Avançar para o conteúdo principal

Iogurtes... Porque sim!

Quem segue o blog sabe que não há uma semana em que não faça iogurtes... Por vezes esqueço-me de apontar a receita e nem sempre publico, mas desta vez, apontei as duas variedades que fiz! Hoje sai uma e em breve sai outra.

As inspirações são sempre muitas, talvez por isso faça iogurtes há dois anos e nunca os repita, semana após semana... Desta vez a inspiração veio de uma embalagem nova de cardamomo oferecida pela Espiga. Achei que rimava bem com coco e não me enganei. Quem nunca provou esta especiaria não deixe de o fazer. Basta fazer uma busca aqui no blog por este ingrediente e vai encontrar inúmeras receitas doces e salgadas onde se pode inspirar!

Claro que a facilidade é que, se antes tinha de ir a uma loja especializada em produtos orientais/indianos para comprar, agora está nas prateleiras de qualquer supermercado! Obrigado Espiga!

______________________

Iogurtes de coco & cardamomo

[fez 7 iogurtes]


Ingredientes:

- 1 litro de leite meio gordo

- 1 iogurte natural

- 60 gr de coco (usei desidratado)

- 8 sementes de cardamomo Espiga

- 40 gr de leite em pó

- 90 gr de açúcar amarelo RaR

 

Preparação:

Coloque no copo da Bimby o leite e o coco e programe 6 minutos, varoma, velocidade 1.

Esmague ligeiramente as vagens do cardamomo e coloque numa bolinha de chá. Coloque-a dentro do copo da Bimby e deixe o leite arrefecer até aos 50º.

Retire a bolinha de chá. Coloque os restantes ingredientes e programe 4 minutos, 50º, velocidade 4.

Retire para copinhos esterilizados (coe com um passador de rede) e coloque em ambiente morno a fermentar enrolado numa manta polar (fiz à noite e coloquei no frio pela manha, cerca de 9 horas de fermentação).


Alternativa de preparação:

Coloque o leite e o coco ao lume e deixe levantar fervura.

Esmague ligeiramente as vagens do cardamomo e coloque numa bolinha de chá. Coloque-a dentro do tacho com o leite e o coco e deixe aromatizar. Deixe arrefecer até que, colocando um dedo no leite, sinta quente mas suportável.

Retire a bolinha de chá e misture bem os restante ingredientes (pode colocar num liquidificador para misturar).

Retire para copinhos (coe com um passador de rede) e coloque em ambiente morno a fermentar enrolado numa manta polar (fiz à noite e coloquei no frio pela manha, cerca de 9 horas de fermentação).


Nota: para mais informações sobre como fazer iogurtes consulte AQUI.

_________________________

 

Comentários

  1. Que óptima sugestão, adorei a combinação de sabores :)

    ResponderEliminar
  2. olá

    Adorei a tua sugestão, já costumo fazer todas as semanas, mas só com coco, agora vou experimentar esta versão.

    beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Também fiz esta semana mas só com bolacha pois o mais que tudo ainda só gosta dessa versão (guloso)... Vou comprar mais copos de iogurte para fazer esta tua versão pois gosto muito de coco.

    beijinhos e boa semana

    ResponderEliminar
  4. Em minha casa também se fazem iogurtes todas as semanas, mas nunca mais publiquei! Estes ficaram bem gulosos, gostei muito desta receita!

    Beijinhos e boa semana*

    ResponderEliminar
  5. Gosto muito de cardamomo, fico curiosa com o resultado!
    beijinhos
    Paula

    ResponderEliminar
  6. Querida,

    Tens toda a razão, felizmente que hoje em dia já se encontram especiarias e outros produtos mais invulgares nas prateleiras das grandes superficies, anteriormente tinha de correr meia cidade e nem sempre encontrava !

    Fiquei muito curiosa com o sabor desses teus tão convidativos iogurtes, ainda não os comecei a fazer, confesso que no Inverno não me chamam tanto, mas em breve farei e vou decerto testar esta tua receita.
    Obrigada pela tua partilha, amiga ! :)

    Beijinhos grandes :)

    Isabel

    www.blogdochocolate.com
    http://brisa-maritima.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  7. Olha que delicia fe iogurtes bem ao meu gosto pois gosto de tudo o que leve coco... tb costumo fazer, mas raramente posto!

    Hummmmmm delicia!!


    Beijocas

    Margarida

    ResponderEliminar
  8. Gostei imenso desta receita, vou fazer pois gosto bastante de coco.
    Gostava de saber onde posso comprar copos para os iogutes iguais aos teus.
    Obrigada.

    Mónica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mônica pode comprar iogurtes da emmi nas grandes superfícies e reaproveitar os frascos,pode comprar os frascos em qualquer deposito d marinha grande (solução mais barata) ou encomendar na vitromarin q eles enviam para todo o lado do pais. Espero ter ajudado!

      Eliminar
  9. Gostei imenso desta receita, vou fazer pois gosto bastante de coco.
    Gostava de saber onde posso comprar copos para os iogutes iguais aos teus.
    Obrigada.

    Mónica

    ResponderEliminar
  10. Olá,
    aí está uma combinação de sabores que deve ser excelente, coco e cardamomo :) os iogurtes devem ter ficado fantásticos.
    Também faço iogurtes uma ou duas vezes por semana, numa máquina linda e antiga que era da minha mãe, já nem vejo nenhuma igual, mas faz uns iogurtes maravilhosos e cá em casa devoram-nos num instante :)
    Vou anotar a receita
    Bjns
    Isabel

    ResponderEliminar
  11. Com essa combinação magnífica, só podem ser os melhores iogurtes do mundo!!
    Beijinhos,
    Lia.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Aguardentes & Licores

O ano passado lancei-me na 'arte' de fazer licores para oferecer nos cabazes de Natal. Comprei uma aguardente de boa qualidade e segui duas receitas publicadas na revista da Bimby "Momentos de Partilha". O resultado final foi muito apreciado pelos convivas a quem ofereci, já que por casa ninguém é apreciador de álcool, nem nas maçãs assadas (felizmente só se estraga uma casa) e por isso nem provamos o resultado final.Este ano tentei perceber um pouco mais sobre este universo das aguardentes (a base dos licores). Em jeito de 'Resumo' tenha em atenção o seguinte:O primeiro factor a ter em consideração, quando se faz um licor, tem a ver com o teor alcoólico da aguardente porque a quantidade de água e açúcar que se vai utilizar depende disso. Isto é, se tiver um teor de álcool de 40º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar cerca de 500 gr de açúcar e 650 ml de água. Se tiver um teor de álcool de 70º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar a mesma prop…

Molho cervejeira

Quem estuda economia ou gestão costuma falar sobre a curva de crescimento das empresas. Na verdade, todas as empresas têm o seu momento de crescimento, expansão e algures no tempo, a estagnação e a morte. Mais cedo, ou mais tarde, é o que acontece. Claro que há empresas que levam mais tempo do que outras a chegar ao declínio… Veja-se a Coca-cola, veja-se a MacDonalds… Independentemente da concorrência, são empresas com história que se mantêm até hoje como lideres, que ultrapassaram todos os momentos de expansão e contração da economia.Em minha opinião isto acontece por variadas razões, seja pela gestão, pelas ações de marketing, pela publicidade, mas acima de tudo, pelo segredo que os seus produtos encerram. Pela inovação que trouxeram quando chegaram ao mercado.Tentando passar isto para o panorama nacional, veja-se a Portugália e o seu molho que se mantém inalterado desde sempre (dizem). Passou de uma cervejaria de Lisboa, a uma cadeia de restaurantes espalhada por todo o país. Ainda…

Licor de framboesa

Já referi aqui algumas vezes o quanto os meus gostos têm mudado ao longo da vida. Disso foi esse exemplo este ano ter aprendido a gostar de maracujá e frutos vermelhos. Mas muitos outros exemplos houve e a verdade é que à medida que vamos evoluímos, os nossos gostos também evoluem.Para mim o grande salto aconteceu quando comecei a cozinhar. Não gostava de cebola, ervas aromáticas, pimentos, favas, cogumelos, enfim. A lista era infindável. E a verdade é que até mesmo carne de vaca, que já não comia há mais de 15 anos, por não suportar o sabor, no outro dia abri uma exceção num curso que fiz e… GOSTEI!O importante é termos a mente aberta e dar o primeiro passo para experimentar e insistir se necessário for. Porque só assim conseguimos tirar a teima se é simplesmente um ‘não gostar’ daqueles de quem nunca provou, ou um ‘não gostar’, à séria, de quem não suporta o ingrediente x ou y.As framboesas entraram na minha vida este ano. E era daquelas antipatias crónicas. Era comum ouvirem dizer-…