Avançar para o conteúdo principal

Morangos e uma amiga.

Quando comecei a pensar em criar um blog, alguns medos surgiram… A questão da exposição (que é inevitável que aconteça). A questão de não controlarmos as críticas e de não sabermos se estamos preparados para as receber, sejam positivas ou negativas. A questão de partilharmo-nos com quem não conhecemos, nem as expectativas de quem está do outro lado do ecrã.

Com muita coragem e muito empurrão lá criei o blog e confesso, que até agora, tem sido uma experiência para lá de positiva, cheia de surpresas bastante agradáveis. Uma delas têm sido os contactos recentes que estabeleci com pessoas que partilham o mesmo gosto pela culinária que eu. Pessoas, que não conheceria, não fosse a existência do “uma pedra de sal”. Pessoas com histórias incríveis e receitas ainda mais incríveis para partilhar! Sim, é verdade, há quem me contacte para partilhar comigo uma ou outra receita preferida!

Esta receita que publico hoje foi um exemplo disso. A minha recente amiga Marta M. tem-me feito chegar receitinhas fantásticas de tal forma que já a incentivei a criar um blog de culinária e tudo. É daquelas criaturas com um património culinário incrível, que nos faz sentir simples aprendizes. Marta, tens mesmo de pensar seriamente no assunto porque és fantástica.

Relativamente à receita, não coloquei quantidades porque depende tudo dos gostos de cada um. Assim, prepare os morangos a gosto e adicione simplesmente a hortelã. É difícil não ficar surpreendida com o contraste. Simples, rápido e fabuloso… Obrigado Marta.

______________________________________________

Morangos com hortelã




Ingredientes:

- Morangos qb

- Açúcar qb

- Hortelã qb




Preparação:

Lave bem os morangos e corte em quatro. Junte açúcar a gosto e folhas de hortelã cortadas em juliana. Deixe macerar cerca de 30 minutos antes de servir para libertar molho.

______________________________________________

Comentários

  1. As sugestões simples são sempre apreciadas e nunca enjoam!

    ResponderEliminar
  2. Por vezes esquecemo-nos na riqueza que há nas coisas simples :)
    Excelente sugestão !
    Beijinho!

    ResponderEliminar
  3. Também gosto muito! Costumo ainda fazer um molho com alguns morangos... :))

    ResponderEliminar
  4. tenho uns moranguinos no frigo e hortelã num vaso.....já sei qual vai ser a sobremesa hoje ao jantar!! Obg pelas tuas boas sugestões!! Bj

    ResponderEliminar
  5. as sobremesas simples como esta normalmente são sempre as que sabem melhor.
    gostei!!!

    ResponderEliminar
  6. Obrigado a todas pelos comentários. É bom saber que as minhas sugestões são lidas e em alguns casos apreciadas. Realmente comer assim morangos é realmente transcendental... Simples, saudável e docinho! Vivam as coisas simples e obrigado por me acompanharem.

    ResponderEliminar
  7. Estou em falta para com a senhora deste bolg!
    Amiga não vim cá comentar!!! :( :( :(

    Excelente blog e excelente post,eu não teria escrito melhor. :)
    A net tem destas coisas,"junta"as pessoas e ajuda a que haja uma maior troca de ideias e de receitas,neste caso. :D
    Quanto à receita,fica realmente muito bom,muito agradavel...e que tal pôr umas bolas de gelado de nata ou de noz e depois pôr os morangos em cima?Talvez com o de nata ligue melhor...não sei,estou aqui a atirar para o ar pois ainda não experimentei. =P
    Coisa a experimentar! :D

    P.S.1 - Obrigada ;)

    Beijinhos

    P.S.2 - Que tal um livro? ;)

    ResponderEliminar
  8. Marta como sabes... Escrever um livro é um sonho que nem ouso sonhar... Para já vou aprendendo com esta experiência... Se estiver destinado, chegara a minha vez. O que importa é fazer tudo com amor e esse tenho a rodos :-)

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Pão

Pão... Fazer pão sempre foi para mim uma arte, uma técnica basilar e por essa razão sempre gostei de fazer o meu próprio pão, de experimentar receitas novas, de usar ingredientes novos, novas combinações. Embora não seja nascido no Alentejo, a minha familia é toda alentejana, os sabores sempre foram alentejanos e é a gastronomia com que mais me identifico, de onde o pão é quase a sua base culinária. 
Termos aderido a um novo conceito de alimentação, onde o trigo não entra, fez-me repensar o pão. Apesar de não precisar de pão na minha dieta, somos bombardeados de todo o lado pelo pão... nas reportagens televisivas sobre a Páscoa, nos restaurantes, nas feiras, etc., por isso resolvi pegar nas farinhas aprovadas na alimentação paleo e fazer o meu próprio pão. 
Peguei nos vários conceitos que li sobre o pão, nas várias experiências falhadas nestes meses e produzi o meu Pão, sem glutén, sem trigo e saboroso... nham. Ficou um bocadinho achatado, mas acreditem que ótimo de sabor. 
E é com est…

Aguardentes & Licores

O ano passado lancei-me na 'arte' de fazer licores para oferecer nos cabazes de Natal. Comprei uma aguardente de boa qualidade e segui duas receitas publicadas na revista da Bimby "Momentos de Partilha". O resultado final foi muito apreciado pelos convivas a quem ofereci, já que por casa ninguém é apreciador de álcool, nem nas maçãs assadas (felizmente só se estraga uma casa) e por isso nem provamos o resultado final.Este ano tentei perceber um pouco mais sobre este universo das aguardentes (a base dos licores). Em jeito de 'Resumo' tenha em atenção o seguinte:O primeiro factor a ter em consideração, quando se faz um licor, tem a ver com o teor alcoólico da aguardente porque a quantidade de água e açúcar que se vai utilizar depende disso. Isto é, se tiver um teor de álcool de 40º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar cerca de 500 gr de açúcar e 650 ml de água. Se tiver um teor de álcool de 70º, para 1 litro de aguardente, deve-se utilizar a mesma prop…

Cheesecake aldrabado

Se o mote da nossa vida fosse sempre simplificar, tudo seria mais simples... E delicioso.
Num destes finais de dia fiz Granola. Estava a arrefecer em cima da banca quando começamos a jantar. O cheirinho aromático fez-me ter vontade de improvisar algo para a sobremesa. 
Demorou pouco mais de 30 segundos. Sabia o que tinha no frigorífico. Requeijão de cabra, doce de morango e framboesa... Claro que só podia sair um cheesecake aldrabado. Não tivesse logo eu pensado nele quando comprei o requeijão e as framboesas... Embora estivesse longe de imaginar que a falta de tempo me impossibilitasse de fazer a versão tradicional mas fizesse chegar até mim uma alternativa à altura. O risco é só mesmo ser demasiado rápido de fazer e bom demais. Tão bom que enquanto eu tirava fotos do meu, o marido já estava a comer a segunda taça! Brutal!





Cheesecake aldrabado
Ingredientes: - Granola a gosto (ESTA) - requeijão de cabra a gosto - doce de morango e framboesa a gosto (ESTE) - framboesas para decorar
Preparação: E…