Avançar para o conteúdo principal

Chévre & Mel

O queijo chévre é com certeza o meu queijo preferido... Em Portugal temos queijos deliciosos e acho que já devo ter experimentados de todos um pouco, mas aquele que me enche verdadeiramente as medidas, pela sua intensidade, é o queijo chévre...

Gosto, especialmente, das inúmeras aplicabilidades culinárias, doces e salgadas, que permite. É para mim um daqueles ingredientes topo da minha lista de ingredientes versáteis.

Desta vez fiz uma entrada agri-doce. Este queijo presta-se a isso! Confesso que é para mim de todas as uniões a mais perfeita... E por isso repetida inúmeras vezes cá por casa... Umas vezes com o aspecto de trouxa, outras em forma de rebuçado e desta vez em forma de almofadinhas.

Esta receita marca também o inicio da primeira parceria do blog. É uma honra para mim representar uma marca como o 'Mel de Portugal'. É importante apoiarmos o empreendorismo, especialmente o português.

A verdade é que mel há muito e sou exigente na qualidade do mesmo. E a surpresa chegou de um colega do lado, com quem trabalho diariamente. É produtor de mel! E apenas e só de um dos melhores meles que já experimentei. E assim começou... Provei, gostei e foi arregaçar as mangas e experimentar todo um conjunto de receitas, doces e salgadas, de deixar água na boca. Basta fazer uma pesquisa por 'mel' aqui na página para descobrir todas as coisas fantásticas que se podem fazer com este néctar dos deuses.

Se quiser encomendar aceda à pagina www.meldeportugal.com e veja como fazê-lo. Posso dar a garantia de qualidade. A relação qualidade-preço é bastante equilibrada. No próprio site há inúmeras sugestões culinárias. Dêem uma vista de olhos! E pensem já nas encomendas para presentes de Natal!

__________________________________

Almofadas de Chévre com maçã, pêra, nozes e mel

[faz 16 almofadas]


Ingredientes:

- 2 maçãs amarelas (pode usar outro tipo)

- 2 pêras

- 1 colher de chá de açúcar

- 1 colher de chá de canela

- sumo de 1/2 limão

- 4 folhas de massa filó

- 4 nozes (8 metades)

- 160 gr de queijo chévre

- 16 colheres de café de mel multifloral

- manteiga líquida qb

- sementes de sésamo qb (ou outras)


Preparação:

Pré-aqueça o forno a 180º.

Descasque a maçã e a pêra, eliminando os caroços, e corte em gomos finos. Deve render 32 gomos de maçã e 16 gomos de pêra, mais ou menos.

Distribua por um tabuleiro de forno, polvilhe com uma colher de chá de açúcar e uma colher de chá de canela e regue com o sumo de meio limão.

Leve ao forno por 15 minutos e aumente para os 200º, findo o tempo, deixando mais 5 minutos. Deixe arrefecer e reserve.

Corte cada folha de massa em quatro. No centro coloque pela seguinte ordem os seguintes ingredientes: 10 gr de queijo, 1/4 de noz cortada em pedaços, 2 gomos de maçã e 1 de pêra e finalize com 1 colher de café bem cheia de mel. Feche as almofadas dobrando as extremidades para baixo. Pincele cada uma com um pouco de manteiga liquida ou derretida e polvilhe com sementes de sésamo a gosto.

Leve ao forno a 180º cerca de 15 minutos ou até a massa estar dobradinha, sem estar queimada.


Nota: em vez de fazer almofadas, pode torcer as extremidades e fazer um rebuçado. Para que a massa não seque, vá usando folha a folha colocando as restantes no frigorifico antes de cada utilização. Se secar será mais difícil dobra-la sem partir. A relação de ingredientes pode ser alterada de acordo com os gostos de cada casa... Não precisam de ter maçã e pêra e muito menos na quantidade milimétrica de dois para um... Pode incluir sultanas, pode colocar amêndoas, pode usar apenas maçã, pode nao colocar nozes, enfim, é só usar a imaginação. Estas almofadas são deliciosas comidas mornas.

___________________________________

 

Comentários

  1. Adorei o blog fiquei fa ... Humm beijinho guloso

    ResponderEliminar
  2. Hmmmm Simplesmente espectacular!! Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Fico muito contente Adriana. Volte sempre!

    ResponderEliminar
  4. Olá
    Gostei da combinação de sabores, ficou com óptimo aspecto!

    Beijinhos,
    Marisa
    http://www.sweetmykitchen.blogspot.pt/

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Aguardentes & Licores

O ano passado lancei-me na 'arte' de fazer licores para oferecer nos cabazes de Natal. Comprei uma aguardente de boa qualidade e segui duas receitas publicadas na revista da Bimby "Momentos de Partilha". O resultado final foi muito apreciado pelos convivas a quem ofereci, já que por casa ninguém é apreciador de álcool, nem nas maçãs assadas (felizmente só se estraga uma casa) e por isso nem provamos o resultado final.Este ano tentei perceber um pouco mais sobre este universo das aguardentes (a base dos licores). Em jeito de 'Resumo' tenha em atenção o seguinte:O primeiro factor a ter em consideração, quando se faz um licor, tem a ver com o teor alcoólico da aguardente porque a quantidade de água e açúcar que se vai utilizar depende disso. Isto é, se tiver um teor de álcool de 40º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar cerca de 500 gr de açúcar e 650 ml de água. Se tiver um teor de álcool de 70º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar a mesma prop…

Molho cervejeira

Quem estuda economia ou gestão costuma falar sobre a curva de crescimento das empresas. Na verdade, todas as empresas têm o seu momento de crescimento, expansão e algures no tempo, a estagnação e a morte. Mais cedo, ou mais tarde, é o que acontece. Claro que há empresas que levam mais tempo do que outras a chegar ao declínio… Veja-se a Coca-cola, veja-se a MacDonalds… Independentemente da concorrência, são empresas com história que se mantêm até hoje como lideres, que ultrapassaram todos os momentos de expansão e contração da economia.Em minha opinião isto acontece por variadas razões, seja pela gestão, pelas ações de marketing, pela publicidade, mas acima de tudo, pelo segredo que os seus produtos encerram. Pela inovação que trouxeram quando chegaram ao mercado.Tentando passar isto para o panorama nacional, veja-se a Portugália e o seu molho que se mantém inalterado desde sempre (dizem). Passou de uma cervejaria de Lisboa, a uma cadeia de restaurantes espalhada por todo o país. Ainda…

Sobras de salmão

E quando a vida nos dá sobras de salmão o que fazer? Bom, desfiá-lo e fazer um salada fria? Sim é uma hipótese. Desfiá-lo e fazer uma quiche? Porque não? Fazer umas pataniscas de salmão, ou um paté de salmão? Ora… Uns rissóis? Hum… Não! Apetecia-me algo diferente…Mistura de um lado, mistura do outro e assim nasceram estes hambúrgueres. Muito simples mas que permitiram que 200 gr de salmão, que não davam para uma refeição para dois, fizessem duas refeições para dois!!! Sim porque se à noite fui comedida e acompanhei com salada, no dia seguinte foi uma excelente opção para a marmita, entre duas fatias de pão de hambúrguer, tomate e alface. Nham!!!______________________ Hamburgueres de Salmão com mayonese de caril e cebolinho[fez 9 hamburgueres]
Ingredientes:
Para os hambúrgueres:- 200 gr de salmão cozinhado- 1 cebola pequena picada- 2 batatas médias- 1 cenoura pequena- 3 colheres de sopa de coentros picados- 10 azeitonas- 1 colher de chá de açafrão- sal e pimenta qb- pão ralado qb- azeite …