Avançar para o conteúdo principal

Pão de forma

Nestas coisas da blogosfera é fascinante a forma como inspiramos os outros e nos deixamos inspirar… É sem dúvida um ambiente propício à troca de experiências. Pelo menos, até agora, é assim que vejo as coisas.

É bom sentir que temos do outro lado do ecrã alguém que nos lê e muitas vezes perde o seu tempo a comentar. Às vezes, quando estou a 200 à hora penso: “podia poupar tempo e publicar simplesmente as receitas.”

Demoro mais tempo no texto introdutório do que muitas vezes na receita e na escolha das fotos. Poderia expor-me menos, poderia ir diretamente ao que interessa… Mas, que sentido faria? Não é isto um blog pessoal?

Quando vejo os blogs vizinhos não gosto de saber as histórias por trás das receitas? Muito mais do que ver algumas fotos fantásticas, daquelas que nos fazem ter vontade de entrar pelo ecrã para comer uma simples banana, quando não gosto de bananas… A cara por trás das receitas, o dia-a-dia, o que a inspira… É isso que interessa para mim.

E lá dou por mim no WC, do trabalho ou de casa, tal como a minha amiga Mena do blog ‘As aventuras de uma mamã’, com o Ipad nas mãos a aproveitar todos os segundos do dia para partilhar com quem me lê a razão de ser de cada uma das receitas, as experiências, aventuras e desventuras. Porque sou assim e não adianta pôr filtros… Ou se partilha, ou não se partilha!

Bem, vamos ao que interessa… A receita!

Cá por casa, como já tive oportunidade de dizer, faz-se o pão de todos os dias… Sendo o Mário meio alentejano, gosta de pães sóbrios, de côdea rija… Sendo eu totalmente lisboeta, gosto de pães brancos, de muito miolo e em que a côdea sobeja sempre… Não conseguindo agradar a deuses e a troianos, desta vez ele resolveu fazer um pão para mim… Sim, porque o padeiro cá de casa é ele!

Já tinha tentado inúmeras vezes fazer um simples pão de forma, fofinho, mas ligado, mas nem sempre correu bem. Ou porque o produto final se desfazia, ou porque não se conseguia tirar da forma, ou porque estava muito longe do que se desejava…

Enfim. Desta vez resolveu voltar a tentar, mas inspirado na receita da minha amiga Isabel do blog ‘Brisa Marítima’ e ‘Blog do Chocolate’. Gostámos, talvez ainda tenha de ser aperfeiçoada num ou noutro aspeto, mas, modo geral, gostámos! Isabelita excelente receita! E aproveito para agradecer a tua terna paciência e simpatia, bem como os testamentos fantásticos que me deixas como comentários! És única e sinto-me muito acarinhada, sempre!

____________________________

Pão de Forma

[faz dois pães]


Ingredientes:

- 100 gr de Óleo de amendoim Fula

- 2 ovos

- 45 gr de fermento padeiro

- 10 gr de sal

- 250 gr de Leite

- 5 gr de açúcar

- 250 gr de água

- 1,150 gr de farinha T65


Preparação:

Coloque todos os ingredientes, excepto a farinha, no copo da Bimby e programe 1 minuto, 37º, Velocidade 2.

Junte a farinha e programe mais 7 minutos, velocidade espiga.

Coloque num recipiente largo por 1 hora e meia a levedar (tapado com um pano de algodão).

Findo o tempo, coloque a massa nas formas, tipo bolo inglês, previamente untadas e forradas com papel vegetal também ele untado.

Pré-aqueça o forno a 180º.

Coloque a cozer por 50 minutos. Verifique com um palito comprido (espeto de madeira) se já está cozido. Se não estiver, deixe mais um pouco.

Bom apetite!


Alternativa de Preparação:

Dissolva o fermento num pouco de água morna. Disponha a farinha numa bancada de trabalho e abra um buraco ao meio. Coloque os restantes ingredientes no centro e vá puxando farinha de fora para dentro até que todos os ingredientes estejam bem homogéneos. Trabalhe a massa com as mãos, até que a massa deixe de colar.

Coloque num recipiente largo por 1 hora e meia a levedar (tapado com um pano de algodão).

Findo o tempo, coloque a massa nas formas, tipo bolo inglês, previamente untadas e forradas com papel vegetal também ele untado.

Pré-aqueça o forno a 180º.

Coloque a cozer por 50 minutos. Verifique com um palito comprido (espeto de madeira) se já está cozido. Se não estiver, deixe mais um pouco.

Bom apetite!

________________________

Receita inspirada na de pão de forma do blog Brisa Marítima.

_________________________

 

Comentários

  1. Ora eu também acho o mesmo! Ou há partilha, ou não há partilha!!! :D
    Gostamos muito de pão de forma lá em casa, e esse teu ficou lindo!!!! A Isabel é uma querida mesmo :) Sempre carinhosa :))

    Beijinhos doces amiga !

    ResponderEliminar
  2. Olá! Ficou mesmo um pão irrepreens+ivel! Já imagino quentinho com um pedacinho de manteiga... ui!
    Bjs

    ResponderEliminar
  3. Ficou um paozinho maravilhoso minha linda e ainda por cima com receita para a bimby eheheh... a minha finalmente sabe o que é trabalhar a amassar o pao ...

    A Isabel é um docinho mesmo uma amiga maravilhosa

    Eu comprei um android de proposito para poder comentar os blogs que visito ao longo do dia e cuscar o meu sempre que posso

    Beijocas

    Margarida

    ResponderEliminar
  4. Partilho da mesma opinião, mas por vezes nem tempo temos para escrever tudo o que nos vai na alma...falo por mim, muitas são as vezes que queria escrever, desabafar algo sobre um determinado tema e o tempo é tão curto que não me deixa muito espaço para fazê-lo...com muita pena minha!!
    Bem, este pão de forma ficou simplesmente espetacular!!
    Beijinho

    ResponderEliminar
  5. há algum tempo que não faço pão em casa e agora fiquei com saudades do cheiro do pão quente no forno.
    beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Também ando nessa demanda do pão de forma mais compacto,quase,quase como aquele se compra pré fabricado,mas com o seu toque caseiro. Fica aqui o mote, se descobrires a tal receita e aprovares dá me um toque que eu estou interessada. :)
    Bjokas
    Rita

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem que ando à procura! Ando sempre! Mas se encontrar logo conto!

      Eliminar
  7. Que delícia de pão. Ficou mesmo com bom aspecto e vindo da Isabel, só pode ser magnífico.
    Quanto o teu text, concordo em parte, pois às vezes, e é o meu caso, não escrevo mais porque acho que a maior parte das pessoas não nos lêem e então penso sempre, o blogue, só com as receitas, já me consome tanto tempo, para quê estar a escrever texto que ninguém quer ler?
    Não se trata de querer ou não partilhar, mas de ir ao encontro do que a maioria quer.
    Beijinhos grandes,
    Lia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lia o que escreves tambem tem o seu quê de verdade... Ha quem prefira ir ao que interessa - a receita! Quando tenho menos tempo às vezes vou directa ao assunto... Ainda assim, gosto de saber quem tenho do outro lado... :-) e gosto que saibam quem têm deste...

      À velocidade que a minha vida tem corrido, calculo que em breve mal tenha tempo para publicar apenas as receitas :-(... Veremos!

      Lia aproveito por agradecer sempre a palavra amiga que tens para com tudo que publico. Adoro! Um beijinho grande e um resto de boa semana!

      Eliminar
  8. Olá,
    O pão ficou com uma textura fantástica, também já tinha visto na nossa querida Isabel e pensei em fazê-lo, mas ainda não experimentei e esta será mais uma razão de peso para o fazer.
    Muitas vezes também quero escrever mais no texto introdutório, mas a falta de tempo é soberana, embora ponha sempre um pouco de mim.
    Bjns
    Isabel

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A falta de tempo LiBelinha... Que bem que te percebo... Um beijinho bom e uma boa semana!

      Eliminar
  9. O pão está lindo e apetitoso, nunca preparei de forma. anotada a receita.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  10. Eu tento ser o meio termo, porque há receitas que publico que por vezes tem histórias rocambolescas enquanto que há outras que simplesmente serviram para jantar e pronto! Depois há aquele pequeno detalhe que eu sou demasiado reservada acerca da minha pessoa e mostro apenas e só o básico... enfim, defeito ou feitio, não sei! E claro juntando a falta de tempo ainda se torna pior...
    Mas vamos ao que interessa que é este pãozinho que ficou excelente, já o tinha visto na Isabel e adorado e o teu não ficou nada atrás!

    beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Achoque padecemos todas do mesmo... O que é bom saber é independentemente da falta de tempo, das prioridades e responsabilidades, ainda assim, com mais ou menos assiduidade nos vamos mantendo por aqui e temos uma palavra amiga para partilhar. É essa a magia de ter um blog, de partilhar, seja apenas receitas, dicas ou um pouco mais...

      Um beijinho e uma excelente semana. Obrigado pelas visitas regulares!

      Eliminar
  11. Querida :)


    Honras-me ! :)
    Com a tua confiança e com o facto de teres testado uma receita do Brisa Maritima !
    Obrigada Sonia, tu sim és uma querida e adoro vir aqui ao teu espaço.

    Seja como for quem sou eu para te ensinar "o Pão"... de todo, sou tão leiga, só há pouco tempo me meti nestas andanças e a bem da verdade estou a adorar testar o que me vai prendendo a atenção...

    Já na minha publicação eu tinha referido que este pão precisava de ajustes, só mesmo testando pois também não sou ninguém para aconselhar ! :)
    Tu sim, tens aqui algumas que me interessam e já marquei há um bom tempo atrás... ;-)

    Seja como for, o que aqui visualizo agrada-me muito, o teu pão ficou lindo e com uma textura fantástica !
    Conseguiste uma côdea diferente da minha, será do óleo ? :)

    Um grande beijinho e um grande abraço querida :)

    Isabel
    www.blogdochocolate.com
    http://brisa-maritima.blogspot.pt



    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda em tempo para referir que me revi completamente no teu texto introdutório... até porque adoro ler ! ;-)
      E adoro ler-te !

      Beijinhos

      Eliminar
    2. Isabel nao andamos aqui a medir anos de experiencia pois nao?? E muito menos competências, certo?? Adoro o teu blog, a forma como me inspira, a forma como carinhosamente nos acompanhas diariamente!

      O pao ficou soberbo! Fiz, uma junção de experiências minhas com experiências tuas... Ainda assim, acho, como tu, que ha margem para melhorar (nao fosse eu perfeccionista)! Mas so tenho a agradecer esta coisa boa que publicaste e todas as outras!

      O que interessa mesmo é que nos vamos continuar a inspirar e a mimar, como tantas vezes fazes comig com estes comentários queridos.

      Um beijinho e um resto de boa semana!

      Eliminar
  12. Parece mesmo fofo... com um pouco de manteiga... humm...
    Beijinhos
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  13. Ficou bem tentador...
    Anotadíssimo...
    Obrigado por partilhares...
    E eu por cá sempre que tenho net lá vou eu cuscar.... às vezes cheia de sono... heheheh.... mas a verdade é que existe vida para além das receitas e sem darmos conta estamos todas em sintonia... Eu gosto disso... de receber e dar afectos...
    Beijinhos e boa semana...

    ResponderEliminar
  14. é realmente inspiradora e bonita esta partilha entre blogs :)
    consigo imaginar o cheirinho desse pão!
    beijinhos

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Aguardentes & Licores

O ano passado lancei-me na 'arte' de fazer licores para oferecer nos cabazes de Natal. Comprei uma aguardente de boa qualidade e segui duas receitas publicadas na revista da Bimby "Momentos de Partilha". O resultado final foi muito apreciado pelos convivas a quem ofereci, já que por casa ninguém é apreciador de álcool, nem nas maçãs assadas (felizmente só se estraga uma casa) e por isso nem provamos o resultado final.Este ano tentei perceber um pouco mais sobre este universo das aguardentes (a base dos licores). Em jeito de 'Resumo' tenha em atenção o seguinte:O primeiro factor a ter em consideração, quando se faz um licor, tem a ver com o teor alcoólico da aguardente porque a quantidade de água e açúcar que se vai utilizar depende disso. Isto é, se tiver um teor de álcool de 40º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar cerca de 500 gr de açúcar e 650 ml de água. Se tiver um teor de álcool de 70º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar a mesma prop…

Pão

Pão... Fazer pão sempre foi para mim uma arte, uma técnica basilar e por essa razão sempre gostei de fazer o meu próprio pão, de experimentar receitas novas, de usar ingredientes novos, novas combinações. Embora não seja nascido no Alentejo, a minha familia é toda alentejana, os sabores sempre foram alentejanos e é a gastronomia com que mais me identifico, de onde o pão é quase a sua base culinária. 
Termos aderido a um novo conceito de alimentação, onde o trigo não entra, fez-me repensar o pão. Apesar de não precisar de pão na minha dieta, somos bombardeados de todo o lado pelo pão... nas reportagens televisivas sobre a Páscoa, nos restaurantes, nas feiras, etc., por isso resolvi pegar nas farinhas aprovadas na alimentação paleo e fazer o meu próprio pão. 
Peguei nos vários conceitos que li sobre o pão, nas várias experiências falhadas nestes meses e produzi o meu Pão, sem glutén, sem trigo e saboroso... nham. Ficou um bocadinho achatado, mas acreditem que ótimo de sabor. 
E é com est…

Cheesecake aldrabado

Se o mote da nossa vida fosse sempre simplificar, tudo seria mais simples... E delicioso.
Num destes finais de dia fiz Granola. Estava a arrefecer em cima da banca quando começamos a jantar. O cheirinho aromático fez-me ter vontade de improvisar algo para a sobremesa. 
Demorou pouco mais de 30 segundos. Sabia o que tinha no frigorífico. Requeijão de cabra, doce de morango e framboesa... Claro que só podia sair um cheesecake aldrabado. Não tivesse logo eu pensado nele quando comprei o requeijão e as framboesas... Embora estivesse longe de imaginar que a falta de tempo me impossibilitasse de fazer a versão tradicional mas fizesse chegar até mim uma alternativa à altura. O risco é só mesmo ser demasiado rápido de fazer e bom demais. Tão bom que enquanto eu tirava fotos do meu, o marido já estava a comer a segunda taça! Brutal!





Cheesecake aldrabado
Ingredientes: - Granola a gosto (ESTA) - requeijão de cabra a gosto - doce de morango e framboesa a gosto (ESTE) - framboesas para decorar
Preparação: E…