terça-feira, 2 de abril de 2013

Catacuzes

Adoro ouvir o meu sogro falar dos tempos de outrora no Alentejo... Se calhar se os tivesse vivido não teria achado tanta graça, mas a verdade é que admiro tudo aquilo que as gerações passadas passaram para que a geração actual e futuras sejam o que são e serão...

Oiço falar dos tempos em que trabalhavam no campo, em que se andavam kms para ir ao bailarico ou ter com os amigos, dos tempos difíceis do desemprego...

Oiço atentamente falar das beldroegas e das catacuzes, dos poejos e da hortelã da ribeira e aponto mentalmente a forma como se cozinha este ou aquele prato típico da cozinha alentejana.

Se as beldroegas, os poejos e a hortelã da ribeira já fazem parte do dia a dia lá por casa, as catacuzes não... E é ver a cada passeio pelo campo o Mário a por-se a adivinhar o que seriam as tais catacuzes que gostava tanto de comer nos seus tempos de meninice...

Pois num destes fins de semana, num passeio pelo Alentejo, o meu sogro apanhou-nos um molho das ditas!!! E claro está, não me fiz de rogada e aceitei ansiosa por experimentar!

Como era a primeira vez, queria muito fazer um prato tipicamente alentejano e aproveitei umas presas de porco preto, grelhadinhas a carvão, para servir de uma excelente desculpa para poder cozinhá-las!

Como sou meia despassarada só ouvi a parte da receita que me interessava... Blá, blá, blá, saltear com coentros, blá, blá, blá, adicionar feijão e colorau... E claro que não ouvi a parte do serem umas sopas!!!

Ora bolas cá vêem as sopas... Sopas de pão, está claro! E se há coisa que não desce é mesmo açordas e migas..., blhac!

Obvio que não me deixei vencer... Fiz a receitinha tal como me foi passada, mas em jeito de salteado! Pois ficou maravilhosa!!! Mesmo!! Adorei! As catacuzes têm um sabor bastante idêntico ao das nabiças e por isso se não encontrar catacuzes pode substituir perfeitamente por nabiças. Escusa de andar por aí pelo mato a provar ervas de proveniência duvidosa. Ou então leve consigo um alentejano de gema! Vale a pena!

_____________________

Catacuzes com feijão

[serve 2 pessoas]


Ingredientes:

- 150 gr de catacuzes

- 150 gr de feijão vermelho (usei de conserva)

- 1 colher de sopa de colorau

- 6 dentes de alho

- azeite e sal qb

- 4 hastes generosas de coentros

- 1 folha de louro


Preparação:

Limpe bem as catacuzes e escalde para eliminar grande parte do ácido que têm.

Coza em água fervente, temperada com sal, por cerca de 10 minutos. Escorra bem e elimine a maior parte da água.

Numa frigideira anti-aderente coloque os dentes de alho picadinhos, a folha de louro, o colorau e um fio de azeite. Deixe alourar ligeiramente. Junte os coentros picados.

Escorra bem o feijão e adicione à frigideira bem como as catacuzes já cozidas. Salteie um pouco e sirva quente a acompanhar carne de porco preto grelhada, por exemplo.

___________________

 

12 comentários:

  1. e deve ser muito bom, que maravilha amiga,estas tradições, estes falares são uma delicia também, bjokitas

    ResponderEliminar
  2. Deve ser bom... ficaram bom aspecto. Confesso que sou alentejana, mas não conhecia as catacuzes.
    Beijocas

    ResponderEliminar
  3. Olha fiquei a matutar no que seriam estes catacuzes!! E até me pareciam nabiças!! Daquelas que picam e normalmente sao de nabo!! Num pais como é Portugal, é impressionante como de regiao para regiao se muda o nome à mesma coisa!!
    Mas olha mesmo nao sabendo o que é, gostei muito desse pratinho!! É daqueles que alimentam o coraçao e a alma!!
    Uma beijoka
    Mena

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mena isto é uma planta bravia que nasce por todo o lado, é daninha mesmo. Tem um sabor muito parecido com a nabiça, por isso acomselho a utilizarem nabiça, porque é realmente uma opção de acompanhamento deliciosa.

      Eliminar
  4. Pelo aspeto ficou muito bom.
    Não conhecia as catacuzes, andamos sempre aprender.
    Bjs

    ResponderEliminar
  5. Ja aprendi uma coisa nova hoje...
    Nunca tinha ouvido falar de catacuzes.
    Adorei a sugestão.
    Bjs
    http://come-bebe-sorri-e-ama.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  6. Nunca comi mas o aspecto agradou-me.
    Boa semana
    bjs

    ResponderEliminar
  7. Não conheço as catacuzes, mas parecem-me as línguas de vaca que se dão aos coelhos. Será o mesmo?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Perguntei ao alentejano cá de casa e ele disse-me que nao é o mesmo! :-)

      Eliminar
  8. Que vergonha...eu no Alentejo e não conheço catacuzes....Mas pronto estamos sempre a aprender e hoje foste tu que me ensinas te....De qualquer maneira tenho de ir desencantar um alentejanito para ir comigo ou ainda trago umas folhas de outra coisa qualquer!!!
    Bjokas
    Rita

    ResponderEliminar
  9. Olá...
    Não conhecia a palavra catacuzes :(.... Mas já me ensinaste :).... Está com um aspecto magnifico :).... Adorei a tua sugestão :).... Beijocas...

    http://nacozinhadaleonor.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  10. Sopa de feijão com catacuzes feita pela minha avó nas Alcaçovas(V. Alentejo). Com um leve cheiro a poejo... sabores da minha infancia... que saudades... até me vêm as lagrimas aos olhos.

    ResponderEliminar