Avançar para o conteúdo principal

De férias...

Depois de um ano de loucos e de um final de 'época' com uma fractura no cóccix, finalmente vim de férias! Pela primeira vez para apartamento, sem refeições contratadas, mas com a minha Bimby a tiracolo.

Os cortes deste ano foram brutais lá por casa, já que somos ambos 'funcionários públicos' e o destino de férias acabou por ser o nosso país, que tantas coisas giras tem para ver e tanto precisa de um empurrão...

Como no primeiro ponto da estadia tínhamos grelhador na rua, muitas das refeições foram grelhados. O Mário estreou-se na arte de acender o lume e sem dúvida os anos de experiência inscritos no seu ADN (herança dos seus antepassados pré-históricos) resultaram em refeições fantásticas, sem mácula de inexperiência.

E a primeira refeição foi um soberbo frango assado! A desvantagem foi ter sobrado metade, assim como metade de um pacote de espinafres baby que tinha comprado para fazer sopa. A dimensão do frigorifico não permite armazenar grandes restos por muito tempo pelo que tive de pensar rapidamente numa solução.

Pois bem resolvi fazer uma frittata! Muito honestamente não sei se frittata ou tortiha... Não sei se tecnicamente existe diferença para além do nome... Mas seja qual for o nome, ficaram as sobras de cara lavada e muito honestamente seria uma refeição que pediria sem problema num restaurante... Tão divinal que ficou!

Apesar da foto não fazer jus ao sabor, resolvi partilhá-la porque no dia-a-dia é corrente procurarmos soluções para aproveitamentos.

___________________________________

Frittata/tortilha de frango, espinafres e lascas de parmesão

[serve 2 pessoas]




Ingredientes:

- 6 ovos

- 1/2 pacote de espinafres baby (cerca de 120 gr)

- restos de frango assado desfiado (usei o equivalente a um peito e uma perna)

- uma mão cheia de salsa picada

- 2 dentes de alho

- manteiga qb (usei matinal magra)

- 100 gr (+ ou -) de queijo parmesão em lascas

- sal qb (dê o devido desconto devido ao sal do parmesão e da salsa)

- azeite qb


Preparação:

Bata bem os ovos, com um pouco de sal e junte salsa picada a gosto.

Numa frigideira anti-aderente coloque um fio de azeite e aloure ligeiramente o alho cortado miudinho. Adicione os espinafres e salteie com o lume forte cerca de 1 minuto. Tempere com um pouco de sal e reserve.

Numa frigideira anti-aderente (deve ser do tamanho que se quer a frittata/tortilha) coloque uma noz de manteiga e espalhe bem por toda a superfície para posteriormente não agarrar.

Coloque metade dos ovos batidos e deixe cozinhar lentamente em lume baixo até que o ovo esteja cozido. Com uma espátula de silicone vá verificando se toda a tortilha desgruda bem da superfície da frigideira. Com cuidado, passe esta tortilha para um prato (coloque o prato por cima da frigideira e verta o conteúdo num só golpe rodando a frigideira para baixo).

Coloque mais uma noz de manteiga na frigideira e verta a restante mistura de ovo (deixe apenas o equivalente a duas colheres de sopa que vá ser utilizada mais tarde para unir). Repita os passos anteriores, mas quando formar uma crosta espalhe o frango desfiado, o salteado de espinafres com alho e por fim as lascas de parmesão.

Coloque o restante ovo batido reservado por cima e coloque por cima, com muito cuidado para não partir, a primeira tortilha feita.

Com a espátula calque bem para unir.

Coloque o prato por cima da frigideira e verta de um golpe só o conteúdo para o prato. Coloque a parte que estava para cima da tortilha na frigideira, arrastando com cuidado.

Deixe cozinhar bem, calcando ligeiramente, mais 2 minutos na frigideira.

Todas estas operações devem ser feitas com o lume brando.

Pode saltar todos este passos se fizer no forno. Deve proceder da seguinte forma: colocar na frigideira em camadas o frango desfiado, os espinafres salteados e as lascas de parmesão e por fim regar tudo com o ovo batido. Levar a frigideira ao forno até o ovo estar cozinhado. [como o apartamento não tinha forno, tive de fazer no fogão da velhinha forma, mas se quiser uma refeição mais rápida, já sabe!]

Nota: acompanhe com uma boa salada verde.

___________________________________

 

Comentários

  1. Rápidas melhoras!
    A tua sugestão tem um excelente aspecto!

    ResponderEliminar
  2. Adorei a sugestão !
    Simples e bem saborosa :)
    Beijinho doce, as melhoras e boas férias!!!

    ResponderEliminar
  3. Otima sugestão, umas descansadas férias que tudo corre pelo melhor.

    Bjs.

    Paula

    ResponderEliminar
  4. Espero que estejas a recuperar rapidamente e bem e que tudo melhore.
    A tua fritatta está com um aspecto sublime!
    Beijocas,
    Lia.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Aguardentes & Licores

O ano passado lancei-me na 'arte' de fazer licores para oferecer nos cabazes de Natal. Comprei uma aguardente de boa qualidade e segui duas receitas publicadas na revista da Bimby "Momentos de Partilha". O resultado final foi muito apreciado pelos convivas a quem ofereci, já que por casa ninguém é apreciador de álcool, nem nas maçãs assadas (felizmente só se estraga uma casa) e por isso nem provamos o resultado final.Este ano tentei perceber um pouco mais sobre este universo das aguardentes (a base dos licores). Em jeito de 'Resumo' tenha em atenção o seguinte:O primeiro factor a ter em consideração, quando se faz um licor, tem a ver com o teor alcoólico da aguardente porque a quantidade de água e açúcar que se vai utilizar depende disso. Isto é, se tiver um teor de álcool de 40º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar cerca de 500 gr de açúcar e 650 ml de água. Se tiver um teor de álcool de 70º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar a mesma prop…

Pão

Pão... Fazer pão sempre foi para mim uma arte, uma técnica basilar e por essa razão sempre gostei de fazer o meu próprio pão, de experimentar receitas novas, de usar ingredientes novos, novas combinações. Embora não seja nascido no Alentejo, a minha familia é toda alentejana, os sabores sempre foram alentejanos e é a gastronomia com que mais me identifico, de onde o pão é quase a sua base culinária. 
Termos aderido a um novo conceito de alimentação, onde o trigo não entra, fez-me repensar o pão. Apesar de não precisar de pão na minha dieta, somos bombardeados de todo o lado pelo pão... nas reportagens televisivas sobre a Páscoa, nos restaurantes, nas feiras, etc., por isso resolvi pegar nas farinhas aprovadas na alimentação paleo e fazer o meu próprio pão. 
Peguei nos vários conceitos que li sobre o pão, nas várias experiências falhadas nestes meses e produzi o meu Pão, sem glutén, sem trigo e saboroso... nham. Ficou um bocadinho achatado, mas acreditem que ótimo de sabor. 
E é com est…

Cheesecake aldrabado

Se o mote da nossa vida fosse sempre simplificar, tudo seria mais simples... E delicioso.
Num destes finais de dia fiz Granola. Estava a arrefecer em cima da banca quando começamos a jantar. O cheirinho aromático fez-me ter vontade de improvisar algo para a sobremesa. 
Demorou pouco mais de 30 segundos. Sabia o que tinha no frigorífico. Requeijão de cabra, doce de morango e framboesa... Claro que só podia sair um cheesecake aldrabado. Não tivesse logo eu pensado nele quando comprei o requeijão e as framboesas... Embora estivesse longe de imaginar que a falta de tempo me impossibilitasse de fazer a versão tradicional mas fizesse chegar até mim uma alternativa à altura. O risco é só mesmo ser demasiado rápido de fazer e bom demais. Tão bom que enquanto eu tirava fotos do meu, o marido já estava a comer a segunda taça! Brutal!





Cheesecake aldrabado
Ingredientes: - Granola a gosto (ESTA) - requeijão de cabra a gosto - doce de morango e framboesa a gosto (ESTE) - framboesas para decorar
Preparação: E…