quinta-feira, 31 de maio de 2012

Pernas para que te quero...

Como ao domingo a electricidade é mais barata (porque tenho contador bi-horário) aproveito para ligar o forno. Pratos de forno são para mim, sinónimo de conforto, de comida boa, de comida com molho! São também a melhor forma de receber amigos/família, pela disponibilidade que nos oferece. Além disso, cozinham-se maiores quantidades e quase sempre significa comida para a marmita do dia seguinte… Não há como não ser fã! Ganha-se em todas as frentes.

Pois quando faço estas pernocas no forno raramente consigo que sobrem… E desta vez não foi excepção… Ficaram tão divinais que quase esqueci a razão porque as comecei a fazer… hehehe…

Pois bem eu conto a história. No meu local de trabalho há um refeitório. Quando comecei a trabalhar, almoçava lá diariamente. Fizesse chuva ou sol, pela comodidade de ser no mesmo edifício, pelo preço e até pela variedade da comida… Mas nos últimos 11 anos a quantidade de vezes foi diminuindo tão drasticamente, que nos dias que correm deixei de lá ir…

Há quem diga que a qualidade é boa, há quem diga que a variedade que oferece é algo que não tem preço, há quem diga que não dispensa a sua ida diária ao refeitório… Há quem diga exactamente o oposto – que a comida perdeu qualidade, que os preços são astronómicos e que nem em caso de necessidade lá tencionam por os pés… Pois eu digo apenas que prefiro a minha comida… Porque simplesmente sei o que estou a comer, é mais económico, não tenho de andar de tabuleiro na mão e não me sinto enganada… E por isso, como já disse aqui algumas vezes, juntei-me aos ‘amigos da marmita’…

No entanto, antes de conseguirmos autorização para comprarmos um micro-ondas, mesmo já cansada de comida que sabe toda ao mesmo, ainda ia ao refeitório pontualmente – nos dias em que serviam pernas de frango com vinho do Porto! Nunca consegui perceber o que raios punham no molho, no tempero, mas que era uma refeição que me agradava imenso, lá isso era…

Daí ter tentado fazer algo do género em casa. Claro que não sabe igual, mas pelo menos sei o que ponho… E não saber igual não significa que saiba pior… Pelo contrário! É sem dúvida um prato fantástico e se pretender fazer menos quantidade, é uma questão de ajustar as quantidades. Espero que gostem!

______________________________________________

Pernas de Frango no forno com Vinho do Porto

[serve 5 a 6 pessoas]




Ingredientes:

- 18 perninhas de frango

- 6 cebolas pequenas

- 3 cebolas médias

- 2 folhas de louro

- 8 dentes de alho

- 1 ½ colher de chá de sal marinho

- 2 colheres de sopa de pimentão em pó

- 1 colher de sopa de mostarda com sementes (utilizo Savora)

- 2 colheres de sopa de tomilho seco

- 1 colher de sopa de vinagre balsâmico

- 2 colheres de sopa de mel

- 100 ml de vinho branco

- 50 ml de vinho do Porto

- azeite qb

- batatas novas pequeninas para assar qb




Preparação:

Limpe as perninhas de frango de eventuais penas que possam existir. Prepare a marinada: num robot de cozinha coloque o sal, as folhas de louro, 6 dentes de alho, o pimentão em pó, a mostarda, o mel, uma colher de sopa de tomilho e o vinagre. Carregue as vezes necessárias no processador para que a marinada fique bem uniforme.

Coloque a marinada num saco de congelação e adicione as pernas de frango. Feche o saco e vire-o as vezes que forem necessárias até que a marinada cubra a totalidade das pernas de frango (é uma forma rápida e limpa de espalhar uma marinada).

Numa assadeira de barro, coloque as cebolas pequenas descascadas inteiras e as cebolas médias cortadas em rodelas finas. Espalhe um fio de azeite. Coloque as pernas de frango por cima. Coloque as batatas lavadas, com casca (ou sem casca, se preferir) em torno das pernas de frango e espalhe dois dentes de alho laminado sobre elas, bem como sal e uma colher de sopa de tomilho seco. Misture o vinho branco, o vinho do Porto e 25 ml de azeite e espalhe sobre as batatas e as pernas de frango.

Leve ao forno a 200º cerca de 1 hora e meia. A meio dê-lhes a volta para dourar do outro lado. Vá vigiando para não queimar e regue com o molho ocasionalmente.

Acompanhe com uma salada ou um arroz árabe.

______________________________________________

Sem comentários:

Enviar um comentário