble. Coloque todos os ingredientes na Bimby e processe 15 segundos, velocidade 5 (não precisa de um robot de cozinha para fazer este passo, pode misturar à mão até obter uma massa que se esfarele tipo migalhas de bolacha).

Pré-aqueça o forno a 180º. Distribua o crocante por taças individuais ou por uma tarteira grande e leve ao forno por 15 minutos. Reserve uma parte do crocante que tirar do forno para distribuir por cima.

Corte e descasque a abóbora em cubos não muito pequenos, para não se desfazer.

Coloque os ingredientes da calda de açúcar a ferver e assim que levantar fervura, junte a abóbora. Deixe cozinhar, tapada, em lume brando por 5 minutos. Retire com uma escumadeira e reserve. O objetivo é ficar cozinhada, mas al dente.

Descasque os marmelos e corte em cubos pequenos. Coloque os marmelos a cozer na mesma calda de açúcar até que fiquem tambem al dente. No meu caso, como eram de compra, demoraram 5 minutos. Os do campo, devem demorar cerca de 10 a 15 minutos. Retire com uma escumadeira e reserve.

Numa frigideira coloque o açúcar amarelo e assim que começar a ficar dourado, junte a canela, a pimenta da Jamaica moída num almofariz e a colher de manteiga. Junte a fruta reservada, as uvas descaroçadas e salteie até que o caramelo ligeiro misture bem na fruta.

Distribua a fruta por cima da base de crumble que esteve no forno e leve novamente à mesma temperatura por mais 25 minutos.

Findo o tempo, distribua o crocante reservado por cima da fruta.

Delicie-se ainda morno.

Se preferir a versão tradicional, proceda com a fruta tal qual explico em cima e distribua por tacinhas. Distribua a totalidade do crocante por cima e leve ao forno o mesmo tempo.


Notas: A calda de açúcar pode deixar arrefecer e guardar num frasco no frigorifico e cozer, por exemplo, pêras ou juntar a um bolo. A vagem de baunilha pode secar e guardar no açucareiro. Volte a utiliza-la para aromatizar um doce, por exemplo.

__________________

Para quem quiser aderir a este evento mensal bem criativo visite o link https://www.facebook.com/groups/diaumnacozinha/.

_____________________

 

Comentários

  1. Ficou delicioso e que bom aspecto, gosto tanto de marmelos, deve ser delicioso, faz mesmo lembrar o Outono.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Ficou um lindo crumble e mesmo e com essas frutas tem que estar uma delicia.
    Gostei muito
    bjs

    ResponderEliminar
  3. Adorei os frutos e o crumble invertido, bem original!
    Kiss, Susana

    ResponderEliminar
  4. Adorei a ideia! Original! Ficou espetacular. Adorei!

    Beijinhos. :*

    Aurea Neves

    ResponderEliminar
  5. Uma combinação super deliciosa de ingredientes e o invertido é uma ideia bem original e que fica bem bonito!!
    Beijinhos querida,
    Lia.

    ResponderEliminar
  6. Que delicia e que belos ingredientes, adorei.

    Beijinhos e bom fim de semana!

    ResponderEliminar
  7. É muito interessante este teu crumble invertido...hum deve ser delicioso com esta fruta que escolheste!
    beijinhos e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  8. Que bonito, Sónia, não me lembraria da abóbora. Beijinhos!

    ResponderEliminar
  9. Olá Sonia. O teu crumble foi dos primeiros que vi logo de manhã e acheio-o fantástico. A minha sorte é que já tinha acabado de tomar o pequeno almoço, porque fiquei com muita vontade de meter a colher numa delicia dessas. Sim, porque o aspecto não engana e a escolha dos ingredientes foi muito certeira. Adorei. Beijinho. ;)

    ResponderEliminar
  10. Que combinação deliciosa com a abóbora! Tenho que experimentar!
    Bjs

    ResponderEliminar
  11. Muito original este crumble! Por ser invertido e com abóbora... Gostei muito.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. Que apresentação tão original! Crumble invertido? Parece-me uma excelente ideia...e o toque da pimenta da jamaica. Genial!
    Beijinho

    http://bocadinhosdeacucar.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  13. Sónia,
    já se sentem aqui os aromas desse crumble maravilhoso.
    Os ingredientes ficaram muito bem, nunca fiz com abóbora, mas não me é difícil imaginar o quanto deve ter ficado delicioso.
    Parabéns pela participação
    Bjns
    Isabel

    ResponderEliminar
  14. Minha linda,

    Ambas as versões me agradam totalmente !
    Invertido ou não, este crumble tem tudo para ser um sucesso, tem sabores que estão invulgarmente juntos (a abóbora) e frutas deliciosas !:)
    Obrigada, querida, por mais uma vez nos teres presenteado com as tuas delicias ! :)

    Uma grande beijoca **

    ResponderEliminar
  15. Que giro, um crumble invertido! Ficou muito bonito!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  16. Gostei muito da escolha de ingredientes. E a ideia do invertido foi excelente. Nunca tinha pensado nisso.
    Parabéns pela excelente participação.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  17. Que delícia!
    Beijinhos,
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Pão

Pão... Fazer pão sempre foi para mim uma arte, uma técnica basilar e por essa razão sempre gostei de fazer o meu próprio pão, de experimentar receitas novas, de usar ingredientes novos, novas combinações. Embora não seja nascido no Alentejo, a minha familia é toda alentejana, os sabores sempre foram alentejanos e é a gastronomia com que mais me identifico, de onde o pão é quase a sua base culinária. 
Termos aderido a um novo conceito de alimentação, onde o trigo não entra, fez-me repensar o pão. Apesar de não precisar de pão na minha dieta, somos bombardeados de todo o lado pelo pão... nas reportagens televisivas sobre a Páscoa, nos restaurantes, nas feiras, etc., por isso resolvi pegar nas farinhas aprovadas na alimentação paleo e fazer o meu próprio pão. 
Peguei nos vários conceitos que li sobre o pão, nas várias experiências falhadas nestes meses e produzi o meu Pão, sem glutén, sem trigo e saboroso... nham. Ficou um bocadinho achatado, mas acreditem que ótimo de sabor. 
E é com est…

Aguardentes & Licores

O ano passado lancei-me na 'arte' de fazer licores para oferecer nos cabazes de Natal. Comprei uma aguardente de boa qualidade e segui duas receitas publicadas na revista da Bimby "Momentos de Partilha". O resultado final foi muito apreciado pelos convivas a quem ofereci, já que por casa ninguém é apreciador de álcool, nem nas maçãs assadas (felizmente só se estraga uma casa) e por isso nem provamos o resultado final.Este ano tentei perceber um pouco mais sobre este universo das aguardentes (a base dos licores). Em jeito de 'Resumo' tenha em atenção o seguinte:O primeiro factor a ter em consideração, quando se faz um licor, tem a ver com o teor alcoólico da aguardente porque a quantidade de água e açúcar que se vai utilizar depende disso. Isto é, se tiver um teor de álcool de 40º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar cerca de 500 gr de açúcar e 650 ml de água. Se tiver um teor de álcool de 70º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar a mesma prop…

Cheesecake aldrabado

Se o mote da nossa vida fosse sempre simplificar, tudo seria mais simples... E delicioso.
Num destes finais de dia fiz Granola. Estava a arrefecer em cima da banca quando começamos a jantar. O cheirinho aromático fez-me ter vontade de improvisar algo para a sobremesa. 
Demorou pouco mais de 30 segundos. Sabia o que tinha no frigorífico. Requeijão de cabra, doce de morango e framboesa... Claro que só podia sair um cheesecake aldrabado. Não tivesse logo eu pensado nele quando comprei o requeijão e as framboesas... Embora estivesse longe de imaginar que a falta de tempo me impossibilitasse de fazer a versão tradicional mas fizesse chegar até mim uma alternativa à altura. O risco é só mesmo ser demasiado rápido de fazer e bom demais. Tão bom que enquanto eu tirava fotos do meu, o marido já estava a comer a segunda taça! Brutal!





Cheesecake aldrabado
Ingredientes: - Granola a gosto (ESTA) - requeijão de cabra a gosto - doce de morango e framboesa a gosto (ESTE) - framboesas para decorar
Preparação: E…