Avançar para o conteúdo principal

Sopa de coentros

As favas começam a despontar nas bancadas das praças e eu não resisto a comprar. Não é um legume que adore e até sou de opinião que as favas congeladas da Iglo são de enorme qualidade, mas assim que chega o tempo delas… É mais forte do que eu! E estas eram bem pequeninas e tenrinhas, uma delicia. E isto é a opinião de alguém que não aprecia favas, fará se apreciasse!

Bom, com um saquinho delas fez-se um festim: uma sopa, uma salada e um risotto. O risotto já o publiquei AQUI, hoje é o dia da sopa.

Há inúmeras versões desta sopa na net e todas elas deliciosas. Esta é a versão que fiz cá por casa, com o objetivo de aproveitar algumas batatas cozidas que tinham sobejado, mas ainda bem que as adicionei porque ajudou à cremosidade desta sopa. Magnífica! Os croutons caseiros vieram dar o toque final.

___________________________

Sopa de favas com coentros


Ingredientes:

- 220 gr de batata cozida (pode usar crua)

- 400 gr de favas

- 50 gr de cebola

- 4 dentes de alho

- 800 gr de água

- 50 gr de coentros

- sal qb

- azeite qb


Preparação:

Coloque todos os ingredientes no copo da bimby e programe 25 minutos, varoma, velocidade 1. Findo o tempo, programe progressivamente velocidades 3-5-7 cerca de 1 minuto. Retifique temperos e sirva quentinha com uns cubos de pão fritos.


Alternativa de Preparação:

Coloque todos os ingredientes num tacho e deixe cozer bem até todos os ingredientes estarem bem tenros. Findo o tempo, passe bem a sopa (aconselho a utilização de um passe-vite em vez da varinha mágica, para evitar que se sinta as peles das favas). Retifique temperos e sirva quentinha com uns cubos de pão fritos.


Nota: para preparar uns croutons caseiros só tem de partir uns cubinhos de pão (usei tipo alentejano) e alourar numa frigideira com um bom azeite e um dente de alho laminado.

___________________________

Comentários

  1. Amo sopa de favas! Mas com coentros deve ser ainda melhor! Gostei muito!

    Beijinhos;

    Aurea Sá

    ResponderEliminar
  2. Ainda não fiz sopa com favas mas parece-me muito bem, bjks

    ResponderEliminar
  3. Ficou com um aspecto delicioso essa tua sopa!

    ResponderEliminar
  4. Ficou com uma cor apetitosa e a textura mesmo como eu gosto

    ResponderEliminar
  5. A sopa ficou com um aspeto bem maravilhoso, mas assim que olhei e vi...favas...pronto disse logo para os meus botões esta sopinha linda não é para o teu bico...:(
    Nunca consegui gostar deste legume. Quando somos pequenos temos a "mania" de colocar os verdes à beira do prato e à medida que vamos crescendo os gostos vão mudando, mas com este legume o meu paladar permaneu o mesmo, não fomos feitos um para o outro :(
    É curioso porque adoro sentir o cheiro quando se está a preparar um prato de favas mas depois, fico-me sempre pela primeira dentada :(
    Ficou com uma linda cor e textura mesmo no ponto!!
    Beijinho e Feliz Dia da Mulher!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sandra honestamente nem o cheiro gosto. Esta é mesmo a única forma como gosto de favas :-). Obrigado pela simpática visita! Adorei!

      Eliminar
  6. Nunca comi favas, acreditas? :D Tenho de experimentar, porque essa sopinha parece-me deliciosa :D

    Beijinhos e um bom resto de Domingo! :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Joana parece-me uma falha imperdoável :-). Mas olha aproveita agra que começa a altura delas, tenras e doces. Normalmente a sopa é a melhor forma de as comer (eu nasuporte favas, excepcionalmente assim). Se gostares de sopa, logo vais tentando outras formas. Mas experimenta!

      Eliminar
  7. Minha linda,

    Eu não gosto de favas !
    Lamento ! :-(
    Não gosto mesmo nada, nadinha...
    Mas há uma única forma em que gosto de as comer e é precisamente assim como tu as fizeste, em creme com coentros! lol
    Pode parecer coincidência, mas não tenho culpa... lololo

    Adorei o teu creme, comeria e repetiria porque de facto está fantástico ! :)

    Beijocas

    Isabel
    www.blogdochocolate.com
    http://brisa-maritima.blogspot.pt


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isabel estou cada vez mais fascinada com as nossas semelhanças... :-) será possível?? Esta é sem duvida a única forma que isto de favas... Ainda que esteja Ano tenha tentado ter abertura de espirito e fazer outras receitas...mas é fantástico saber que nao sou assim tão ave rara :-)

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Pão

Pão... Fazer pão sempre foi para mim uma arte, uma técnica basilar e por essa razão sempre gostei de fazer o meu próprio pão, de experimentar receitas novas, de usar ingredientes novos, novas combinações. Embora não seja nascido no Alentejo, a minha familia é toda alentejana, os sabores sempre foram alentejanos e é a gastronomia com que mais me identifico, de onde o pão é quase a sua base culinária. 
Termos aderido a um novo conceito de alimentação, onde o trigo não entra, fez-me repensar o pão. Apesar de não precisar de pão na minha dieta, somos bombardeados de todo o lado pelo pão... nas reportagens televisivas sobre a Páscoa, nos restaurantes, nas feiras, etc., por isso resolvi pegar nas farinhas aprovadas na alimentação paleo e fazer o meu próprio pão. 
Peguei nos vários conceitos que li sobre o pão, nas várias experiências falhadas nestes meses e produzi o meu Pão, sem glutén, sem trigo e saboroso... nham. Ficou um bocadinho achatado, mas acreditem que ótimo de sabor. 
E é com est…

Aguardentes & Licores

O ano passado lancei-me na 'arte' de fazer licores para oferecer nos cabazes de Natal. Comprei uma aguardente de boa qualidade e segui duas receitas publicadas na revista da Bimby "Momentos de Partilha". O resultado final foi muito apreciado pelos convivas a quem ofereci, já que por casa ninguém é apreciador de álcool, nem nas maçãs assadas (felizmente só se estraga uma casa) e por isso nem provamos o resultado final.Este ano tentei perceber um pouco mais sobre este universo das aguardentes (a base dos licores). Em jeito de 'Resumo' tenha em atenção o seguinte:O primeiro factor a ter em consideração, quando se faz um licor, tem a ver com o teor alcoólico da aguardente porque a quantidade de água e açúcar que se vai utilizar depende disso. Isto é, se tiver um teor de álcool de 40º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar cerca de 500 gr de açúcar e 650 ml de água. Se tiver um teor de álcool de 70º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar a mesma prop…

Cheesecake aldrabado

Se o mote da nossa vida fosse sempre simplificar, tudo seria mais simples... E delicioso.
Num destes finais de dia fiz Granola. Estava a arrefecer em cima da banca quando começamos a jantar. O cheirinho aromático fez-me ter vontade de improvisar algo para a sobremesa. 
Demorou pouco mais de 30 segundos. Sabia o que tinha no frigorífico. Requeijão de cabra, doce de morango e framboesa... Claro que só podia sair um cheesecake aldrabado. Não tivesse logo eu pensado nele quando comprei o requeijão e as framboesas... Embora estivesse longe de imaginar que a falta de tempo me impossibilitasse de fazer a versão tradicional mas fizesse chegar até mim uma alternativa à altura. O risco é só mesmo ser demasiado rápido de fazer e bom demais. Tão bom que enquanto eu tirava fotos do meu, o marido já estava a comer a segunda taça! Brutal!





Cheesecake aldrabado
Ingredientes: - Granola a gosto (ESTA) - requeijão de cabra a gosto - doce de morango e framboesa a gosto (ESTE) - framboesas para decorar
Preparação: E…