Avançar para o conteúdo principal

Aproveitar peixe grelhado

Um destes dias resolvi fazer peixe grelhado para o jantar. Mas comidas que 'fazem bem' normalmente resultam em sobras cá por casa... Como é lógico, não vão para o lixo e muitas vezes reciclo-as e acabam por dar lugar a verdadeiros banquetes! Foi o caso.

Desta vez resolvi fazer uns pasteis de peixe... Em tudo semelhantes aos de bacalhau. E depois de os fazer, confesso que dificilmente voltarei a fazer com bacalhau... Há anos que tento que me saiam bem e nunca consegui! Já com as sobras de peixe saíram na perfeição!

Claro está, que quem quiser pode cozer pescada ou bacalhau, ou utilizar o peixe que preferir (carne firme, claro).

Já que gostamos tanto desta receita aqui por casa, resolvi levá-la ao aniversário da Kinhas do blog 'A cozinha da Kinhas', que recomendo a visitarem. Espero que gostem!

_________________________

Pasteis de peixe

[fez 28 pasteis]


Ingredientes:

- 40 gr de cebola (+ ou - 1 média)

- 2 hastes generosas de salsa

- 400 gr de batata cozida

- 170 gr de restos de peixe grelhado (usei sargueta)

- 2 ovos

- sal e pimenta qb

- óleo qb para fritar


Preparação:

Coloque a cebola e a salsa no copo da Bimby e programe 10 segundos, velocidade 5 (a meio baixe os resíduos). Retire e reserve.

Coloque as claras no copo da Bimby (com borboleta) e programe 2 minutos, velocidade 3. Retire e reserve.

Coloque o peixe no copo (limpo de peles e espinhas) e programe 10 segundos, velocidade 4, colher inversa.

Junte a batata grosseiramente esmagada com um garfo e as gemas e programe mais 10 segundos, velocidade 4. Adicione o picado de cebola e salsa e programe mais 5 minutos, velocidade 4.

Junte, delicadamente, as claras à massa com o auxílio de uma espátula. Tempere a gosto com sal e pimenta.

Com o auxílio de duas colheres de sopa, forme os pasteis e frite em óleo bem quente.


Alternativa de Preparação:

Pique, miudinho, a cebola e a salsa e reserve.

Bata as claras em castelo e reserve.

Limpe o peixe de peles e espinhas e com o auxílio de um pano de algodão esfarele o peixe.

Junte a batata esmagada com um garfo e as gemas e misture bem. Adicione o picado de cebola e salsa e obtenha uma mistura bem homogénea/ligada.

Junte, delicadamente, as claras à massa com o auxílio de uma espátula. Tempere a gosto com sal e pimenta.

Com o auxílio de duas colheres de sopa, forme os pasteis e frite em óleo bem quente.

________________________

 

Comentários

  1. Que maravilha de aproveitamento, ficaram excelentes esses pastéis!

    ResponderEliminar
  2. Ficaram lindos e com um aspecto super apetitoso :) o interior ficou com uma textura deliciosa.

    Beijinhos,
    Joana

    ResponderEliminar
  3. Olha que lindos ficaram !!!!
    Excelente aproveitamento do peixe que sobrou :)
    Beijinho doce!

    ResponderEliminar
  4. Adorei este aproveitamento!!! Estou á espera de dia 4 para os provar e saborear :-)

    Beijinhos e obrigada pela participacao

    ResponderEliminar
  5. Que delícia de bolinho eu quero um
    Amiga você perguntou da postagem dos filmes se você quiser participar ficaremos muito felizes,é só escolher o filme e fazer um prato ou bebida e postar na ultima terça do mês e me passar o link que eu coloco junto na postagem ,se tiver alguma duvida é só perguntar
    Uma linda quarta feira para você
    beijos

    ResponderEliminar
  6. No poupar é que está o ganho e, com a crise que se instalou entre nós, cada vez mais temos que adoptar esse lema.
    Gostei dessas pataniscas.

    ResponderEliminar
  7. Excelente ideia! E esses pasteis ficaram com optimo aspecto

    ResponderEliminar
  8. eu também aproveito tudo, estes pasteis são uma óptima sugestão para sobras de peixe!

    ResponderEliminar
  9. Adorei a ideia, até porque como nunca fiz pastéis de bacalhau ou de peixe, vou aproveitar a tua receitinha para fazer numa primeira oportunidade.
    Beijinhos, Né

    ResponderEliminar
  10. Que pastéis maravilhosos! Ficaram com um interior fantástico.
    No aproveitar é que está o ganho :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  11. Olá! estes pastéis ficaram memso no ponto! Ar crocante mas macios no meio, delicia!
    Beijinhos
    Paula

    ResponderEliminar
  12. Pelo aspecto esses pasteis devem ser uma delicia!
    beijinhos

    ResponderEliminar
  13. Ficaram tão lindos...
    Bem tentadores...
    Uma excelente maneira de reciclar...
    Gostei... Obrigado por partilhares...
    Beijinhos e boa semana...

    ResponderEliminar
  14. Fantástica sugestão e ficaram lindos e com um aspecto tão sequinho e apetitoso!!
    Cá em casa é a mesma coisa. reclama-se sempre que temos de comer mais saudável, mas quando faço saudável, quase ninguém quer jantar, eheheh!!
    Beijinhos querida,
    Lia.

    ResponderEliminar
  15. Lindos pastéis, sugestão perfeita.
    Beijinhos

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Aguardentes & Licores

O ano passado lancei-me na 'arte' de fazer licores para oferecer nos cabazes de Natal. Comprei uma aguardente de boa qualidade e segui duas receitas publicadas na revista da Bimby "Momentos de Partilha". O resultado final foi muito apreciado pelos convivas a quem ofereci, já que por casa ninguém é apreciador de álcool, nem nas maçãs assadas (felizmente só se estraga uma casa) e por isso nem provamos o resultado final.Este ano tentei perceber um pouco mais sobre este universo das aguardentes (a base dos licores). Em jeito de 'Resumo' tenha em atenção o seguinte:O primeiro factor a ter em consideração, quando se faz um licor, tem a ver com o teor alcoólico da aguardente porque a quantidade de água e açúcar que se vai utilizar depende disso. Isto é, se tiver um teor de álcool de 40º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar cerca de 500 gr de açúcar e 650 ml de água. Se tiver um teor de álcool de 70º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar a mesma prop…

Molho cervejeira

Quem estuda economia ou gestão costuma falar sobre a curva de crescimento das empresas. Na verdade, todas as empresas têm o seu momento de crescimento, expansão e algures no tempo, a estagnação e a morte. Mais cedo, ou mais tarde, é o que acontece. Claro que há empresas que levam mais tempo do que outras a chegar ao declínio… Veja-se a Coca-cola, veja-se a MacDonalds… Independentemente da concorrência, são empresas com história que se mantêm até hoje como lideres, que ultrapassaram todos os momentos de expansão e contração da economia.Em minha opinião isto acontece por variadas razões, seja pela gestão, pelas ações de marketing, pela publicidade, mas acima de tudo, pelo segredo que os seus produtos encerram. Pela inovação que trouxeram quando chegaram ao mercado.Tentando passar isto para o panorama nacional, veja-se a Portugália e o seu molho que se mantém inalterado desde sempre (dizem). Passou de uma cervejaria de Lisboa, a uma cadeia de restaurantes espalhada por todo o país. Ainda…

Licor de framboesa

Já referi aqui algumas vezes o quanto os meus gostos têm mudado ao longo da vida. Disso foi esse exemplo este ano ter aprendido a gostar de maracujá e frutos vermelhos. Mas muitos outros exemplos houve e a verdade é que à medida que vamos evoluímos, os nossos gostos também evoluem.Para mim o grande salto aconteceu quando comecei a cozinhar. Não gostava de cebola, ervas aromáticas, pimentos, favas, cogumelos, enfim. A lista era infindável. E a verdade é que até mesmo carne de vaca, que já não comia há mais de 15 anos, por não suportar o sabor, no outro dia abri uma exceção num curso que fiz e… GOSTEI!O importante é termos a mente aberta e dar o primeiro passo para experimentar e insistir se necessário for. Porque só assim conseguimos tirar a teima se é simplesmente um ‘não gostar’ daqueles de quem nunca provou, ou um ‘não gostar’, à séria, de quem não suporta o ingrediente x ou y.As framboesas entraram na minha vida este ano. E era daquelas antipatias crónicas. Era comum ouvirem dizer-…